Mato Grosso reduz em 91% a área desmatada, diz Sema

Mato Grosso reduziu em 91% a área de desmatamento ilegal entre 2004 e 2014 conforme dados oficiais do Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), que conta com a colaboração do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para atualização anual das taxas de desmatamento na Amazônia Legal.

Em números, isso significa que o desmatamento caiu de 11.814 km2 para 1.048 km2 nesse período, que é um número significativo e que tem colocado o Estado como referência mundial no combate ao desmatamento ilegal. No ano passado, o percentual regrediu em 9%, variando de 1.139 km2, em 2013, para 1.048 km2 em 2014. O levantamento parcial do Inpe referente a 2015 será divulgado entre novembro e dezembro; e o oficial em março de 2016.

Conforme o superintendente de Geoinformação e Monitoramento Ambiental da Sema, Gabriel Vitoreli, os valores divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) ao longo dos primeiros seis meses deste ano e que mostram avanço no desmatamento na Amazônia Legal não representam números oficiais para os órgãos ambientais do país.

Esses dados são, como o próprio nome diz, ‘dados de alerta’ para a fiscalização mês a mês que servem como indicativo para acompanhamento do setor de fiscalização.


Outro ponto importante é que o Imazon é um alerta mensal e sofre influência da cobertura de nuvens. (Com Assessoria/Sema-MT)

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis