Decisão sobre caso Cunha pode envolver Deus

Josias de Souza destaca que o deputado de primeiro mandato, Fausto Pinato (PRB-SP) foi dormir na noite passada saboreando a condição de favorito para o posto de relator do processo aberto contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara. A exemplo de Cunha, Pinato é evangélico. Tomado pelas mensagens que dirigia aos eleitores no pleito do ano passado, ele não ousará redigir um eventual relatório sobre a conduta ética do colega sem aconselhar-se com Deus.
Pinato ensinou na sua propaganda eleitoral da tevê que “Deus sempre esteve envolvido nas decisões dos países.” Segundo as suas palavras, “todo poder na Terra só existe se Deus permitir que seja concedido ao homem. Deus só não se envolve na corrupção, mas ele tem interesse nos destinos políticos de uma nação”. Confira no vídeo abaixo:

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra