Lava Jato envolve o crime no atacado, não mais no varejo, diz ministro do STF

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), comentou hoje (3) as investigações da 17ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta manhã. Segundo Marco Aurélio, o escândalo de corrupção investigado na Lava Jato “envolve o crime no atacado, não mais no varejo”.
Na avaliação do ministro, a Lava Jato mostra que o mensalão não pode ser mais considerado o maior escândalo de corrupção do país. Marco Aurélio participou do julgamento da Ação Penal 470, conhecido como o processo do mensalão.“Quando eu tomei posse, em 2006, no TSE [Tribunal Superior Eleitoral], eu fiz um discurso que foi considerado muito ácido. Mas, foi um discurso leve. Eu falei que era o maior escândalo da República [mensalão]. Hoje, nós temos aí esse, que envolve o crime no atacado, não mais no varejo”, disse.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra