Jovem de 22 anos foge nua de cativeiro após ser sequestrada

Uma jovem de 22 anos conseguiu fugir do cativeiro nesta sexta-feira (25) após ser sequestrada por um homem, de 26 anos, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF.

Segundo a Polícia Civil, ela foi obrigada pelo homem - que estava armado - a tirar a roupa para ser fotografada. Mesmo nua, ela aproveitou que o criminoso adormeceu, fugiu e acionou a polícia. Ele foi detido, mas negou o crime.

O sequestro ocorreu na tarde de quinta-feira (24). De acordo com o delegado Bruno Sapucaia, responsável pelo caso, a jovem saiu com uma colega, de idade não divulgada, de Taguatinga (DF), para cometer um golpe.


"Segundo ela, essa outra moça perguntou se ela queria ganhar um 'dinheiro fácil', pois teria outros amigos que ajudariam no golpe. No entanto, a jovem não soube explicar do que de fato se tratava", disse ao G1.

As duas se encontraram com o suspeito, que haviam conhecido pelas redes sociais, em um posto de combustíveis. Ele seria um dos envolvidos no golpe. Em determinado momento, ele mostrou a arma e obrigou as duas a entrarem em seu veículo.

O homem levou as duas para sua casa. Horas depois, dois outros homens, ainda não identificados, chegaram e levaram a outra mulher. Logo depois, a jovem disse que foi obrigada a tirar toda a roupa.

"Segundo ela disse em depoimento, o homem alegou que tinha dois colegas em um presídio e que eles gostariam de ver fotos nuas dela. Tudo isso sempre sob a mira da arma", destaca o delgado.

Fuga
A jovem contou ainda que foi obrigada a passar a noite pelada junto com suspeito, mas afirmou que ambos não tiveram relações sexuais. Quando acordou, notou que o suspeito continuava dormindo e conseguiu escapar.

"Ela subiu em uma janela e depois fugiu nua pelo telhado. Em seguida, entrou em uma residência e pediu aos moradores para chamar a polícia. Os agentes fizeram um patrulhamento e encontraram o suspeito em um lote próximo", informou Sapucaia.

Detido, o suspeito negou o crime. Disse que a jovem estava no local voluntariamente e que a arma encontrada com ele - um revólver calibre 38 com numeração raspada - não era dele. O celular com as fotos também foi apreendido.


A outra mulher e os dois homens que a levaram ainda não foram localizados. O suspeito preso vai responder por sequestro e posse de arma de fogo de uso restrito. Se condenado, pode pegar até 11 anos de prisão.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis