30 de abril de 2007

Filho de secretário de segurança de MT é suspeito de homicídio

O secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, divulgou nota, esta tarde, afirmando que tomou conhecimento na última sexta-feira, quando estava fora do Estado, do provável envolvimento de seu filho em um homicídio, ocorrido no último dia 18.

Também confirmou que no sábado fez seu filho se apresentar às autoridades policiais e judiciais.

O crime ocorreu no último dia 18, na região do Coxipó, em Cuiabá. O menor, filho de Brito, estaria acompanhado de outros dois homens, identificados por “Kito” e “Tonzinho”, informou o 24 Horas News. A vítima é Cassiano Martins de Oliveira, 19 anos.

Ele teria se envolvido em uma briga, no carnaval deste ano, com os acusados e estaria freqüentando o bairro do Coxipó. A polícia deve investigar quem foi o autor dos disparos.

O menor estaria no banco traseiro do veículo, “Kito” na direção e “Tonzinho” de passageiro.

“Carlos Brito reafirma seu compromisso público de que a Polícia Civil de Mato Grosso atuará no caso com o máximo de rigor, isenção e autonomia e garante que não haverá nenhum tipo de proteção ou privilégio em favor de seu filho e quaisquer dos outros envolvidos, e manifesta sua disposição de que o Ministério Público Estadual e a OAB, possam acompanhar as investigações”, cita trecho da nota.

Pondo tempero na reforma política

Leia o que diz hoje em artigo publicado por um jornal de MS o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos sobre a tão sonhada reforma política brasileira:

"Falta tempero nas propostas de reforma política. São essencialmente iguais, expõem justificativas semelhantes e todas sustentam que as modificações trarão os mesmos benefícios: fortalecimento dos partidos e extermínio dos políticos trânsfugas e corruptos. Balela.

As medidas impõem vetos à troca de partidos, o voto em lista fechada e o financiamento público das campanhas.

O político não pode trocar de partido, o eleitor não pode trocar de político e, quem paga imposto, ou troca de país ou paga a conta. Belo arranjo, mas sem tempero. Ao contrário de processos democráticos, cheios de condimentos malemolentes.

Cito alguns, colaboração de um anti-reformista radical. A premissa reformista de que o sistema político brasileiro funciona muito mal e requer várias modificações é completamente errada. Não se sustenta em nenhum debate sério.

Passou da hora de dizer com todas as letras que o sistema político brasileiro apresenta excelente desempenho democrático no presente momento histórico. Talvez por isso pretendam reformá-lo".

Não dar para a gente fazer uma séria reflexão sobre o tema?

29 de abril de 2007

Usuários de ônibus de MT ficam a mercê da sorte

O sistema de transportes intermunicipais de Mato Grosso é péssimo. Basta darmos uma olhada nos ônibus que param diariamente na estação rodoviária de Tangará da Serra para comprovação. Verdadeiras carroças ambulantes com cheiro horrível, latas velhas caindo aos peçados guiadas por motoristas mal humorados é que mais têm. Até quando?

Em consequência dessa lataria ambulante ainda está percorrendo nossas péssimas estradas, nos municípios mais distantes da capital é detectada alta incidência de atuação ilegal. De acordo com a Ager, a clandestinidade tem crescido largamente nas regiões de Cáceres, Juína, Tangará da Serra, Colniza e Aripuanã.

Os usuários ficam à mercê da sorte. “Há irregularidades tanto dos que atuam de forma clandestina, quanto das empresas com contrato”, relata Márcia Vandoni, chefe da Ager.

Como os contratos de concessão são antigos e defasados, pouco há o que se cobrar das empresas concessionárias. “Os contratos são falhos, o que causa uma situação muito complicada para o setor", diz.

"Os documentos afirmam que o serviço tem que ser bem prestado, mas isso é muito subjetivo”, avalia a diretora da Ager. Além disso, as tarifas, os direitos e garantias e obrigações dos usuários, e do concessionário, e outros itens deveriam estar previstos no documento.

Treze empresas são responsáveis pela realização de 108 linhas convencionais no Mato Grosso, sendo que cada itinerário corresponde a um contrato diferente, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros (Setromat).

Existem ainda 45 contratos de transporte alternativo, realizado por vans, e 82 de linhas precárias, que compreendem locais onde não há empresas concessionárias atuando. Em alguns casos, a idade média da frota ultrapassa 10 anos, o que chega a colocar em risco até mesmo a vida dos usuários.

"O carro é ruim de freio, de farol, de tudo. Todo dia eles quebram na estrada. Tem uns que são muito velhos, de 97. Isso porque a gente roda mais de 150 mil quilômetros por mês. Além de ser motorista, precisamos ser mecânicos”, denuncia um funcionário da TUT Transportes que não quis se identificar.

Honestamente, ninguém merece tamanho descaso! Mais uma vez: até quando?

28 de abril de 2007

Mato Grosso pode perder cerca de 2,30% do seu eleitorado

Chegando notícias dando conta que dos 50.537 (2,60% do eleitorado de MT) eleitores de Mato Grosso que corriam o risco de ter o título cancelado, apenas 5.502 (10,89%) procuraram os cartórios para regularizarem a situação.

Conforme números parciais, divulgados pela Coordenadoria de Soluções Corporativas do Tribunal Regional Eleitoral, 45.034 eleitores não regularizaram e poderão perder a inscrição eleitoral.

O número representa 2,31% dos 1.945.626 eleitores do Estado.No entanto, os números referentes aos que buscaram regularizar a situação no prazo estipulado podem aumentar devido ao prazo que os cartórios têm para processarem os dados e enviá-los ao TSE.

Pivetta é o único deputado de MT que divulga gastos do gabinete

Nos quase 100 dias de mandato, o deputado estadual Otaviano Pivetta relaciona os gastos com as verbas destinadas ao gabinete no valor de R$ 57 mil para cada parlamentar, mensalmente.

Neste valor está inserida a verba indenizatória, despesas para passagens aéreas e terrestres, suprimento de fundo, que geralmente são destinados para aquisição de material de consumo, suprimento de terceiro disponibilizado para eventuais contratações de serviços de terceiros e pagamento de salário do pessoal do gabinete.

Dos R$ 57 mil disponibilizados para cada gabinete parlamentar, R$ 15 mil são da verba de gabinete e R$ 30 mil para gastos com pagamento de pessoal empregado no gabinete. Além de disponibilizar R$ 4 mil para despesas com deslocamento no Estado, cada deputado recebeu no mês de março 1.050 litros de combustível.

Nos meses de fevereiro e março, Otaviano devolveu, segundo seu site, dinheiro para a direção da Assembléia Legislativa. Em fevereiro foram disponibilizados R$ 53 mil e no mês seguinte R$ 57 mil, respectivamente, foram devolvidos R$ 19.954,10 e R$ 23.417,11.

Foram R$ 4 mil a maior do valor no mês março em função de Pivetta só ter assumido o mandato no dia 1° de fevereiro.

Tangará poderá ter superintendência de Desenvolvimento Urbano

Na próxima quarta-feira, 2, a Câmara Municipal de Tangará da Serra vai apreciar o Projeto de Lei 050/GP/2007 de autoria do Executivo Municipal que dispõe sobre a criação da Superintendência de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH).

Entre as funções da SDUH estará a programação das ações previstas no Plano Diretor e o acompanhamento da construção dos Planos de Desenvolvimento Setoriais: Plano Decenal de Educação, Plano de Desenvolvimento Econômico, Plano de Desenvolvimento do Turismo, Plano Municipal de Habitação de Interesse Social, entre outros.

Pagot diz que imprensa está tentando desmoralizá-lo

O ainda secretário de Educação de Mato Grosso Luiz Antonio Pagot, disse em entrevista ao site Olhar Direto que tem informação de que um grupo de empreiteitas, provalvemente de Minas Gerais, teria contratado jornalistas para tentar o desqualificar moralmente com matérias manipuladas e depoimentos fabricados.

Quase com os pés à porta do DNIT por indicação do presidente Lula, Pagot sustenta seus argumentos no fato de os senadores e ministros estarem recebendo "dossiês" contra ele, "montados com base em fatos fabricados por jornais e tablóides" de vários Estados, com destaque para Mato Grosso, Amazonas e Paraná.

É sempre assim. Quando alguém se dar bem em alguma coisa na vida ou em algum projeto esquece-se até mesmo de agradecer aos colaboradores.

Mas, quando dar errado, a culpa geralmente é da imprensa. Pagot é um "santo" homem. Nunca cometeu erro algum. Sempre foi um ser iluminado, longe de qualquer tipo de pecado. Ora, senhor, por a culpa nos jornalistas? Tenha santa paciência!

Pagot corre risco de não assumir direção do DNIT

Um montão de gente está querendo "fritar" Luiz Antônio Pagot, homem forte do governo Blairo Maggi e indicado pelo presidente Lula para administrar um orçamento de R$ 8 bilhões do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Não será difícil vermos descendo pelo ralo este importante cargo federal para Mato Grosso.

Caso se confirmem as investigações que vêm sendo feitas pelo Ministério Público do Mato Grosso sobre um negócio suspeito feito por Pagot e Moacir Pires, época em que este era ecretário do Meio Ambiente e presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fema) do Estado, a coisa se complicará.

Entenda a questão:

Na época, Pagot era Secretário de Infra-Estrutura do primeiro governo Blairo Maggi. Morou de graça durante um ano e dez meses em apartamento mobiliado cujo dono era Moacir Pires, secretário do Meio Ambiente e presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fema) de Mato Grosso.

Depois levou dois anos e seis meses para comprar o apartamento de Pires.
Pagou o apartamento em suaves prestações - sempre em dinheiro que, segundo ele, guardava em casa. E não pediu nem Pires lhe deu recibos.

A empresa Projetus Engenharia Comércio e Transportes, que o Ministério Público tem certeza que pertence a Pires, ganhou da secretaria de Pagot contratos sem licitação. Pires foi demitido do governo em junho de 2005.

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos. Torcendo, claro, pelo melhor para Mato Grosso.

Sinop é bicampeão de futsal de MT

Em jogo televisionado para todo o Mato Grosso, a equipe de futsal de Sinop conquistou, nesta manhã, em Cuiabá, o bicampeonato da Copa Centro América de Futsal.

O título foi decidido com a forte seleção de Juína, nos pênaltis, após o empate de 2 a 2 no tempo normal.

O goleiro Ronaldo pegou a cobrança do ala Edinho, de Juína e Gaiá fez o quinto gol garantindo o segunbdo título estadual para Sinop.

Os torcedores de Sinop, que foram ao ginásio verdinho, invadiram a quadra para comemorar o título com a equipe, o técnico Diogo Sá e a comissão técnica.

Na equipe de Juína viu-se muito choro e tristeza.

MP contestado pelo representante da OAB de Tangará da Serra

O jornal Diário da Serra publica neste sábado, contestações do presidente da Subseção da OAB de Tangará da Serra, James Leonardo Ávila, ao que teria sido dito por um representante do Ministério público na edição de ontem com relação ao "Caso Flávia".

O advogado James Leonardo diz: “A OAB tem como princípio não discutir os processos através da mídia, mas certas situações nós devemos contestar, como esta que o promotor coloca que os advogados estão trabalhando com o objetivo de tumultuar o processo. Pelo contrário. O interessante para eles seria realizar o júri para inocentar seus clientes. Pois o único jeito de liberar os réus seria com a realização do Tribunal do Júri”, critica.

Sobre o pedido de exumação do corpo da vítima em questão, o presidente da OAB aponta:
“Não vejo o porque desses advogados, membros da Ordem, estarem tumultuando o processo. Pelo que eles me passaram é imprescindível a exumação do corpo, porque é um trabalho que deveria ter sido realizado de forma correta, no começo”.

Por último diz: “Ele tem o desejo de promover rápido este processo, só que quem decide não é ele e sim a juíza. Ele mesmo alega que desde o início está sendo feito o pedido de exumação e se tivessem atendido no começo não estaria acontecendo isso agora”.

O assunto ainda promete muito pano para as mangas, acreditam os que vêm acompanhando o caso.

PM 21 na mira do vereador Amauri

O vereador tangaraense Amauri Paulo Cervo (PMDB) está na capa do O Jornal do Vale neste sábado, demonstrando preocupação com um assunto que deve merecer atenção especial da parte do Executivo.

O parlamentar informa que entrará com uma indicação na próxima sessão ordinária da Câmara, quarta-feira, 2 de maio, soilicitando que a Prefeitura de Tangará da Serra suspenda qualquer tipo de pagamento à empresa PM 21 Consultores Associados Ltda.

Na mesma indicação, o vereador requererá ainda a abertura de uma sindicância para apuração dos serviços prestados pela empresa ao Município.

No entendimento de Amari, "pode ter gato no pote" e este precisa vir à tona o quanto antes.

27 de abril de 2007

Festa em Tangará para lançamento de pavimentação asfáltica

O prefeito de Tangará da Serra Júlio César Ladeia lançou ontem à noite, em clima pra lá de festivo, seu projeto de pavimentação asfáltica para a cidade, começando pelo bairro Vila Goiânia.

Diversas autoridades municipais marcaram presença no evento.

Como disse: o clima foi de festa. Com músicas, locutores, discursos e tudo mais. A comunidade, claro, vibrou com tudo que 'viu com os olhos que a terra haverá de comê-los um dia'.

A impresa tangaraense esteve presente e fez uma cobertura cinematógrafica. Todos os veículos de comunicação da cidade deram manchetes chamativas para o fato nesta sexta-feira.

A pavimentação asfáltica no Vila goiânia como em outros bairros de Tangará da Serra, são reivindicações antigas da população que começam a se tornar realidade.

Comunidade ainda sem saber quem será o novo secretário de Educação de Tangará

O prefeito de Tangará da Serra Júlio César ladeia ainda não informou para a comunidade o nome do novo secretário municipal de Educação e Cultura, em substituição ao professor José Paulo de Jesus que pediu exoneração do cargo no início deste mês.

Por enquanto, vai ficando no cargo a professora letrada Rosenilda Grajel, nomeada secretária interina deste o final de fevereiro.

As apostas permanecem altas quanto à indicação do nome do professor universitário José Pereira Filho, que vem atuando há um ano como secretário de Administração e Controle Interno.

Há também quem aposte que o prefeito nomeie para o cargo a vereadora Vânia Ladeia Trettel. Uma outra torcida acredita que Rosenilda Grajel pelo bom trabalho que vem desempenhando na interinidade seja efetivada na Secretaria.

Júlio César tem até o dia primeiro de maio para nomear uma pessoa para o cargo de secretário de educação de Tangará da Serra, a menos que deseje prorrogar por mais tempo a interinidade de Rosenilda.

Central de Regulação de Tangará da Serra terá novo endereço

A Central de Regulação de Tangará da Serra está mudando de endereço nesta sexta-feira (27).

Deixa de funcionar onde antigamente foi instalada a Secretária de Fazenda, na rua São Paulo, centro, passando para outro logradouro.

A Secretaria Municipal de Saúde não informou para a imprensa o novo endereço da Central. A mudança aconteceu de forma repentina.

Ex-prefeito é multado por descumprir Lei de Licitações


O Tribunal de Contas julgou irregular a prestação de contas de convênio firmado pela Prefeitura Municipal de Guarantã do Norte e Secretaria de Estado de Infra-estrutura, no valor de R$ 60 mil, para obras de recuperação de estradas na rodovia municipal que liga as localidades de Sol Nascente e Gleba Iririzinho.

A análise técnica concluiu que o objeto do convênio foi cumprido, pois a obra foi realizada pela Prefeitura nas condições conveniadas e do valor repassado pela Secretaria de Infra-estrutura o gestor devolver cerca de R$ 1,5 mil.

No termo de recebimento houve aprovação da obra por parte da Sinfra. Entretanto, a auditoria do TCE constatou ausência de publicação de contratos, fracionamento da despesa, dispensa de documentos na fase de habilitação, além de contratação direta irregular, contrariando a Lei 8.666/93 – Lei de Licitações.

Diante das evidências do descumprimento de dispositivos formais e legais, o relator votou pela irregularidade do convênio e aplicação de multa ao ex-prefeito, Lutero Siqueira, no valor correspondente a 750 Unidades de Padrão Fiscal (UPF-MT) - cerca de R$ 20 mil -, a ser recolhida em favor do Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE-MT.

Ex-prefeito é condenado a devolver recursos ao Estado

O ex-prefeito de Novo Horizonte do Norte, Agenor Evangelista da Silva, terá que devolver ao Estado o valor de R$ 110 mil e pagamento de multa de 1.000 Unidades de Padrão Fiscal (UPF-MT), correspondente a cerca de R$ 27 mil, por desvio de recursos de convênio. O montante a ser devolvido equivale a 4.812,72 UPF´s-MT.

A decisão foi tomada pelo Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso, no julgamento de processo de Tomada de Contas Especial relatado pelo conselheiro Alencar Soares. O processo foi votado na sessão ordinária do dia 24 de abril.

Além do desvio da verba, o ex-prefeito deixou de prestar contas do convênio, caracterizando outra irregularidade considerada gravíssima. Segundo o conselheiro Alencar Soares, o descumprimento do convênio acarretou danos aos cofres e à população do município.

26 de abril de 2007

PPS lança modelo de ofício para pedir cassação de parlamentares infiéis

Confira o modelo do ofício sugerido pela direção nacional do PPS para cassar os parlamentares infiéis

[i]Excelentíssimo Senhor Presidente da ....
Requeremos a posse do ... suplente na vaga pertencente ao Partido Popular Socialista decorrente da desfiliação do ..., eleito pela legenda nas eleições de ..., conforme decisão do Tribunal Superior Eleitoral referente à Consulta nº 1.398

Justificativa
A Consulta 1.398, indagou se os partidos e coligações teriam "o direito a preservar a vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional, quando houver pedido de cancelamento de filiação ou de transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda".

O Pleno daquele Tribunal, no dia 27 de março de 2007, seguindo o voto do Sr. Ministro Cesar Asfor Rocha, concluiu por uma resposta afirmativa à Consulta 1.398, estabelecendo que os Partidos Políticos e as coligações conservariam o direito à vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional, em razão do pedido de cancelamento de filiação e conseqüente transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda.

Nesses termos, tendo em vista a perda de (tantos...) mandatos por parte do Partido Popular Socialista em decorrência de desfiliações partidárias, requeremos que Vossa Excelência dê posse aos respectivos suplentes do PPS e/ou coligações que o mesmo formou nas últimas eleições, nos termos do ....(Regimento da Casa.

..., em ... de 2007.

Presidente ... do PPS

Wagner diz que permanecerá no PR

O deputado estadual Wagner Ramos disse hoje que a polêmica criada com a mudança de vários políticos para outras agremiações, tem prejudicado sua atuação como parlamentar e diante do eleitorado.

Ele afimou que não estar sabendo nem como explicar sua situação.

Wagner tem dito que quer se manter filiado ao PR, caso o partido já tenha feito o registro de sua filiação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Na semana passada ele disse que estava sem partido. Agora entenda uma enrolada dessas!

Brasil Telecom lança cartão de apoio à criança e ao adolescente

O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Mato Grosso, em parceria com a Prefeitura de Cuiabá e a Brasil Telecom, acaba de lançar o cartão telefônico que incentiva a denúncia da exploração sexual de crianças e adolescentes.

A Rede Cemat também aderiu a campanha e lançará a fatura com a frase: "Exploração Sexual de crianças e adolescentes é crime- Denuncie. Ligue 100", durante todo o mês de maio (mês de combate a esse crime em todo o país).

A prefeitura de Cuiabá aproveitará ainda a oportunidade para lançar o Disk Turismo, por meio do número certo.

Mensaleiros escapam outra vez da cassação

O jornalista Cláudio Humberto acaba de informar que o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou, por 9 votos contra 4, o parecer arquivando as representações contra os mensaleiros Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Paulo Rocha (PT-PA) e o sanguessuga João Magalhães (PMDB-MG).

Diz o jornalista que apesar das acusações de envolvimento nos dois maiores escândalos do governo Lula, os deputados escaparam da cassação ao renunciarem aos mandatos.

Mas o líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ), aguardou a diplomação para retomar o processo de cassação por quebra de decoro parlamentar.

Pelo visto ainda estamos longe de ver esse país totalmente moralizado.

Bradesco de Diamantino vai pagar R$ 12 mil a cliente por danos morais

A Justiça da comarca de Diamantino condenou o banco Bradesco daquela cidade a pagar indenização de R$ 12 mil, a título de danos morais, a uma correntista que teve o nome indevidamente incluído nos cadastros de proteção ao crédito por um erro cometido pelo gerente do banco (processo nº. 168/2006).

O funcionário não liberou o crédito de um empréstimo feito pela cliente em sua conta-corrente.

Por conta disso, a correntista teve vários cheques devolvidos e acabou tendo o nome incluído no cadastro de inadimplentes.

O juiz Newton Franco de Godoy também determinou que os órgãos de proteção ao crédito sejam oficiados sobre a decisão proferida para que excluam o nome da reclamante de seus cadastros no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 200, caso haja descumprimento da decisão.

A sentença foi proferida nesta terça-feira (24/04).

Vamos ver se depois dessa, esse pessoal bancário toma mais cuidado no trato com os cidadãos.

UNEMAT: Ariel é eleito coordenador regional por apenas 3% de diferença

A comunidade acadêmica da Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat - campus regional de Tangará da Serra, elegeu o professor-mestre Ariel Lopes Torres do departamento de Ciências Contábeis, novo coordenador-geral da instituição para os próximos quatro anos.

Ele concorreu ao pleito com os também professores-mestres: Raimundo Nonato França de Oliveira (Letras) e Luiz Pacheco (Administração). O processo de votação que teve início às 7h, prolongou-se até às 23h, com urnas instaladas em Tangará da Serra, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Sapezal e Juína.

De acordo com informações da Comissão Eleitoral passadas agora a pouca ao BLOG, as urnas receberam um total geral de 1.393 votos. Sendo 9 nulos e 8 em branco.

Torres obteve 498 sufrágios, o correspondente a 35% da votação. Em segundo lugar, o professor Nonato recebeu 454 votos, correspondendo a 32%. O último colocado, professor Pacheco, recebeu da comunidade universitária 424 votos, ou seja, 30% do total. 3% correspondem aos que votaram branco e nulo.

A divulgação oficial da eleição do professor Ariel Torres deverá acontecer dentro das próximas horas.

Cada deputado de MT embolsa mensalmente cerca de R$ 60 mil

O Portal Tangará Repórter informa nesta quinta-feira que cada deputado estadual de Mato Grosso recebe mensalmente R$ 50 mil a título de verba de gabinete.

Isso, além do salário mensal de R$ 9,5 mil.

Diz o Portal que em apenas um ano, os 24 parlamentares de Mato Grosso consomem R$ 14,4 milhões apenas com o custeio da atividade parlamentar.

Está explicada a "loucura" desse pessoal para ser a todo custo "representante" do povão.

Leia matéria completa acessando aqui.

25 de abril de 2007

Ser professor, é osso. Osso duro de roer!

Para receber o canudo de licenciado pleno em Pedagogia no dia 14 de dezembro deste ano, estou em práticas de estágios numa sala de aulas com nove alunos, ex-terceira série, de uma escola localizada na periferia de Tangará da Serra.

As crianças têm idade entre 8 e 13 anos. São todas como as demais crianças que frequentam as escolas públicas brasileiras.

Uma delas parece ser filha de pais empregados. Outra, tem mãe cursando faculdade. Pelo menos duas dessas crianças estão convivendo com problemas em família.

Lamentavelmente nesta quarta-feira (25) perdemos mais um aluno. Um dos mais esforçados da sala. Está se mudando para o Mato Grosso do Sul. O problema? Os pais acabaram de desfazer o casamento.

Como ele não tem com quem ficar, será levado para morar com parentes naquele estado. Escrevi no seu caderninho que não se deixasse abater. Meu incentivo para ele foi que nunca parasse de estudar. Disse-lhe que gostaria muito de vê-lo doutor um dia.

A professora titular da sala, uma pedagoga, tem 20 anos de experiências. É uma pessoa inteligente e sábia na condução de suas aulas. Mas reclama do soldo que recebe mensalmente. Sobre a proposta do MEC em nivelar o salário do professor para R$ 850 até 2010, ela apenas sorriu.

Meu tempo está bem corrido. Estou quase sem condições para escrever. Mesmo assim, estou antenado nos fatos e acontecimentos de nossa cidade e Mato Grosso. Vamos pra frente.

Depois de 18 anos fazendo jornalismo, parece que estou ganhando uma nova profissão: professor. Professor? isso mesmo. Com o salário que percebe pelos seus suados trabalhos? Agora que estou em sala de aula, posso compreender melhor o que vive no seu íntimo um educador.

Sem querer ser dramático diria apenas que ser professor no Brasil não tem nada a ver com sacerdócio como diziam minhas primeiras professoras. Ser professor, é osso. Osso duro de roer e nada mais!

24 de abril de 2007

"Infiéis" rasgam ficha de filiação para fugir de cassação

Simplesmente ridículo, o que os infiéis Homero Pereira, Sérgio Ricardo, Mauro Savi, Sebastião Rezende, João Malheiros, Roberto França, Pedro Satélite e Wagner Ramos, fizeram, rasgando suas fichas de filiação no Partido da República (PR) como meio de fugir de uma possível cassação dos seus mandatos.

Tendo como cabeça o governador Blairo Maggi, essa turma promoveu há menos de dois meses, o maior ato coletivo de infelidade partidária já registrado no Mato Grosso, quando deram com os pés no Partido Popular Socialista (PPS) do deputado federal Roberto Freire.

Justamente a sigla pela qual foram eleitos representantes do povo mato-grossense. Agora como manobra, esses "ex-socialistas" tentando fugir da cassação, já que, pela interpretação do Tribunal Superior Eleitoral, o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar eleito, rasgam suas fichas de filiados do PR e anunciam que estão "sem partido".

Chega a ser engraçado como essa turma usa de artifícios para burlar a Lei e tentar enganar o eleitor. Infelizmente senhores, a cova está cavada.

Quero ver mesmo como vocês vão fazer agora já que o PPS quer espiá-los pelas costas. Chega senhores! Pra cima de mim ainda não. Procurem outro idota para ser enganado.

Assumam a verdade. Verdade no mundo da política? kkkkkkkkk!!! Perdão, quase me esqueci de que..... Bom. Vocês não são os bonzinhos e poderosos da mamãe? Então encarem o TSE e os eleitores na rua doravante.

Digam para eles: realmente somos infiés arrependidos. Nos perdoem, cometemos fraqueza ao abandonar o nosso PPS! Queremos retornar ao nosso bom partido. E digam também: tudo para não perder nosso mandato regado com mamatas e outros manjares do céu AL.

Talvez assim, o povão veja um fiapo de verdade em vocês e sensibilizado conceda o maravilhoso perdão. Não é isso que vocês querem? Serem perdoados pelo desastroso ato que cometeram e continuar como se nada tivesse acontecido?

Verinha será secretária adjunta na SEDUC

A ex-deputada estadual petista Vera Araújo vai mesmo assumir a Secretaria Adjunta de Educação do Estado. A confirmação é do futuro titular da pasta, deputado estadual Ságuas Moraes.

Verinha, como é chamada, ficou na segunda suplência nas eleições passadas. Saindo Ságuas, quem assumirá a vaga dele na Assembléia Legislativa será Alexandre César.

Assim, para não deixar a companheira desempregada, Ságuas a levará para a SEDUC. O futuro secretário só não sabe ainda é para qual área ela irá. Mas o que importa? O importante é que ela não ficará sem ter o que fazer e ainda com um salário quase igual ao de um deputado.

Êita mundão bão esse da política e dos muitos amigos influentes.

UNEMAT: gestão atual tem muito o que explicar

A cara da atual gestão da Universidade do Estado de Mato Grosso, campus universitário de Tangará da Serra, começa a ser descoberta. Nossa! Quantas rugas e desgastes!

É de fazer pena que nossa Instituição de ensino superior esteja nesta terça-feira (24) nas páginas dos jornais locais de forma pouco imaginada pela comunidade tangaraense.

Embora, eu já tivesse dito que a coisa não andava muito cristalina lá para as bandas do campus.

Informações antigas haviam aportado em minha caixa postal dando conta que mais cedo ou mais tarde uma série de fatos negativos envolvendo a Unemat, passaria a povoar o imaginário local.

E não deu outra.

As denúncias de gasto excessivo com diárias e combustível, manutenção de ar condicionados, compras de aparelhos eletrônicos, pagamentos suspeitos de funcionários, viagens desnecessárias, notas fiscais aleatórias e algumas sem data e, mais uma série de despesas e pagamentos para averiguação, nos fazem tremer.

Imagino que a comunidade acadêmica (docentes, discentes e funcionários da Instituição), Prefeitura de Tangará da Serra, autora de investimentos no Campus, Secretária de Estado de Administração e Ministério Público Estadual, mereçam uma boa explicação com urgência, urgentíssima.

O PTB está melhor do que nunca

Ora, ora! Só agora fique sabendo que o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) está nas mãos do "grande" Roberto Jefférson. Este magnata da política, imagine, é novo presidente da sigla.

O partido já se encontrava em boas mãos. Agora ficou melhor. Imagine que o vice-presidente nacional da agremiação é ninguém menos que o ex-presidente da República, senador alagoano Fernando Collor de Mello.

Em Mato Grosso, o líder maior, é o ex-deputado federal Ricarte de Freitas.

Tantos figurões de renome internacional assim em uma só sigla partidária, teria que projetar o partido para o que é hoje. O quê?

23 de abril de 2007

Secretário de Turismo elogia ação em favor do meio ambiente

O secretário de Estado de Turismo, Pedro Nadaf, esteve em Tangará da Serra neste domingo (22), oportunidade em que participou ao lado do prefeito Júlio César Ladeia da solta de cerca de 40 mil alevinos nas águas do Rio Sepotuba.

Nadaf elogiou a iniciativa do chefe do executivo municipal.

As ações desenvolvidas ontem no Sepotuba contaram com participação de alunos e professores da rede pública municipal e agentes de outros órgãos. O marco é histórico no município, na opinião de vários ambientalistas.

Blairo Maggi defende o fim da reeleição no País

Assim como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a maioria dos 27 governadores é favorável ao fim da reeleição, proposta que une petistas e tucanos e cuja articulação já está em curso no Congresso.

A reportagem do G1 procurou as assessorias de todos os governadores a fim de obter a posição de cada um sobre o tema.

Dos 27, 17 se disseram favoráveis ao fim da reeleição, três querem a manutenção do atual sistema, um se declarou indiferente, outro não quis se manifestar e cinco não responderam.

O governador Blairo Maggí (PR) é pelo fim da reeleição e mandato de 5 anos.

Clique aqui e veja gráfico:

Para especialistas, reeleição aumenta chance de corrupção

Se aprovado, o projeto de emenda à Constituição que propõe o fim da reeleição para cargos do Executivo pode encerrar uma experiência descrita como “nefasta” e “negativa” por um ex-ministro do TSE e um procurador da República ouvidos pelo G1.

“No Brasil, a experiência da reeleição é nefasta. A corrupção nas administrações municipais e estaduais é potencialmente maior para facilitar a reeleição de prefeitos e governadores”, afirma o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (1992-1996) Torquato Jardim.

Segundo ele, não há argumento jurídico a favor ou contra a discussão que se instalou nas últimas semanas no Congresso, já que o tema não é jurídico.

“A reeleição de presidente da República não me preocupa porque a mídia a faz razoavelmente transparente. Nos municípios e estados, todavia, onde a mídia é usualmente de propriedade de um mesmo chefe político, a manipulação não permite o conhecimento mínimo das tramóias da gerência publica", diz Jardim.

22 de abril de 2007

Pessoas físicas batem recorde em doações para a Cultura


O maior projeto de incentivo à cultura por pessoas físicas do Brasil, “Eu Faço Cultura”, foi anunciado quinta-feira (19) em Brasília. A idéia mobilizou mais de oito mil funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF). As doações, feitas com incentivo fiscal pela Lei Rouanet, somam R$ 2,7 milhões, que vão viabilizar semanas culturais em trinta cidades, com eventos de músicas popular e instrumental, literatura e fotografia.

A Lei Rouanet, até o ano passado, vinha sendo utilizada basicamente por empresas (pessoas jurídicas). O projeto contempla a mudança de foco na utilização da lei, que quer agregar doações de pessoas físicas. O Movimento Cultural do Pessoal da Caixa quadruplicou o número de destinações, passando para 11.700 o número de pessoas físicas patrocinadoras de projetos culturais. Os funcionários da Caixa representam 70% dessas doações.

O ministro reconhece, no entanto, que ainda é preciso aperfeiçoar a Lei para garantir a contra-partida social dos projetos. No ano passado, a vinda do canadense Circo du Soleil custou R$ 9 milhões aos cofres públicos por meio da isenção de impostos do patrocinador. Como os ingressos mais baratos não custavam menos de R$ 100, o dinheiro público foi gasto com uma pequena parcela da população que pôde ver o espetáculo.

Por meio da Lei Rouanet, as empresas podem investir até 4% do que pagariam em impostos e, a pessoa física, 6%. Nos últimos anos, o orçamento do Ministério da Cultura passou de 0,2% para 0,6% dos recursos da União. “Vou reivindicar ao presidente Lula 0,8%, na semana que vem”, adianta Gilberto Gil. O mínimo recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de 1%.

TANGARÁ DA SERRA - Penso que a Cultura de Tangará poderia dar significativos passos se essa informação fosse massificada junto aos empresários e megaprodutores rurais de nosso município. E por que não o prefeito Júlio César Ladeia aproveitar esta MINHA idéia que estou dando para iniciar o processo de canalização de recursos de pessoas físicas para o setor? Se precisar de apoio e incentivo, o meu já está garantido.

21 de abril de 2007

Reeleição: PT prega convocação de plebiscito e referendo

A Agência Estado informa que o Partido dos Trabalhadores vai excluir a proposta defendida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva do modelo petista de reforma política.

No primeiro dia de reunião do Diretório Nacional, o PT preferiu não mexer no vespeiro da reeleição, mas deu sinal verde para outro tema polêmico: a convocação de plebiscitos e referendos a partir de iniciativa popular.

Diz ainda a AE que de forma genérica, o partido prega a democracia direta, com plebiscito, referendo e consulta popular, além do financiamento público de campanhas, voto em lista com eqüidade de gênero e fidelidade partidária.

Este assunto ainda vai render muito pano para as mangas. Anote isso!

Fim da reeleição não será fácil

O momento não poderia ser mais propício para discutir a reforma política.

A sociedade cobra por mudanças no sistema, mas a reforma, na pauta do dia na Câmara desde 1994, está emperrada pela falta de consenso dos partidos sobre as medidas que mudariam as regras do sistema eleitoral brasileiro.

Com a reeleição, o rumo não parece ser diferente.

Aprovada a toque de caixa em 1997, agora se discute a possibilidade da criação de uma emenda constitucional que coloque fim à reeleição, mas a quantidade de interesses políticos em jogo deve
causar demora no processo.

A quem seja favorável apenas da mudança na reeleição, mas é também da realização de eleições gerais, com aumento do tempo de mandato para cinco anos.

20 de abril de 2007

Até tu, Jaime?

O Ministério Público Federal acusou o atual senador da república Jaime Campos de envolvimento com uma quadrilha que atuava há dez anos no estado. As ações da quadrilha envolviam fraudes em cartórios e grilagem de terras.

A operação Lacraia desenvolvida pela Polícia Federal desbaratou a quadrilha nesta sexta-feira,ao total foram presas 33 pessoas.

O envolvimento do senador Jaime Campos foi confirmado pelo juiz da Primeira Vara Federal de Mato Grosso Julier Sebastião da Silva.


ATENTE PARA ISSO:

No diálogo colhido pelo Departamento da PF:

Lucélia:“qual será o político forte que...?”.
Lourdes diz: “Ahn?”.
Lucélia:“O Jaime Campos, que ele é senador. Ele é senador agora, né? Aí, ele que conseguiu”, conclui Lucélia.

Diante destes indícios, a Justiça Federal solicitou investigação de uma eventual participação do senador nos supostos esquemas.

Ministro Patrus elogia projeto de cana-de-açúcar em Leverger

O ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Patrus Ananias, elogiou o projeto da mini-indústria de cana-de-açúcar, realizado em parceria por seu ministério, governo do Estado e prefeitura municipal, em Santo Antonio de Leverger - MT, e se declarou feliz pela concretização.

Nem o atraso de três horas da comitiva do ministro, devido a visitas a outros projetos em Cuiabá e Várzea Grande, tirou o ânimo dos santo-antonienses, que prepararam apresentações culturais para agradecer ao ministro pelos projetos sociais desenvolvidos na cidade.

O principal motivo da visita a Santo Antonio de Leverger (30 km de Cuiabá) foi a vistoria das obras de construção de uma Mini-Indústria de Derivados de Cana-de-Açúcar no município. O projeto, em fase de conclusão da obra, está sendo realizado em parceria entre MDS, Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Local (CONSAD), Governo do Estado de Mato Grosso e prefeitura de Santo Antonio.

OPERAÇÃO LACRAIA: Cadeia de Barra do Garças lotada de figurões cartorários

Inédito. Nunca tantos figurões dos cartórios de Mato Grosso estiveram na cadeia, presos por diversas práticas de crimes, como nesta histórica sexta-feira, 20 de abril.

Há nomes de pessoas ligadas as autoridades de Mato Grosso. Segundo as primeiras apurações feitas pela Polícia Federal um deputado de Mato Grosso estaria envolvido no escândalo.

Este deputado ganhou a licitação do cartório da cidade que é comandado por uma de suas parentes, Helena da Costa Jacarandá apontada como a principal chefe de todo o esquema.

O delegado José Ariosto, da PF em Barra do Garças, que comanda a operação, divulgou um balanço parcial das prisões já efetuadas. A cadeia de Barra do Garças está lotada!

Confira a lista completa dos presos:

Adaildes Pereira Gervásio
Adailton Galdino de Oliveira
Ailda de Deus Silva
Aislan Vieira Gonçalves
Anderson AntOnio Kloster
Carlos Augusto Abreu de Cerqueira
Celso Tura
Clóvis Peres Filho
Dionísio Barbosa
Divina Célia Moreno Nascimento
Divino Marra da Silva
Eliane Silva Moreira
Francisco Gersávio Pereira
Flodomar Gomes Rodrigues dos Santos
Helena da Costa Jaracandá
Henrique Medeiros da Cruz
Irismar de Paula Paraguasu
Jairo Hohlenverger Rodrigues
João Carlos Correa de Cerqueira
José Roberto de Oliveira
José Roque da Costa
Lucélia Barros Lopes Parreira
Maria de Lourdes Dias Guimarães
Marcelo Elias de Oliveira
Mauro Célio Elias Melo
Renato Alves de Oliveira Júnior
Rondon Rodrigues da Silva
Rubens Omar Maurmann Borges
Serineu Osmar Tura
Thattiane Gervásio do Nascimento
Antônio José Jesus
Wilson Martins Alves
Wilson Antônio Pretes Stein

Wagner Ramos está sem partido?

Somente hoje, é que tomei conhecimento por meio de uma matéria publicada no decano Diário da Serra, que meu ex-colega de imprensa, agora deputado estadual Wagner Ramos, está sem partido.

Assim, peço desculpas ao nobre webleitor e benévola webleitora por ter escrito neste Blog que o dito cujo pertencia aos quadros do Partido da República (PR).

Continuo ratificando apenas que Ramos de fato pertenceu ao Partido Popular Socialista (PPS), como grande parte dos formadores de opinião sabe, sigla bem representada pelo deputado federal Roberto Freire.

Anote isso: daqui a pouco veremos mais parlamentares, hoje alcunhados de "infiés", também dizendo que estão sem partido.

E que tal se as próximas eleições só acontecerem em 2010?

Está na pauta do dia, o fim das eleições de dois em dois anos.

Duas propostas de emenda constitucional (PEC) recém-apresentadas na Câmara e no Senado cancelam as eleições municipais de 2008 e prorrogam os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores por dois anos para que o país tenha eleições coincidentes a partir de 2010.

Com a mudança, o eleitor brasileiro só voltaria às urnas daqui a três anos e meio para escolher, de uma só vez, presidente, governador, prefeito, vereador, deputado estadual, deputado federal e senador.

Só há um detalhe: a prorrogação dos mandatos dos eleitos em 2004 enfrenta grande resistência dos parlamentares.

Sintep realiza curso de formação sindical em Tangará da Serra

O Sintep de Mato Grosso reativou as sub-sedes da entidade classista nos municípios de Campo Novo do Parecis, Sapezal, Santo Afonso, Nova Marilândia, Nortelândia e Porto dos Gaúchos.

Conforme o diretor regional do Sintep estadual, professor Antônio Márcio Pinheiro Ramos, em todos esses munípios que fazem parte do pólo regional de Tangará da Serra, foram eleitas novas diretorias para administrar as sub-sedes.

Márcio disse ainda ao BLOG que está marcada para acontecer em Tangará da Serra nos dias 28 e 29 desde mês, no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano, anexo à Secretaria Municipal de Educação e Cultura, um curso de formação sindical para as novas lideranças do Sintep.

É provável a participação de 70 educadores da região nesse evento. As despesas superiores a R$ 9 mil serão bancadas pela entidade estadual.

Prefeito anunciará reajuste salarial para servidores

Leio no O Jornal do Vale que o prefeito de Tangará da Serra Júlio César Ladeia deverá anunciar nos próximos dias aumento salarial para algumas categorias de servidores do município.

Os garis (alfabetizados) sairiam do salário de R$ 359,96 para R$ 419,26. Os motoristas com ensino fundamental teriam um soldo de R$ 598,95 ,ao invés dos R$ 514,80 recebidos mensalmente até agora.

Os servidores administrativos com ensino médio, sairão do salário de R$ 678,05, para R$ 788,88. Já os professores que ganham atualmente R$ 864,99, terão seus salários acrescidos para R$ 1.009,03.

A matéria está assinada pelo assessoria de imprensa do Poder Executivo Municipal.

OPERAÇÃO LACRAIA: PF desarticula hoje quadrilha que atua nos cartórios de MT

Duzentos agentes da Polícia Ferderal trabalham nesta sexta-feira (20) com a intenção de desarticular uma quadrilha que há 10 anos atua nos cartórios de Mato Grosso e Goiás.

Serão cumpridos 33 mandados de prisão e 38 de busca e apreensão, em Mato Grosso, Goiás e em São Paulo.

A operação acontece nas cidades de Barra do Garças e Água Boa, no Mato Grosso; Aragarças, Baliza e Jataí, em Goiás; Mirante do Paranapanema e São José do Rio Preto, em são Paulo.

As buscas em residências e escritórios servirão para a apreensão de documentos e outros materiais que comprovem a prática dos crimes. Além das prisões e buscas, a Justiça Federal autorizou também o afastamento do sigilo bancário e fiscal e o seqüestro de bens dos suspeitos.

A investigação, iniciada há nove meses, apontou para a existência de um esquema de fraudes que funcionava dentro do Cartório do 1º. Ofício de Registro de Imóveis, Notas e Protestos da Comarca de Barra do Garças, além dos cartórios de Água Boa (MT) e Baliza (GO), entre outros.

O grupo falsificava e forjava registros e títulos de propriedades rurais, que posteriormente eram usados na obtenção de empréstimos e financiamentos bancários. Com a colaboração de tabeliães e funcionários dos cartórios, a quadrilha alterava documentos originais, montava registros falsos e duplicava lavraturas.

MAIS CARTÓRIOS

É provável que cartórios de outras cidades do Mato Grosso "recebam" nos próximos dias inesperada visita da Polícia Federal. O bicho vai pegar. Aguardemos, pois.

19 de abril de 2007

Record conclui rodada de entrevistas com candidatos a coordenador da Unemat regional

Assisti a entrevista cedida pelo professor Luiz Alfredo Pacheco ao programa TS Record (TV Vale local) agora à noite. Como os professores Ariel Lopes Torres e Raimundo Nonato França de OLiveira, ele também é candidato ao cargo de coordenador-geral da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, campus regional de Tangará da Serra.

A impressão que tive é que o candidato, apesar de possuir pelo menos três cursos superiores e, vasta experiência como docente, não tem muita facilidade em se comunicar com o público. Sua fala não foi das melhores. Suas proposições não foram bem passadas para o telespectador.

Como os outros candidatos, é um professor com muitas idéias e projetos, mas a explanação dos mesmos não ficou bem plausível.

A eleição para escolha do novo coordenador-geral da Unemat está marcada para acontecer no próximo dia 25. Em Tangará da Serra, serão postas cinco urnas para receber os sufrágios dos professores, acadêmicos e funcionários da Universidade. Nos municípios de Sapezal, Campo Novo do Parecis e Juína, as comunidades universitárias desses campi também elegerão seus coordenadores locais.

Cassação de políticos "infiés" gera burburinho em minha CP

Chove e-mail em minha caixa postal.

Muitos webleitores indagam se a cassação de mandato de vereadores que trocaram de partido exige, necessariamente, medida administrativa da presidência da Câmara de Vereadores.

Não é esse o entendimento.

Pelo que tenho lido e ouvido, não se trata de uma faculdade apenas partidária o pedido de cassação. Menos ainda uma prerrogativa isolada do presidente legislativo em estabelecer a degola.

Um suplente que se veja prejudicado pode provocar a Justiça.

A tendência é ocorrer um efeito dominó país afora, com uma inundação de cassados.

Aguardemos, pois.

AL poderá realizar sessão itinerante em Tangará da Serra

O portal de notícias da Assembléia Legislativa acaba de informar que o deputado estadual Wagner Ramos apresentou indicação à Mesa Diretora da Casa para realização de uma sessão itinerante ou solene no município de Tangará da Serra. De acordo com a assessoria de imprensa o parlamentar teria defendido a interiorização das ações da AL e a ampliação das discussões diretamente com a população.

UNEMAT: candidato diz que universidade precisa se adequar para implantação de mestrados e doutorado

Telespectadores do programa TS Record (TV Vale local) disseram ao BLOG que a entrevista nesta quarta-feira (18) com o candidato ao cargo de coordenador-geral da Unemat de Tangará, professor Raimundo Nonato França de Olveira, foi de alto nível. A opinião dos webleitores ratifica o que também pensei quando assistia o programa.

Raimundo Nonato além de ter demostrado segurança e preparação para vir a assumir o cargo, caso seja o escolhido na eleição do próximo dia 25, mostrou uma visão inovadora para o furuto da Universidade.

Dissertou com muita propriedade o entrelaçamento que deve existir entre a pesquisa com o ensino e a extensão. Apontou falhas no processo atual e caminhos para as soluções futuras.

Mestre em Ciências Políticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o professor pensa (se for eleito) em conduzir a Unemat regional para uma atualizada adequação e implementação de novas políticas pedagógicas que beneficiem os setores, docente, discente e funcional.

Na entrevista, alertou ainda para a questão do nível que a Universidade deve alcançar até 2008, para no ano seguinte implantar três mestrados e um doutorado atendendo assim as exigências da Legislação em vigor.

Raimundo Nonato foi o segundo entrevistado pelo apresentador Kiko Padovani. O terceiro e último, professor Luiz Alfredo Pacheco, será entrevistado hoje, às (18h20). Vale apenas confirir.

Nações indígenas cada vez mais expremidas nos centros urbanos

Dia do Índio, (e por que não da mulher índia, também?) data para refletir sobre o estigma que marca as nações indígenas, de uma sociedade marginalizada, expulsa de suas terras, expremida pelos centros urbanos e privada de bens elementares e serviços públicos de qualidade. As políticas públicas ainda não resolveram o essencial, que é a fixação dos índios em seu próprio meio, de onde não deveriam ter sido tirados.

Sem recursos e um programa do Governo Federal para definir suas terras e programas de incentivo a agricultura e desenvolver sustentabilidade, a Fundação Nacional do Indio, orgão responsável pela assistência as comunidades indígenas, assiste a agonia das comunidades e nada pode fazer para impedir o êxodo de suas terras para os trabalhos nas destilarias, fazendas e sub-empregos nas cidades. A cada ano a tendência é piorar.

Muito diferente das imagens que circulam na mídia nacional e internacional de índios com cocares coloridos, continuam lutando pela demarcação de suas terras e lutando por saúde, educação e programas para melhorar o desenvolvimento nas áreas indígenas. Não convivemos com esta realidade em Mato Grosso?

A idéia romântica de silvícola vivendo da caça e da pesca, não existe mais. As matas deram lugar às plantações de capim para pecuária, extinguindo o pouco da caça que restava. As reserva legais onde vivem estão cada vez menores em consequência do crescimento populacional. O que ainda me alenta enquanto educador combativo aos crimes praticados contra as minorias é que diversas organizações internacionais estão de olhos abertos para a problemática.

Caso o nobre webleitor pense o contrário do que acabo de afirmar se manifeste.

De 4 milhões, hoje restam pouco mais de 200 mil índios no Brasil

Relembrando a História

Os índios sempre viveram em comunidades. A tarefas eram dividas por sexo e idade, sendo que todos tinham obrigação de ajudar. Toda a cultura, desde ensinamentos, práticas, histórias, invocação dos espíritos, cantos e danças, era passada de geração para geração. Os chefes das tribos eram os mais velhos e eram responsáveis pela ordem da tribo.

O pajé era a autoridade suprema, responsável por resolver, através de feitiços e ervas, problemas de doenças, rituais de morte, nascimento, entre outros. Era considerado o sábio.

O cacique era o chefe responsável por assuntos como desavenças familiares, conflitos ou até guerras com outras tribos, construção da aldeia, e outros assuntos administrativos.Quando os portugueses chegaram ao Brasil, mantiveram um contato tranqüilo com eles, pois precisavam de seus serviços para a extração do pau-brasil e para defender o litoral dos contrabandistas, principalmente franceses.

Mas, com o passar do tempo, as relações se tornaram difíceis, pois os portugueses começaram a se apoderar das terras, atacavam suas mulheres, tiravam-lhes a liberdade e transmitiam doenças, além de começarem um processo de catequização, o que os obrigava a abrir mão de sua própria religião.Assim, os índios foram escravizados e acabaram perdendo seu espaço.

Dos aproximadamente 4 milhões de índios que habitavam o Brasil na época da chegada de Cabral, restam hoje por volta de 200 mil, sobrevivendo em condições precárias e sob constante ameaças, principalmente de garimpeiros.Atualmente, a maior parte dos índios acabou vindo para a cidade e muitos têm apenas resquícios de sua antiga cultura.

Apenas na Amazônia ainda é possível encontrar tribos com costumes originais, sendo que algumas ainda são desconhecidas, pois apesar da tecnologia que o mundo dispõe, é difícil adentrar a floresta.O órgão responsável pela proteção dos indígenas é a Funai (Fundação Nacional do Índio).

18 de abril de 2007

João e Celso buscam recursos para pavimentação e instalação de mini indústria

Os vereadores João Batista Neri de Almeida (PSB) e Celso Ferreira de Souza (DEM) estão pleiteando junto ao senador Jaimes Campos (DEM) recursos da ordem de R$ 190 mil para aquisição de seis carretas de emulsão asfáltica para Tangará da Serra. Os protocolos de indicação foram feitos durante a última sessão ordinária da Câmara realizada na segunda-feira (16).

Os mesmos parlamentares envidam esforços também para aquisição através de emenda do senador Campos, recursos no valor de R$ 150 mil para implantação de uma mini indústria para a produção de leite pasteurizado em Tangará. Outra indicação de igual valor está sendo encaminha ao senador Jonas Pinheiro (DEM) para investimento neste mesmo projeto.

As duas indicações são de grande impostância para Tangará da Serra. A primeira, caso seja atendida, auxiliará significantemente no processo de pavimentação das ruas da cidade. A segunda, atenderá uma reivindicação dos que labutam por ganhar o pão de cada dia com a vendagem de leite no município.

Receita Federal será instalada na primeira semana de Junho em Tangará

O arquiteto Lucas Gomes, secretário municipal interino de Indústria, Comércio e Turismo, informou hoje que na primeira semana de junho será instalado um posto da Receita Federal em Tangará da Serra.

Conforme disse, a RF no município vai proporcionar comodidade para empresários, contadores e pessoas físicas, que atualmente, para resolverem qualquer pendência com a Receita são obrigados a fazer deslocamento até a cidade de Barra do Bugres.

O prédio onde será instalada a RF em Tangará da Serra já está praticamente pronto. Aguardando somente a chegada dos equipementos e acessórios para iniciar o atendimento à população local e regional.

Acusado por morte de ex-vereador se apresenta em Tangará da Serra

O delegado regional bacharel José Abdias informou nesta manhã em entrevista à Rádio Tangará que o acusado de ter assassinado o vereador Netinho no último sábado, se apresentou por volta das 18h desta terça-feira à autoridade policial de Tangará da Serra.

Disse ainda o delegado que o acusado depois de se apresentar acompanhado de sua advogada, foi interrogado e posto em liberdade como prevê a Lei.

UNEMAT: Candidato Ariel é o primeiro entrevistado do TS Record

Professor da Unemat de Tangará da Serra, Ariel Lopes Torre foi o primeiro candidato ao cargo de coordenador-geral da instituição a conceder entrevista ao programa TS Record (TV Vale) apresentado por Kiko Padovani.

No tempo da entrevista o candidato teve oportunidade de apresentar diversas propostas importantes para o avanço e crescimento quantitativa e qualitativamente da Universidade.

Creio que as boas proposições feitas pelo professor foram suficientes para a comunidade acadêmica (professores, acadêmicos e funcionários) se posicionar melhor no dia da eleição, 25 deste mês.

Ariel Torres foi seguro em suas respostas e se mostrou bem preparado para assumir o comando da Unemat regional caso seja o eleito.

O TS Record (18h20) apresenta ainda nesta quarta e quinta-feiras, entrevistas com os outros candidatos: professores Pacheco e Raimundo Nonato.

17 de abril de 2007

Por que ninguém permanece no cargo de diretor de Cultura de Tangará?

Por que somente na administração do prefeito Júlio César Ladeia (PR) três pessoas já ocuparam ao cargo de diretor de Cultura do Município?

O primeiro a assumir a função foi a professora Rosilene Silvana, evangélica membro da Assembléia de Deus. Teve passagem rápida pelo setor. Enfrentou encrencas e saiu bastante desgastadas, resultando em prejúizos para o prefeito e, sobretudo para a Cultura.

Depois foi a vez do apadrinhado pela então primeira-dama da cidade, Leliane Hernandes. Fotógrafo profissional e apresentador de TV, Benê Color, teve uma passagem de cometa pela Coordenadoria. Também sofreu na pele o drama de dirigir um setor da administração pública sem recursos suficientes para por em prática as férteis idéias que tinha.

Transferido para outra Coordenadoria da Secretaria Municipal de Turismo e Comércio, não conseguiu emplacar na Cultura do Município sequer uma ação duradoura. Sua ineficiência também foi notória durante os meses que permaneceu ligado ao Turismo.

Por último, foi a vez do apadrinhado político do vereador petebista Luiz Marcos Nogueira, artista plástico Everaldo Alves. Sem experiência, sem espírito de liderança cultural, sem apoio da classe e sem recursos, não demorou muito a naufragar. Ainda não foi exonerado do cargo. Mas a sua saída é uma questão de dia ou de horas.

É justo afirmar que todos que passaram pela Cultura no decorrer da atual Administração deixaram suas marcas. Umas mais fortes, outras mais fracas. Mas é certo também que nenhum realizou a contento o que os artistas e representantes das organizações culturais do Município esperavam.

Para tantas nomeações e exonerações só há uma explicação. Essas pessoas ao serem impossadas como gestor de Cultura do Município pensaram ser os próprios secretários do setor. Quando na verdade, não passavam de coordenadores, auxiliares do secretário de Educação e Cultura.

Não foi dífícil ver todos eles ao chão pela puxada de tapete feita pelo próprio titular da Educação. Talvez, se tivessem sido mais humildes e se aproximado mais do chefe da SEMEC tivessem tido melhor oportunidade de realizar alguma coisa pela Cultura.

Para se fazer um bom trabalho pela Cultura será necessário que o ocupante do cargo seja uma pessoa criativa, bem relacionada, líder, com trânsito livre junto aos setores artísticos da cidade; será indispensável que tal pessoa mantenha um grande vínculo de amizade com o secretário de Educação e Cultura. Apoio e incentivo dos membros do Conselho Municipal de Cultura e recursos.

Criatividade pode conduzir projetos para longe, mas não até o final da linha. Daí a importância da criação de um fundo municipal de cultura, assunto que abordarei em próximo artigo.

Banco de Sorriso é condenado por deixar cliente três horas em fila


A Cooperativa de Crédito Rural Sorriso foi condenada a pagar R$ 2 mil de indenização por danos morais a um cliente que aguardou quase três horas na fila para ser atendido. A decisão é da juíza Paula Saide Biagi Messen Mussi Casagrande, de Sinop (MT). Cabe recurso.

Para a juíza, o banco descumpriu a legislação municipal 680/2002, que prevê atendimento em tempo máximo de 30 minutos, contados a partir do momento em que o cliente entra na fila, nos dias de maior movimento, como véspera e após feriados prolongados, dias de pagamento de funcionários públicos etc.

“Analisando o conjunto probatório dos autos em tela, é possível concluir que a prestação de serviço pelo banco-requerido realmente se deu de forma deficiente, ferindo os direitos do autor-consumidor", analisou Casagrande.

Segundo ela, é indiscutível que houve afronta aos direitos do autor da ação, que permaneceu aguardando atendimento por período além do permitido. “Sem sombra de dúvidas isso acarreta desgaste físico e emocional a qualquer pessoa, não podendo tal fato ser tido como mero percalço do cotidiano, sendo passível de indenização a título de danos morais", acrescentou Paula Casagrande.

Ressaltou, ainda, que a jurisprudência brasileira vem entendendo que a senha fornecida pelas instituições bancárias é suficiente para embasar pleitos desta espécie. "Se o Banco-réu entende que o documento fornecido por ele próprio aos seus clientes vem lhe causando condenações injustas, deve reorganizar estrutura interna, fornecendo documento com capacidade de identificar o usuário do serviço”, finalizou.

TANGARÁ DA SERRA - No ano passado a Justiça de Tangará da Serra também condenou a agência local do Bradesco a pagar R$ 10 mil para uma advogada pelo mesmo motivo.

O que levou este estudante a matar 32 colegas?



Cho Seung-Hui, aluno da Virginia Tech, pode ter agido por ciúme

A polícia americana tenta desvendar os motivos que levaram um homem armado a matar 32 pessoas, antes de cometer suicídio, na Universidade Virginia Tech, em Blacksburg, em meio à comoção e revolta dos Estados Unidos diante de um novo capítulo trágico de sua história. Ainda restavam muitas perguntas sem respostas, em particular a respeito do atirador, que era coreano e aluno da universidade.

Segundo José Carlos Setúbal, professor brasileiro que leciona na Universidade Politécnica da Virgínia e que estava no campus no momento dos ataques, o que se comenta é que a tragédia teve como motivação inicial o ciúme.

Leia mais:


Mais notícias:


Com informações de agências

Ex-vereador tangaraense desabafa em entrevista à Rádio Tangará

O ex-vereador tangaraense Alvari Texeira "bateu com porrete de jucá" no lombo de muita gente na manhã desta terça-feira, em entrevista à Rádio Tangará. Durante mais de 20 minutos, ele amassou as costelas de dirigentes do Executivo, Legislativo e da Imprensa.

Defendeu as gestões passadas de ex-prefeitos e ex-vereadores. E disse que muito do que está às vistas no presente, foi realizado no passado. Defendeu o ex-vereador Netinho, assassinado na noite do último sábado, como sendo uma pessoa de bem da sociedade.

Feriu com estrago, profissionais da Imprensa, por estarem, segundo ele, fugindo da ética jornalística. Mandou que "tais" profissionais fossem se preparar melhor nas faculdades.

O ex-vereador desabafou o quanto pôde e disse o que quis dizer, rufando suas cassetadas em políticos atuais e na Imprensa. Sua entrevista foi cedida ao apresentador Carlos Longi, o Carlinhos.

Eleitores têm até 26 de abril para regularizar título

Atenção eleitor, se você não votou nem justificou ausência nas três últimas eleições consecutivas poderá ter seu título eleitoral cancelado, caso não regularize a sua situação até o dia 26 de abril, segundo informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

As três últimas eleições foram o referendo do desarmamento, realizado em outubro de 2005, e os dos dois turnos do último pleito, em 2006 - cada turno é considerado uma eleição.

Quem não comparecer ao cartório até a data prevista para comprovar o exercício do voto, o pagamento da multa correspondente (entre R$1,06 e R$ 3,51) ou a justificação da ausência terá sua inscrição cancelada automaticamente.

O eleitor pode consultar o título no site do TSE: http://www.tse.gov.br/sadEleicaoTituloDeEleitor/pesquisa/.

Leia o resumo do que foi publicado hoje pelos jornais de Tangará da Serra

Os dois jornais escritos de Tangará da Serra não trazem nenhuma notícia "picante" nesta terça-feira, 17 de abril. O decano Diário da Serra, destaca em sua capa um treinamento que os policiais militares locais estão fazendo com novos armamentos recebidos. De acordo com o DS o treinamento teve início nesta segunda-feira, no Batalhão de Polícia Militar local, devendo prosseguir hoje na capital do estado.

Já O Jornal do Vale expõe em sua capa a inauguração do Centro de Hanseníase e Tuberculose do município ocorrida na manhã de ontem. De acordo com o JV, a instalação dessa unidade visa proporcionar mais tranquilidade às pessoas portadoras de hanseníase e tuberculose em Tangará.

O DS informa ainda que a Justiça suspendeu o julgamento de Alessandro Alves, terceiro homem acusado de ter participado do estupro e morte da estudante Flávia de Oliveira Silva, em outubro de 2003. De acordo com o informativo, o julgamento do réu estava marcado para acontecer nesta quarta-feira, 18. No entanto, teria sido suspenso pela Juíza Wandinelma dos Santos, sem explicação dos motivos.

O Jornal do Vale destaca ainda dois assuntos importantes. Numa matéria com o senador pefelista Jonas Pinheiro enfoca a retirada do Mato Grosso da Amazônia Legal. O outro assunto refere-se à proposta que o deputado estadual Carlos Avalone (PSDB) está fazendo para que as prefeituras sejam isentas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias - ICMS.

Os dois jornais enfocam em suas páginas policiais um fato desumano. A desova de um feto de aproximadamente oito meses que foi encontrado por um popular nesta segunda-feira, em um matagal nas proximidades do bairro Jardim do Libâno nesta cidade. De acordo com os noticiosos até o presente a Polícia ainda não teria localizado a responsável pelo ato. Mas as investigações continuam.

16 de abril de 2007

150 pessoas participam de almoço promovido pelo CTN Gozagão de Tangará


Cerca de 150 pessoas prestigiaram o almoço à base de comidas típicas do Nordeste promovido pelo Centro de Tradições Nordestinas – CTN Gozagão de Tangará da Serra neste domingo. A direção da entidade está felicíssima pela oportunidade de ter oferecido aos nordestinos que habitam na cidade este primeiro evento do ano de 2007.

O primeiro almoço de comida típica da região Nordeste contou com presença de algumas autoridades municipais, entre elas, prefeito Júlio César Ladeia e o secretário de saúde Toninho Iporã. As porções de buchada de bode, baião de dois, cuscuz e sarapatel, começaram a ser servidas a partir do meio dia.

O CTN se prepara agora para realizar no mês de julho mais uma grande Vaquejada, contando com vaqueiros e cantadores do Mato Grosso e outros estados da região Centro-Oeste do Brasil.

Assassino de ex-vereador tangaraense poderá se apresentar à Polícia nesta terça-feira


Tem muita gente apostando que o vendedor Francisco Xavier Kaveicznski, principal acusado de ter assassinado na noite do último sábado o ex-vereador tangaraense João Damas Neto, conhecido como Netinho, permanece em Tangará da Serra.

Dadas às condições em que se encontrava quando teria efetuado, segundo testemunhas, os quatro disparos que vitimaram o ex-parlamentar, ele não fugiria para muito longe. No momento do crime, andava em uma motocicleta de cor vermelha.

É provável que o vendedor esteja aguardando a passagem do flagrante para se apresentar na companhia de um advogado à Polícia Judiciária Civil de Tangará. Há uma grande expectativa das autoridades e da sociedade geral em saber quais as razões que o teriam motivado a praticar o crime.

Vereadores de Tangará nas mãos do Ministério Público


A partir desta segunda-feira (16) os vereadores de Tangará da Serra estão nas mãos do sagrado Ministério Público Estadual. Isso, com relação a questão de diárias cedidas para parlamentares viajarem para onde querem e quando querem, seja para dentro do estado ou para fora.

A farra com o dinheiro público, através de diárias, denunciada recentemente não se acabará, mas pelo menos, deverá ser mais comedida a partir de agora.

O Ministério Público quer saber tudo o que se passa nessa matéria. Com isso, o vereador não será em hipótese alguma obrigado a cancelar suas viagens. Ele será apenas “monitorado” . O MP quer saber para onde o dito parlamentar vai e o que fazer.

Acredito que a sábia iniciativa do MP conduzirá os vereadores a ter um pouco mais de respeito pelo dinheiro do povo. “Torrar” quase R$ 9 mil com diárias em apenas três meses, como fez um certo vereador local, foi a gota d´água que moveu o repúdio social e a ação do MP.

Transparência já nos poderes constituídos, é uma reivindicação antiga de todas as classes sociais. Especialmente das que não se deixam ser iludidas por políticos demagogos, classe que tem prejudicado tenebrosamente o desenvolvimento da Nação.

Assassinato de ex-vereador tangaraense suja ainda mais a imagem da Câmara

O assassinato de um ex-vereador de Tangará da Serra neste final de semana, Mancha ainda mais a imagem da Câmara Municipal perante a opinião pública e a sociedade geral.

Queira ou não, o nome da Câmara está sendo citado em todo o Mato Grosso e pelo Brasil afora, de forma negativa. Isso porque, o que teria motivado o crime, ainda tem a ver com o lamaçal de corrupção que a instituição estivera mergulhada em passado recente.

João Damas Neto, conhecido como Netinho, foi morto às 21h15 do último sábado por quatro disparos supostamente efetuados pelo rival Francisco Xavier Kaveicznski.

As imagens do ex-vereador assassinado que circulam nos jornais locais nesta segunda-feira, são fortes, e nos levam a pensar com preocupação. Vale apenas ser eleito para um cargo eletivo, se meter em corrupção, arranjar inimigos e acabar preso ou debaixo do frio chão?

Enquanto houver corrupção, haverá prisão e morte. Esse mal, além de prejudicar a sociedade, trás terríveis conseqüências para a imagem dos poderes constitucionais e as famílias.


14 de abril de 2007

Prazo para entrega de projetos ao Conselho Estadual de Cultura termina dia 26

O secretário de Estado de Cultura, João Carlos Vicente Ferreira, faz um alerta aos agentes culturais quanto ao prazo para o encaminhamento dos projetos para o Conselho Estadual de Cultura de Mato Grosso, que termina no dia 26 de abril. O valor estipulado para o Fundo Estadual de Fomento à Cultura para 2007 foi de R$12.650.000,00 (doze milhões seiscentos e cinqüenta mil reais).

As inscrições podem ser feitas no Conselho Municipal de Cultura em endereço definido pela respectiva Prefeitura Municipal. Nos municípios onde não existem Conselhos instituídos, os projetos culturais poderão ser inscritos diretamente na Secretaria Executiva do Conselho Estadual de Cultura em Cuiabá, Palácio da Instrução, 151, Praça da República - Centro - CEP 78.005-440, Cuiabá/MT. O Projeto poderá ser encaminhado por Correio, sendo considerada a data de postagem, como protocolizado.

Os projetos devem ter como metas ações para preservação do patrimônio cultural material e imaterial do Estado sob responsabilidade dos governos federal, estadual e municipal, fomentar a qualificação e capacitação dos agentes culturais em todos os segmentos, articular e implementar políticas públicas que promovam a interação da cultura com as demais áreas sociais, destacando seu papel estratégico no processo de desenvolvimento social e promover agendas e oportunidades de interlocução e a interação entre as áreas de criação, preservação, difusão e dos diversos segmentos culturais.

De acordo com o Programa Estadual de Apoio a Cultura – PROAC/MT, o teto máximo para aprovação por projeto cultural apresentado por pessoas físicas ou jurídicas será de R$ 150 mil. Porém a limitação do valor não se aplica aos programas e projetos de política pública de cultura desencadeados e administrados pela Secretaria de Estado de Cultura, conforme o disposto no Art.1° §2°, do Decreto n° 111, de 13 de março de 2007.

O projeto cultural aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura terá o recurso transferido para a conta do proponente de acordo com a planilha de custos aprovada e contida no Contrato ou Convênio.

Esclarecimentos aos interessados e orientação técnica para o preenchimento do Formulário-Padrão serão prestados pela Secretaria Executiva do Conselho Estadual de Cultura (CEC/MT), Palácio da Instrução, em dias úteis, no horário das 12h às 18h, ou pelos telefones (65) 3613-9200 / 9229 / 9238, ou, ainda, no site www.cultura.mt.gov.br.

Com assessoria

13 de abril de 2007

Divulgado resultado do seletivo realizado pelo Cefapro de Tangará

Publicado o resultado do texte seletivo realizado nesta semana pelo Centro de Formação e Atualização dos Profissionais de Educação Básica - CEFAPRO de Tangará da Serra.

Os professores aprovados são: Edson César Castoldi (formador da disciplina de História), João Luiz Vala (formador da disciplina de Matemática) e Vera Regina Pereira (cargo: coordenação Pedagógica).

A banca examinadora foi composta pelas professoras cuiabanas, Aldina Cássia Fernandes da Silva e Marilze A. N. Guerrise. Os profissionais aprovados passarão a atuar de imediato.

Especialização em Jornalismo Cultural da UFPE inscreve até dia 19

O programa de Pós-Graduação em comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) abriu inscrições para o novo curso de Especialização em Jornalismo e Crítica Cultural da instituição. Os interessados têm até o dia 19 de abril para fazer inscrição, das 14h às 17h, com seleção no dia 20 do mesmo mês.

O objetivo do curso é formar especialistas com visão aprofundada no campo da cultura, e assim promover uma otimização das técnicas e estratégias da área. O público-alvo é formado por jornalistas, comunicólogos, publicitários, arte-educadores, lingüística e áreas afins.

Serão oferecidas 40 vagas, com seleção baseada no curriculum vitae. Para participar do processo seletivo, o candidato deve apresentar curriculum vitae devidamente comprovado, cópia do diploma de curso superior reconhecido pelo MEC (original e fotocópia), histórico escolar do curso superior (original e fotocópia), RG e CPF (original e fotocópia), uma foto 3x4 e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

As matrículas acontecem entre os dias 23 e 30 de abril, na Secretaria do curso de Especialização, das 14h às 17h. As aulas começam no dia 07 de maio, de segunda a sextas, das 18h30 às 22h30. A carga horária total é de 360 horas durante 12 meses.

12 de abril de 2007

POR QUE TANTA GENTE ESTÁ QUERENDO O DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE CULTURA?

Muita gente está de olho no Departamento de Cultura de Tangará da Serra. Só não tenho entendido o porquê. Por isso tenho perguntado: por que alguém se interessaria ser diretor do citado setor, se todo mundo sabe que o mesmo é pobre e carente de recursos?

Essa "ganância" por ser diretor de cultura mesmo tendo ciência que não poderá efetuar muita coisa me conduz à um questionamento. Tais "candidatos" estariam pleiteando o cargo por quais razões? Pelo salário mensal? Pelo status quo? Ou para se projetar na mídia garantindo com isso um espaço para uma candidatura eletiva, etc?

Não aguento mais chegar nos locais onde frequento diariamente e ouvir pessoas falando sobre o assunto. Até parece que estão dando mais importância para o Departamento de Cultura que para a própria Secretaria (SEMEC) que está sem titular desde a saída do professor José Paulo de Jesus no mês passado.

Tenho dito que este assunto pertence ao prefeito Júlio César Ladeia e, somente ele, saberá quem melhor se enquadrará na liderança da Cultura no município. Também tenho proposto ao prefeito que a pessoa a ser nomeada, de fato, seja do nosso meio. De preferência uma pessoa que não
seja apadrinhada por nenhum vereador.

Uma liderança que consiga agregar o setor e conduzí-lo para o crescimento, mesmo com os parcos recursos que terá às mãos. Uma pessoa inteligente e criativa, que não vise simplesmente a aparição pública e o soldo mensal. Um agente da cultura de verdade.

ELEIÇÕES 2008: ANA APONTA PARA EMERSON, MAS FINDARÁ COMO VICE DE JÚLIO

A ex-prefeita Ana Monteiro de Andrade está querendo emplacar pelo seu partido (PP) o nome de uma pessoa "jovem" como pré-candidato a prefeito de Tangará da Serra. Mas quem seria esse nome a não ser o de seu filho, vereador Emerson Adriano de Andrade?

Para ser bem sincero não acredito que o grupo político liderado pela ex-prefeita concorde em trabalhar o nome de Emerson para a chefia do executivo. Ele é jovem, como quer Ana Monteiro, e tem experiência como gestor público na presidência da Câmara Municipal. Mas muitos não vêem o nome dele como o mais forte para disputar o poder com o atual prefeito Júlio César Ladeia.

Para ser mais sincero ainda, acredito mesmo é numa grande aliança do Partido Popular com o Partido da República (PR) em Tangará da Serra. Ana Monteiro não seria um excelente nome para vice do prefeito Júlio César? É o que tem perguntado boa parte do eleitorado. Por isso mesmo, tem muita gente crendo nessa dobradinha!

ELEIÇÃO NA UNEMAT: CANDIDATOS DE OPOSIÇÃO COM MAIORES CHANCES

Os três candidatos ao cargo de Coordenador-geral do campus da Unemat/Tangará da Serra, estão suando a camisa e gastando a voz como nunca para que os eleitores (professores, acadêmicos e funcionários) participem do pleito eleitoral marcado para ocorrer no próximo dia 25.

Ariel Lopes Torres do Departamento de Contábeis, Raimundo Nonato França de Oliveira (Letras) e Luiz Alfredo Pacheco (Administração) estão fazendo das tripas coração pela conquista do importante cargo.

Os candidatos já estão visitando as salas de aulas para apresentação de suas propostas, mantendo conversa de pé de ouvido com todos e afixando faixas com frases persuasivas e comprometedoras. As promessas não estão muto diferentes das comumentes pré-fabricadas nas campanhas eleitorais.

O professor Ariel Torres tem livre passagem e bom relacionamento dentro da instituição, mas pelo de fazer parte do grupo que está no poder há anos, não é visto pelos acadêmicos como opção de mudança, avanço e desenvolvimento.

Assim, sem desmerecer o professor Ariel, será possível uma enxurrada de votos nos candidatos que se apresentam como oposição ao sistema, comandado até o presente, pela professora Ivanete Parzianello.

APROSOJA APRESENTA REIVINDICAÇÕES AO MINISTRO DA AGRICULTURA

A Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja) apresentou ontem (11.04) em Brasília, as reivindicações do setor para o ministro da Agricultura Reinhold Stephanes.

O presidente da Aprosoja, Rui Prado disse que o encontro foi altamente produtivo. "Ele entendeu perfeitamente nossos problemas e deu encaminhamento aos nossos pedidos", destacou o produtor.Prado destaca como um dos pedidos mais importantes a imediata publicação da Medida Provisória que regulamenta o Fundo de Recebíveis do Agronegócio (FRA).

O programa vai emprestar recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para que os produtores possam refinanciar as dívidas com as empresas privadas. Também foi solicitada a prorrogação de dívidas de investimento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Stephanes solicitou reunião urgente com o Ministério da Fazenda para tratar dos assuntos.

10 de abril de 2007

PT REALIZA SEGUNDA CARAVANA DA CIDADANIA NO DISTRITO DO PROGRESSO

O Partido dos Trabalhadores realizará a segunda ASSEMBLÉIA POPULAR no Distrito de Progresso, nesta sexta-feira –13/04/07, às 19 horas, no Salão da Comunidade (Igreja Católica).

O evento faz parte da programação da Caravana da Cidadania, projeto que tem como objetivo fazer acontecer a função de um partido político: discutir com a sociedade suas potencialidades e necessidades e, elaborar juntos, políticas públicas que promovam a melhoria da qualidade de vida de todos.

A Caravana da Cidadania é um projeto desenvolvido pelo PT de Tangará da Serra e prevê visitas aos bairros e comunidades rurais da cidade, com o intuito de realizar um levantamento de informações sobre aspectos econômicos, sociais e culturais das comunidades, a fim subsidiar a elaboração de um projeto de desenvolvimento consistente e eficaz para o município.

A Assembléia Popular contará com a presença do presidente da Câmara Municipal, vereador Jaconias, deste jornalista e militância.


Data: 13 de Abril de 2007;
Horário: 19 horas;
Local: Salão da Comunidade (Igreja católica) – Residencial Alto da Boa Vista.

PROFESSORES E ACADÊMICOS ESCOLHERÃO NOVA COORDENAÇÃO PARA A UNEMAT DE TANGARÁ


Fachada da Unemat de Tangará da Serra - MT


Professores e acadêmicos da Universidade do Estado de Mato – Unemat, campus universitário de Tangará da Serra, terão no próximo dia 25, a oportunidade de efetuar uma grande mudança no quadro administrativo da instituição.

Na referida data será realizada eleição para escolha da nova coordenação-geral da universidade. Três nomes de professores são postos à disposição dos quadros docentes e discentes.

Ariel Lopes Torres, do Departamento de Ciências Contábeis, representante do sistema situacional e, os professores opositores, Raimundo Nonato Cunha de França (Letras) e Luiz Alfredo Pacheco (Administração).

De acordo com informações exclusivas para o BLOG, repassadas pela presidente da Comissão Eleitoral Geni Figueiredo, o pleito ocorrerá simultaneamente em Tangará da Serra, Sapezal, Campo Novo do Parecis e Juína. Nesses municípios também haverá eleição para escolha da coordenação local.

Alguns acadêmicos que mantiveram contato com o BLOG opinarão que essa será uma excelente oportunidade para o efetuo de uma grande mudança nos rumos da administração de Tangará da Serra.


Lembraram na oportunidade que o voto do professor terá o mesmo pêso dos acadêmicos. Dando segurança para eles e para alguns docentes que há tempos vêm sonhando com uma radical mudança na coordenação da Unemat de Tangará.

NOVO NOME DA CULTURA DEVERIA SER INDICADO PELOS ARTISTAS


O prefeito Júlio César Ladeia não deveria “entregar” o Departamento de Cultura do município às mãos de vereador ou partido nenhum. Falo como cidadão e, muito mais, na condição de vice-presidente do Conselho Municipal de Cultura - CMC.

Para que fique claro. Assumo posição contrária à indicação de qualquer nome, que não conte primeiro com o aval do Conselho. O Departamento não precisa de um nome com peso político-partidário. Precisa sim: de uma pessoa que tenha política cultural para planejar e executar e fale a nossa língua.

Essa de vereador “aliado” ficar metendo o dedo onde não é chamado não cola mais. Precisamos de uma pessoa que fale o nosso idioma e entenda nossos anseios. Uma pessoa que realmente viva a mesma mentalidade cultural que vivemos no dia a dia tangaraense.

Penso que se o tal “nome” for lavra de certo vereador ai, o entusiasmo que a classe tem no momento para a cultura tangaraense definitivamente sair do papel, despencará para a ruína.

Neste caso, sugiro ao prefeito Júlio César que solicite dos segmentos culturais uma lista com alguns nomes e, deles escolha um que melhor se afinar com a classe e o governo municipal. Creio que assim, o chefe do executivo receberia o reconhecimento dos artistas e intelectuais da cidade.

VEREADOR VOLTA A TECER CRÍTICAS À ADMINISTRAÇÃO


Luiz Marcos

O vereador Luiz Marcos Nogueira (PTB) voltou a tecer críticas pesadas ao prefeito Júlio César Ladeia, na sessão de ontem à noite. Em sua fala enfatizou que o Jardim San Diego está completamente abandoado pela administração.

Criticou ainda o fato de o prefeito ainda não ter construído uma casa sequer em mais de dois anos de governo. Nas entrelinhas deixou bem claro em seu posicionamento que, caso não haja mudança radical do Executivo em benefício da comunidade, não valeria apenas reeleger os governantes atuais, referindo-se ao prefeito e aos próprios vereadores.

As posições do vereador não deixam mais dúvidas sobre a intenção de retirada de seu apoio político ao prefeito Júlio César Ladeia. Na semana passada o Blog já havia dito que o parlamentar, acompanhado de outro, estaria de bico comprido. Dodói. Insatisfeitos com a atual administração.

9 de abril de 2007

CÂMARA DE TANGARÁ COM ALGUNS VEREADORES "ESTRESSADOS"


A cena representa bem o estado psicológico de alguns parlamentares tangaraenses

Tem vereador na Câmara Municipal de Tangará da Serra precisando urgentemente de descanso físico e mental antes que caiam em profundo estresse. Evidente que o que vem afetando diretamente os tais edis é o “grande” volume de trabalho. Com tantas ações “realizadas” e uma infinita carga de trabalho para cumprimento em “favor” da municipalidade, alguns deles tinham que estar como estão.

Quem ouve um ou dois parlamentares tangaraenses em entrevista às nossas rádios locais pela manhã, principalmente, não fica com dúvidas. A noção que se tem é que esses estão sim precisando participar de uma pescaria com duração mensal.

Falam pelos cotovelos. Não unem coisa com coisa. Soltam verbos desordenados. Acusam pessoas. Compram brigas e se defendem da maneira mais rudimentar possível: à base do grito e da intimidação.

O lamentável é que esses estressadinhos estão cuspindo seus ódios e rancores em espaço publicitário pago com os nossos impostos. Esses deveriam usar os microfones das emissoras de rádios para mostrar o trabalho que “fazem” em favor do município.

Mas ocorre justamente o contrário. Usam a mídia paga com os nossos impostos na tentativa de alcançar promoção pessoal, agredir pessoas sinceras, profissionais respeitados e, gente que realmente contribui com o desenvolvimento do município com abertura de empresa, contratação de pessoal e pagamento de impostos.

Assim, sugiro aos estressados que entrem em férias. Passem um tempo fora dos holofotes. Esfriem a cabeça. Conselho de amigo: é melhor que tirem essas férias agora para retorno posterior, do que esperar pelas infinitas férias que virão depois das eleições do próximo ano.

MAGGI PODERÁ CRIAR SECRETARIA PARA CLOVIS BATISTA COMANDAR


Representante do governador Blairo Maggi, o engenheiro agrônomo e empresário Clovis Batista, deverá assumir até o final deste ano, uma secretaria estadual. Ele ainda não sabe qual delas ocupará ou se o chefe do executivo estadual criará uma para tal propósito.

Em conversa por celular nesta manhã com o BLOG, Clovis adiantou que em se concretizando a idéia do governador de elevá-lo a uma secretaria, deverá ser na área de articulação política regional. Neste caso, a secretaria precisaria ser criada.

Disse para o empresário que ascensão dele a uma secretaria de estado cairá muito positivamente para a região médio norte. Tangará ficaria muito bem servido politicamente junto ao governo. Isso, pelo fato de já contar com um deputado estadual, Wagner Ramos, na Assembléia Legislativa.

Entendo que as lideranças políticas da região, deveriam reforçar a idéia do governador. Pois, em sendo confirmado como secretário estadual, todos sairão ganhando, pelo menos vejo assim e de nenhum outro modo.