Ex-prefeito é assassinado a tiros por pistoleiros no interior de Mato Grosso

Ex-prefeito de Ribeirão Cascalheira Adário Carneiro Filho (PSD) foi assassinado nesta sexta-feira (11) por dois homens. Conforme informações do delegado Deuel  Paixão Santanta, o social-democrata estava em uma caminhonete quando dois indivíduos numa moto preta o abordaram a 100 metros do Fórum e deram entre 3 e 4 tiros. Adário chegou a ser socorrido com vida e levado ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Os homens fugiram em direção a Água Boa, sendo que um deles estava com capacete rosa. A polícia da cidade procura os assassinos e as PMs de Água Boa e Canarana também foram acionadas.

O corpo do ex-prefeito foi encaminhado para Água Boa para passar por necropsia a fim de descobrir qual o tiro que causou a morte e quantos levou exatamente. A assessoria da Polícia Civil informa que ele era investigado contra crimes da administração pública.

Há informações extraoficiais de que ele teria envolvimento com grilagem de terras e pistolagem. Mas isso ainda será alvo de investigação do inquérito.

Adário foi alvo da Operação Pluma.  Em 2009, foi emitido pedido de prisão de fazendeiros e militares do Vale do Araguaia, que teria como um dos chefes do crime organizado na região o  ex-prefeito, que tinha acabado de ser derrotado nas urnas. Investigações do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) apontavam que a movimentação financeira de Adário era incompatível com a renda declarada entre 2003 e 2005.


Na casa dele, à época, os investigadores apreenderam um bilhete com a lista de integrantes da quadrilha que ficariam responsáveis pela segurança da Fazenda Esmeralda, em Porto Alegre do Norte. Adário também seria responsável pelas armas e pagamentos a militares que, por meio de ameaças e torturas, expulsavam grileiros das terras a mando de fazendeiros. RD News

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis