Defesa recorre ao Supremo com pedido liberdade para amigão de Lula

bumlaiA defesa do empresário José Carlos Bumlai recorreu hoje (7) ao Supremo Tribunal Federal (STF) com novo pedido de liberdade. Bumlai foi preso no dia 24 de novembro durante a Operação Passe Livre, 21ª fase da Lava Jato, por determinação do juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. O habbeas corpus será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator dos processos decorrentes da operação.
Na petição, a defesa de Bumlai alega que a prisão é ilegal, por não demonstrar provas contra ele. “Sabemos que Vossas Excelências serão criticados, contestados, massacrados publicamente ao aplicar o direito e o entendimento consolidado do tribunal. Ninguém, nem mesmo as instâncias inferiores, entenderá que não é um atentado, mas defesa do Estado de Direito soltar alguém que não tem motivo para ficar preso preventivamente”.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra