DELAÇÃO DETRAN: MPE quer que TJ investigue deputados


O Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso encaminhou na última quarta-feira (14), em caráter sigiloso, a abertura de inquérito policial para apurar a suspeita de que três deputados estaduais tenham se beneficiado de um esquema de corrupção no Detran (Departamento Estadual de Trânsito), durante o mandato dos ex-governadores Blairo Maggi (PR) e Silval Barbosa (PMDB). 

O processo tramita em segredo de Justiça e atendeu a uma exigência da Constituição Federal, pois deputados estaduais detém foro privilegiado na esfera criminal no Tribunal de Justiça, a quem compete autorizar ou não as investigações. 

Agora, o pedido será distribuído a um dos desembargadores para análise. 

A suspeita de um esquema de corrupção no Detran surgiu nas últimas semanas com a divulgação de que o ex-presidente da autarquia, Theodoro Lopes, o Dóia, teria firmado delação premiada com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). 

A revelação caiu como uma bomba no cenário político, pois culminou até em sua saída do cargo de secretário de Finanças da Prefeitura de Sinop. 

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra