Os apelidos dos odebrechtianos.

Pior que ser citado na delação da lava jato é descobrir os codinomes que o pessoal da Odebrecht dava aos meliantes.
Lindinho: Linderbergh Faria
Velhinho: Francisco Dornelles
Boca Mole: Heráclito Fortes
Angorá: Moreira Franco
Feia: Lidice da Mata
Amigo: Lula
Polo: Jacques Wagner
Nervosinho: Eduardo Paes
Caju: Romero Jucá
Caranguejo: Eduardo Cunha
Gripado: José Agripino
Sem medo: Temer
Santo: Alckmin
Justiça: Renan
Botafogo: Rodrigo Maia
Coxa: Gleisi
Ferrari : Dulcídio do Amaral
Italiano: Antonio Palocci.
Pos- Itália: Guido Mantega.
Sérgio Cabral: Proximus.
Adriana Ancelmo: Lurdinha.
Moleza – Jutahy Magalhães Jr.
Las Vegas – Anderson Dornelles (ex-secretário de Dilma)
Campari – Gim Argello (ex-senador PTB-DF)
Decrépito- Paes Landim – deputado federal (PTB-PI)
Babel – Geddel Vieira Lima – ex-ministro do governo Temer
Mineirinho: Aécio
Viagra – Jarbas Vasconcellos, deputado federal do PMDB-PE
Ovo – Raimundo Colombo, governador de Santa Catarina (DEM)
Avião- Manuela D’Ávila, deputada estadual do PCdoB-RS
Grego –
Tabule – Paulo Skaf (PMDB-SP)
Kafta – Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo, presidente do PSD.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra