PMDB quer candidato próprio a presidente em 2018

Temer-580x388.jpg.pagespeed.ce.DoCCgzllGo
A crise no casamento entre o PT e o PMDB ganhou mais um capítulo há poucos dias, com o desabafo virtual do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. “O PMDB está cansado de ser agredido pelo PT constantemente e é por isso que declarei (…) que essa aliança não se repetirá”, escreveu ele no final de semana. A frase postada por Cunha, em sua conta no twitter, reflete o grau de desgaste pelo qual passa a relação entre o Governo de Dilma Rousseff e o seu principal aliado desde 2003.
O estopim dos comentários do parlamentar no microblog foram as críticas feitas por petistas à atuação do vice-presidente Michel Temer na articulação política do Planalto, e a vaia ao nome de Cunha durante o Congresso do PT neste final de semana em Salvador. Cunha foi além: “Talvez tivesse sido melhor que eles [o PT] aprovassem no Congresso [do partido] o fim da aliança e não sei se num congresso do PMDB terão a mesma sorte”.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis