CUT defende “reação com armas na mão”

acaeb5fde48cb762eb772e851ea98fb6Em evento nesta quinta-feira (13) no Palácio do Planalto, o presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, afirmou que, se for preciso, os movimentos sociais irão às ruas “com arma na mão” para preservar o mandato da presidente Dilma Rousseff.
“O que se vende hoje no Brasil é a intolerância, o preconceito de classe. Somos defensores da construção de um projeto nacional de desenvolvimento para todos e todas. Isso implica ir para a rua entrincheirados, com arma na mão, se quiserem tentar derrubar a presidente”, disse Freitas, que é petista. Fazendo eco ao discurso de outros dirigentes de movimentos sociais, disse que os entusiastas do impeachment são “golpistas”.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis