27 de fevereiro de 2007

Coluna de Dorjival Silva (Segunda Edição)


SINTEP REALIZA 1º CONSELHO DE REPRESENTANTES 2007

Prof. José Rosa de Paula
O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público – Sintep/MT, realizou nos dias 23 e 24 deste mês, o 1º Conselho de Representantes da categoria para definir metas para o ano em curso. O evento transcorreu na sede central da entidade em Cuiabá com participação de 50 municípios e mais de 150 profissionais da educação.

Alguns dos pontos discutidos no Conselho foram: piso salarial único para os profissionais da educação (PSPN); mobilização em defesa da escola pública, ensino e aprendizagem de qualidade e campanha salarial para 2007. O Sintep irá lutar também pela permanência de um piso único equivalente a R$ 1.050 para nível médio com jornada de 30 horas semanais.

O presidente da subsede do Sintep em Tangará da Serra, professor José Rosa de Paula disse que essa campanha estará em conformidade com a campanha em nível nacional como vem sendo encampada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE.

CURSO DE FORMAÇÃO

Aproveitando o ensejo o presidente informou que a partir de 17 de março, o sindicato começa a desenvolver um curso de formação sindical para os profissionais de educação dos 15 pólos do estado de Mato Grosso. Tangará da Serra será um desses pólos, que compreende 11 municípios. “O objetivo desse curso é formar novos dirigentes sindicais” concluiu José Rosa.

Coluna de Dorjival Silva (Primeira Edição)


29 DE NOVEMBRO: OBRA FEITA NAS COXAS

A Escola Estadual “29 de Novembro” em Tangará da Serra é mais uma daquelas obras “feitas nas coxas”. É mal feita. Desprovida de beleza e qualidade. Construção feita à base de pressão social. Redenção de muitas promessas mentirosas.

A nova escola “29 de Novembro” é uma obra política e por isso não atende simplesmente às necessidades da educação do município. O interesse maior de quem a constrói está no retorno eleitoral que ela poderá projetar em beneficio de alguém.

Neste caso, é bom que a sociedade tangaraense fique esperta. Nas eleições vindouras não votar em ninguém que tenha estado envolvido com aquela seboseira é a atitude mais inteligente. O Estado teve a oportunidade de fazer uma boa obra neste município, mas não a fez. Quem não está vendo isso deve ser porque estar de olhos vendados.

CÂMARA DE NOVA OLIMPIA

Universitários de Nova Olímpia estão chateadíssimos com a maioria dos vereadores da cidade. Em breve o Blog dirá o porquê.