Governo aumenta despesas em que pretendia economizar R$ 18 bilhões

seguro-desempregoNo começo do ano, o governo anunciou mudanças nas regras para concessão de abono salarial, seguro-desemprego e pensão por morte. O objetivo era economizar R$ 18 bilhões por ano. No entanto, conforme levantamento do Contas Abertas, passados oito meses de 2015, a redução só aconteceu em uma dessas três despesas, o abono salarial.
Os desembolsos com abono salarial passaram de R$ 8 bilhões para R$ 3,8 bilhões de 2014 para 2015. Isto é, os dispêndios caíram em R$ 4,2 bilhões. Isso acontece porque o pagamento do abono salarial deste ano foi parcelado em mais vezes e metade ficará para 2016.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis