DELAÇÃO DETRAN: MPE quer que TJ investigue deputados


O Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso encaminhou na última quarta-feira (14), em caráter sigiloso, a abertura de inquérito policial para apurar a suspeita de que três deputados estaduais tenham se beneficiado de um esquema de corrupção no Detran (Departamento Estadual de Trânsito), durante o mandato dos ex-governadores Blairo Maggi (PR) e Silval Barbosa (PMDB). 

O processo tramita em segredo de Justiça e atendeu a uma exigência da Constituição Federal, pois deputados estaduais detém foro privilegiado na esfera criminal no Tribunal de Justiça, a quem compete autorizar ou não as investigações. 

Agora, o pedido será distribuído a um dos desembargadores para análise. 

A suspeita de um esquema de corrupção no Detran surgiu nas últimas semanas com a divulgação de que o ex-presidente da autarquia, Theodoro Lopes, o Dóia, teria firmado delação premiada com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). 

A revelação caiu como uma bomba no cenário político, pois culminou até em sua saída do cargo de secretário de Finanças da Prefeitura de Sinop. 

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis