Mais de 100 pessoas passam mal e uma morre após almoço em Guarantã do Norte

DO DIÁRIO DE CUIABÁ

Mais de 100 pessoas alegam terem sido intoxicadas depois de um almoço em uma festa tradicional na cidade de Guarantã do Norte (721 km de Cuiabá). Dos enfermos, uma mulher de 51 anos morreu após apresentar um quadro grave da infecção. A Polícia Civil foi acionada e vai investigar o caso.

O caso aconteceu no dia 14 de junho, no dia em que centenas de pessoas participavam de um festejo na comunidade rural de Santo Antônio. O cardápio era churrasco, com mandioca, vinagrete, além de uma salada de maionese.

No dia seguinte, começou a ser registrada a entrada de pessoas que estiveram na festividade nas unidades de saúde da cidade.

Eles apresentavam dores na barriga, vômito, febre, diarreia e outros sinais de intoxicação alimentar. Uma das pacientes, Rosalina Ribeiro Bueno, 51 anos, morreu 24 horas depois de dar entrada na unidade.

A família acredita que tenha sido por conta da festa; a perícia no corpo da mulher foi feita, no entanto, nenhum resultado foi divulgado.

Porém, os médicos da unidade informaram que Rosalina morreu em decorrência de uma infecção generalizada e parada cardíaca, causada pela quantidade de salmonela ingerida. Rosalina morreu no dia em que completou 52 anos.

A vigilância sanitária do município encaminhou para um laboratório aqui em Cuiabá um pote da maionese consumida no dia da festa. Além disso, exames fecais foram feitos em alguns pacientes. Os resultados devem ficar prontos em 30 dias.

O delegado Ramiro Queiroz, que está investigando o caso, informou que está levantando informações e que acredita na hipótese de contaminação de algum alimento, em especial a maionese.


O evento na comunidade de Santo Antônio foi realizado pela paróquia do local, com o objetivo de arrecadar fundos para reformar a paróquia Nossa Senhora do Rosário. (YR)

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis