10 de maio de 2007

Por que não haverá mais a sessão da AL em Tangará da Serra

Nenhum dos jornais locais publicou na edição desta quinta-feira, o recuo da Assembléia Legislativa de realizar sessão solene nesta sexta-feira (11) nesta cidade, em homenagem aos 31 anos de emancipação político-administrativa de Tangará da Serra. A notícia foi veiculada somente no Portal Tangará Repórter.

Por email, internautas estão opinando que a suspensão da sessão pelo presidente da AL, deputado Sérgio Ricardo, tem reflexo ainda na questão do "Voto Útil".

Outros têm comentado que o cancelamento do evento pode ter partido do suplente de deputado Wagner Ramos.

Nesta semana um jornal local publicou matéria apontando algumas deficiências políticas do parlamentar. A notícia teria causado grande repercussão nos bastidores da AL.

O constrangimento foi geral tanto para Ramos quanto para os demais deputados mato-grossenses.

Uma fonte garantiu ao BLOG que depois da matéria publicada, a maioria dos deputados comunicou ao presidente da AL que não comparecia mais ao município.

O fato é que a suspensão da sessão trouxe uma série de transtornos para Tangará da Serra.

O reajuste aprovado pela Câmara produzirá "efeito cascata" em Tangará?

Gostaria de saber se o reajuste de 28,05% no salário dos parlamentares federais e do presidente da República produzirá algum “efeito cascata” nos salários dos vereadores de Tangará da Serra.

Também gostaria de saber de quanto em quanto tempo o salário dos vereadores da cidade pode ser reajustado.

Caso aconteça o "efeito cascata", será justo reajustar neste momento o salário de nossos representantes quando não podemos fazer o mesmo em relaçao aos servidores públicos em geral?

Em muitos municípios brasileiros o subsídio dos edis só é alterado de quatro em quatro anos. Mas aqui em Tangará confesso que ainda não tenho essa informação.

Os subsídios dos vereadores são o equivalente a 75% dos vencimentos dos deputados estaduais, mas a correção deve ser feita no final de 2008. Atualmente o salário de um vereador tangaraense é superior a R$ 3.500 .

AL tem autorização para criar novas cidades no MT

O deputado estadual Roberto França (PR) usou a tribuna para informar que a Assembléia Legislativa foi vitoriosa em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) que impetrou no Supremo Tribunal Federal, contra o Congresso. Com isso, o Supremo reconhece a autonomia da AL/MT em legislar sobre a criação de municípios. Leia mais

Maggi estaria sem rumo no segundo mandato, diz Percival Muniz

O deputado estadual Percival Muniz (PPS) avaliou ontem, na comemoração dos 259 anos de Mato Grosso no Palácio Paiaguás, que o governador Blairo Maggi (PR) está sem rumo no segundo mandato. Ele aconselhou o ex-colega de sigla a definir por onde começar, no máximo em 60 dias. Percival atribuiu que as diversas alianças partidárias que Blairo fez podaram os trabalhos do Executivo e vê a relação entre PT e Maggi de forma fraternal e não efetivada em ações. Leia mais

Marina Silva inimiga número 1 de Rondônia

Acometida da "sindrome de mulher mau amada", a seringueira Marina Silva, tenta de qualquer forma atrapalhar as usinas do Rio Madeira, mas esquece que o seu amado Acre é desmatado indiscrinadamente e ilegalmente por brasileiros e peruanos. Leia mais