Não coma muita tapioca: excessos podem causar problemas

tapioca
De uns tempos para cá, a tapioca tem assumido o posto de alimento saudável, funcional, energético, versátil, livre de glúten e gorduras, rico em carboidratos e de fácil digestão. Essa iguaria herdada dos nossos antepassados indígenas vem se tornando presença constante no café da manhã ou no lanche, conquistando os adeptos das dietas, bem como o pessoal das academias, pois é considerada excelente para ser consumida antes dos treinos, já que  aumentaria o condicionamento para as atividades físicas.
Os benefícios apontados são muitos, mas há de se atentar para a forma correta de consumo, pois, assim como todo o tipo de alimento, os excessos podem  trazer intolerâncias e outros dissabores.
Algumas pessoas optam por substituir o pão no café da manhã pela tapioca, por acreditar estar fazendo uma refeição mais saudável. Porém, nada adianta se  o recheio for à base de alimentos gordurosos e calóricos, como queijos amarelos, carnes, embutidos, entre outros.
“A tapioca é uma alternativa interessante para o café da manhã e lanches, devendo-se ter o devido cuidado, não somente com o tipo e quantidade de gordura adicionada; manteiga, margarina, requeijão, maionese, cream cheese, cheddar, etc; mas também com os demais alimentos que compõem a mesma refeição. Dependendo do recheio e acompanhamento; saladas, frutas; pode ser uma opção para as maiores refeições, especialmente o jantar”, indica a nutricionista Célia Márcia Medeiros de Morais, do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
(TN Online)

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis