Lula deu aval em contrato da Petrobras para livrar PT de dívida, diz delator

lula3
Em acordo de colaboração com a Operação Lava Jato, representantes do banco Schahin afirmaram que o apoio do ex-presidente Lula foi fundamental para que o grupo empresarial conseguisse um contrato bilionário com a Petrobras em 2007. Segundo eles, o contrato foi em troca do perdão de uma dívida milionária que o PT tinha com o banco. As informações são da Folha de S.Paulo.
Um dos acionistas do grupo, Salim Schahin relatou o episódio a procuradores da força-tarefa. Segundo ele, o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente, mencionou Lula a executivos do grupo durante as negociações, com o intuito de livrar o PT da dívida.
Nos relatórios de membros do grupo também consta que as negociações ocorreram no fim de 2006, depois de o petista se reeleger presidente. No início de 2007, a construtora que pertence ao grupo celebrou contrato de R$ 1,6 bilhão com a Petrobras para operar um navio-sonda.
Os representantes do grupo Schahin, que participaram das negociações, ainda disseram que os acionistas não tiveram contato com o petista, mas que consideraram suficiente a palavra de Bumlai de que Lula daria o aval sobre o contrato com a estatal. A delação premiada de Salim foi acordada na semana passada, em troca de redução de pena futura. O acordo ainda não foi homologado pelo juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações da Lava Jato no Paraná.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis