“Decreto da fome” destina R$ 18 por dia para alimentação de militares

mauro_zaque.jpg
Os militares de Mato Grosso divulgaram  nota de repúdio contra o chamado “decreto da fome”. Como consta no próprio jargão policial, essa é a alcunha do Decreto 3042015, que dispõe sobre o fornecimento de alimentação aos servidores militares estaduais, publicado no Diário Oficial do Estado, desta quinta (22).
O “decreto da fome”, que, segundo a nota, foi confeccionado pelo secretário estadual de Segurança Pública, Mauro Zaque, estipula o valor diário de R$ 18,18 para cada militar de serviço tomar café da manhã, almoçar e jantar. Além disso, só garante direito ao auxílio-alimentação ao  policial que trabalhar em  escala de serviço superior a 12 horas ininterruptas.
O decreto ainda obriga o militar a prestar contas do valor recebido, porque é caracterizado como indenização. Assim, o oficial precisa pagar a refeição, para somente depois, ser ressarcido da despesa. Segundo as associações da classe (ASSOF, ASSOADE e ACSPMBM), a medida ao invés de melhorar a situação dos policiais e bombeiros,vai desmotivar a tropa em curto espaço de tempo.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis