OPERAÇÃO BB-PAG: Grupo desviou R$ 85 milhões do Estado

A Polícia Civil de Mato Grosso prendeu ontem 34 pessoas acusadas de participação em um esquema que desviou R$ 85 milhões dos cofres do Estado. 

A Operação BB–Pag foi deflagrada pela Delegacia Fazendária e o nome faz referência ao sistema de pagamento que foi fraudado na Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) no período de 2003 a 2011. 

A ação é um desdobramento da Operação Vespeiro deflagrada em 2012 que identificou pagamentos ilegais na ordem de R$ 16 milhões a 41 pessoas físicas, como servidores fantasmas. 

Só uma empregada doméstica que sequer tinha conhecimento de que seu nome estava na folha de pagamento do governo do Estado recebeu R$ 300 mil. No total, o prejuízo aos cofres públicos atinge R$ 101 milhões. 

Agora, os alvos na relação dos beneficiários ilegalmente com dinheiro público são a Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Profissionais de Contabilidade de Cuiabá (Coopercon), Associação dos Servidores do Indea (Assin), Associação dos Servidores do Intermat (Assinter). 

Ainda aparecem o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Oficial de Mato Grosso (Sitomat), Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário e Pecuário de MT (Sintap), Associação dos Usuários de Transporte Coletivo do Estado de Mato Grosso (Assut), Indatec, Instituto Bagari, LCA Fomento Mercantil, LD Fomento Mercantil, Siesc e Boa Fomento Mercantil. 

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis