Queda da arrecadação federal se aprofundou em setembro e cortes perdem efeito

As chances do governo federal ter que rever a meta de superávit primário para o ano, atualmente de 0,15% do PIB, devem ficar maiores se as projeções para a receita tributária de setembro se confirmarem. A arrecadação federal caiu 4,7% em termos reais no mês passado, na comparação com igual período de 2014, para cerca de R$ 93 bilhões, de acordo com projeções levantadas pelos economistas José Roberto Afonso, Bernardo Fajardo e Vilma da Conceição Pinto, do (Ibre-FGV).
Segundo a ONG Contas Abertas, é um desempenho pior do que o registrado no acumulado em 12 meses (queda de 4,2%). “Quanto mais recente é o período de análise, pior é a variação negativa”, diz Afonso. Os pesquisadores usaram informações do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), extraídos pela ONG Contas Abertas. Apesar de algumas diferenças de metodologia em relação ao resultado oficial, que deve ser divulgado até o fim do mês, Afonso destaca que há boa correlação entre os números.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis