TJ adia julgamento de habeas corpus e Silval continua na prisão

O desembargador Pedro Sakamoto, 1ª vogal da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado, pediu vistas do habeas corpus impetrado em favor do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), em julgamento na tarde desta quarta-feira (21).

Com o pedido, a análise do caso foi adiada e só deve voltar à pauta na próxima quarta-feira (28).

Silval é acusado de liderar um suposto esquema criminoso de cobrança de propina, em troca de obtenção de incentivos fiscais do Estado, por meio do Prodeic.

Ele está preso desde a noite da última quinta-feira (17), em uma cela do Centro de Custódia de Cuiaba.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra