Banqueiro investigado na Lava Jato é libertado de penitenciária

andre
O banqueiro André Esteves foi liberado nesta sexta-feira (18) do Complexo Penitenciário de Gericinó, onde estava preso desde o dia 24 de novembro, no Presídio Bangu 8. Esteves saiu de Gericinó às19h30 em uma viatura da Polícia Federal (PF) e, segundo informações de seu advogado, Antônio Carlos de Oliveira Castro, conhecido como Kakay, foi para a sede regional do órgão, na Praça Mauá. De acordo com o advogado, em seguida, Esteves irá para sua casa, em São Paulo, onde cumprirá medida de recolhimento domiciliar.
Sócio do banco BTG Pactual, André Esteves foi preso por ordem de Supremo Tribunal Federal (STF) por atrapalhar investigações da Operação Lava Jato. O alvará de soltura de Esteves foi expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. Do lado de fora do presídio, pessoas que assistiam à cena protestaram e o chamaram de “ladrão”, quando a viatura passou. “Uma pessoa rouba uma manteiga e fica anos presa. Esse homem rouba o Brasil e é logo solto”, protestou a faxineira Maria das Graças Rosa, que mora nas proximidades do presídio.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis