6 de fevereiro de 2007

Coluna de Dorjival Silva (Primeira Edição)



BURAQUEIRA INFERNAL

As ruas de Tangará da Serra viraram uma buraqueira só. Os condutores de veículos estão sendo obrigados a optar por jogar o carro num buraco menor ou maior. Com a precária situação das artérias da cidade, muitos prejuízos estão sendo contabilizados pelos proprietários de automóveis. Enquanto o caos aumenta, a prefeitura permanece de braços cruzados sem dar a mínima para o problema.

ZONA RURAL PREJUDICADA

Situação lamentável mesmo é nas ruas onde ainda não há pavimentação asfáltica. Os buracos viraram crateras e a prefeitura permanece queda como se o caos nesses bairros não estivesse afligindo a vida dos moradores.

CHOVE SEM PARAR

Chove sem parar em Tangará da Serra desde o final de semana passado. Com tanta água caída sobre a cidade, o comércio já está amargando prejuízos. Sem a presença dos consumidores, as vendas têm caído consideravelmente.

OBRAS MAL FEITA

O secretário de Estado de educação, Luiz Antonio Pagot esbravejou o quanto pode em sua visita no último sábado a Tangará da Serra. Segundo os mais chegados dele aqui na terrinha, a ira de Pagot se acendeu por causa dos péssimos serviços realizados nas reformas e ampliações das escolas estaduais do Município. Para ele, grande parte dos serviços não passará pelo crivo da aprovação governo.

29 DE NOVEMBRO

A construção da Escola Estadual “29 de Novembro” também teria sido alvo de duras críticas por parte do megasecretário. Surgiu até uma conversa que antes mesmo da unidade educacional ser inaugurada algumas paredes de salas de aula já estariam rachando. Tal situação também teria acendido a ira de Pagot. O homem saiu de Tangará de Serra bastante insatisfeito com as “obras” que fizeram nas unidades educacionais da cidade. Esperemos que o constatado resulte em sindicância e consequentemente em penalidade para quem aplicou mal o dinheiro público. Se este foi o caso, claro.

COMANDANDE DESAJEITADO

Comentários chegaram até este Diário dando conta que foi de fazer vergonha a postura física do novo comandante do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra no dia se sua posse nesta segunda-feira. O tenente Coronel Valmil permaneceu boa parte do tempo da solenidade quase deitado na cadeira onde deveria estar assentado. Além da má postura ficou bocejando o tempo todo, numa deselegância sem tamanho. A platéia observou tudo e não gostou nenhum pouco. Bem que nossa autoridade maior do CB da cidade deveria se postar melhor nesses eventos públicos a partir de agora!

SECRETÁRIO EMBRIAGADO

Falando nisso, lembro que há poucos dias alguém comentou comigo que certo secretário do governo municipal teria sido flagrado embriagado e sentado numa calçada pública. As pessoas que passavam pelo local não podiam acreditar na cena que estavam vendo. Mas deixe pra lá! Todo mundo tem direito de tomar uma cachacinha e fugir da ética imposta pela sociedade e pelo cargo que exerce. Né mesmo?

UNIDADE MISTA SEM ANESTESISTA

Faltou médico anestesista na Unidade Mista de Saúde Tangará da Serra no final de semana passado. Por causa do problema, cerca de 10 pacientes tiveram que ser conduzidos às pressas para o município de Barra do Bugres onde receberam o atendimento que precisavam. A Secretaria Municipal de Saúde deveria se pronunciar sobre o assunto e adotar providências para tal descaso com a população carente não voltar a acontecer.

REI E RAINHA DESPRESTIGIADOS

De fazer pena a solenidade ocorrida na sexta-feira passada no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano para escolha do Rei Momo e da Rainha do carnaval de Tangará da Serra. O evento que esperava contar com presenças ilustres da sociedade foi um fiasco total. Nenhuma pessoa assentou-se no auditório do teatro para assistir o concurso. E nem mesmo o prefeito Júlio César acompanhado da primeira-dama e a secretária municipal de Turismo Maria do Carmo Caparroz, deram o ar da graça. Foi um desprestigio total com os candidatos que tiveram que se apresentar para as cinco pessoas que compunham a mesa de jurados.

FORA DO CAMPEONATO

Tangará da Serra ficará de fora do Campeonato Estadual de Futebol neste ano. Isso é ou não é uma vergonha? Pobres desportistas tangaraenses que não contam com uma secretaria de esportes de verdade no Município! Aliás, em tempo, é bom que se diga que a secretária de esportes do município não passa de uma figurinha. Uma pasta para empregar o ilustre professor Valmir. Até quando?