Schneider condena Eder Moraes a 69 anos de cadeia em regine fechado

O juiz federal Jefferson Schneider condenou nesta sexta (13), o ex-secretário da Copa, Eder Moraes, a 69 anos de prisão em regime fechado. Eder também foi condenado a pagar R$ 1,3 milhão em multas. 

A decisão é com base nas investigações da Operação Ararath, da Polícia Federal. Eder é acusado de desvio e lavagem de dinheiro público e falsificação de documentos e está sob custódia do Sistema Prisional, vem sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. 

O ex-gerente do Bic Banco, Carlos Cuzziol, também foi condenado. Ele pegou 31 anos de cadeia, além de ter que pagar multa de R$ 3 milhões.

Laura Tereza da Costa Dias, mulher de Eder, foi absolvida. Não há provas contra ela.

Esta semana Eder prestou depoimento à CPI da Copa, na Assembleia e sugeriu uma CPI para investigar promotores do MPE por recebimento de precatórios, segundo ele, de forma suspeita. Apesar da condenação, nem Eder, nem Cuzziol perderam seus bens. 

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra