Janaína e Fabris vão embarcar no PMDB; troca-troca deve envolver 7 parlamentares

Romilson Dourado
Ao menos sete dos 24 deputados estaduais estão decididos a mudar de legenda. Avaliam brechas na lei para não correr risco de ter os mandatos "confiscados" pelos partidos de origem. Este Blog apurou que, em meio à temporada de negociações entre agremiações e políticos, o PMDB tende a se tornar a maior bancada.

Hoje ocupa três cadeiras e pode chegar a seis, enquanto o PR corre risco de ver o seu bloco reduzir a representatividade de cinco para dois. Já estão acertadas as filiações de Janaína Riva e Gilmar Fabris no PMDB. Ambos atuam hoje no PSD do ex-deputado José Riva. Pedro Satélite é outro do PSD que deseja pular de sigla. Sua intenção seria aderir ao Partido Liberal, cuja recriação foi barrada no TSE por não atingir o número mínimo de assinaturas de apoio.

O deputado Wagner Ramos (PR) quer se juntar definitivamente à base do Governo Pedro Taques. Sente-se incomodado com a concorrência no Médio-Norte do colega Saturnino Masson (PSDB), que tem maior sintonia com o Palácio Paiaguás. Wagner deseja ir para onde Taques mandá-lo. Em princípio seria o PL, mas, como a refundação da legenda não foi possível ainda, pode até aderir ao PSB.

 A legenda peemedebista, que recebe no próximo mês o senador Blairo Maggi, tende a receber também outros dois republicanos, sendo eles os deputados estaduais Emanuel Pinheiro e Ondanir Bortolini, o Nininho.

Além do PMDB, outro partido bastante procurado pelos deputados é o PSB, hoje com três cadeiras na Assembleia. Mauro Savi (PR) é um deles. O pedetista Leonardo Albuquerque pretende continuar "colado" no governador e também estuda ingresso no PSB. Considerando essas possibilidades, o PMDB e o PSB se tornariam donos das maiores bancadas, enquanto PSD, PR e PDT perderiam representatividade.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis