23 de maio de 2007

Estágio com série inicial do fundamental me trouxe grandes experiências



Sala de aula da Escola Estadual Antônio Casagrande


Com grata satisfação estou concluindo a fase de estágio nas séries iniciais do ensino fundamental. São 40h aula de muito trabalho e novas experiências.

Este é um dos momentos mais lindos nos meus 42 anos de vida. Sem jamais imaginar essa possibilidade no auge de minha juventude, depois das faculdades de Ciências Sociais (incompleta) Teologia (completa) e 18 anos fazendo jornalismo, há poucos meses estarei também me formando em Pedagogia.

Nunca imaginei que um dia me tornaria professor de crianças nas primeiras séries. Mas, o tempo com suas voltas, me conduziu à sala de aula.

O que dizer agora? Registro que a sala de aula com suas glórias e decepções também é o meu espaço profissional.

Devo dizer ainda que em minha concepção os conceitos de escola, sala de aula, professor e aluno do ensino básico, mudaram radicalmente. Este mundo para mim, hoje é um novo mundo.

Um mundo em que aposto todas as minhas fichas. Porque senti o quanto é gratificante para o professor, ver os pequeninos crescendo no conhecimento, na sabedoria e na busca por uma qualidade de vida melhor.

Estou convencido que a Educação é a grande mola mestre para resolver os grandes problemas existentes em nosso País. Educando bem as nossas crianças, não faltarão homens de bem no presente e no futuro.

À Escola Estadual Antônio Casagrande de Tangará da Serra, gestores, professora Maria de Souza e os alunos que aparecem comigo na fotografia àcima, toda minha gratidão.


Anna Carolina Miranda de Martins – 8 anos
Lucas Campos de Jesus – 9 anos
Jefferson Douglas Aparecido Lopes – 12 anos
Ana Carolina Petrinca – 12 anos
Emily Cristina Miranda Martins – 9 anos
Jaqueline Ewili da Costa – 9 anos
Bruna Roberta Pessoa – 9 anos
Lígia Gonçalves da Silva – 8 anos

Professora: Maria de Souza
Estagiários: Dorjival Silva e Adelina Rosa

Cefapro de Tangará tem um blog para suas notícias

O Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica – CEFAPRO de Tangará da Serra, acaba de lançar um Blog informativo.

A coordenação do veículo de comunicação está a cargo da professora Vera Regina Pereira Fascio.

Nele, semanalmente estão sendo postadas notícias da área da educação de Tangará da Serra e região e fotografias dos principais eventos envolvendo os profissionais do CEFAPRO.

O endereço para quem deseja acessá-lo é www.cefaprotgamt.spaces.live.com

Prefeitura de Tangará deveria ter Ouvidoria

A administração do prefeito Júlio César melhoraria consideravelmente, caso ele criasse uma Ouvidoria popular.

Tendo uma pessoa apenas com a função de ouvir as outras, os assuntos notificados chegariam mais rapidamente ao prefeito.

Por sua vez, as ações seriam determinadas para setores competentes tomar as providências cabíveis.

Além do mais, seria bem gratificante para o cidadão que vez por outra precisa ser ouvido por alguém da administração municipal.

A Ouvidoria também seria excelente para o prefeito, uma vez que ele poderia ter em mãos, semanal ou mensalmente, um relatório completo com as principais reivindicações da população.

Com a Ouvidoria, o Executivo certamente acertaria e faria muito mais, além de ficar mais próximo do povo.

Jaime Muraro ganhando bons espaços na imprensa escrita

O ex-prefeito de Tangará da Serra Jaime Luiz Muraro tem ganhado bons espaços na imprensa escrita local.

Na semana passada, um jornal publicou uma carta do político, oportunidade em que ele prestava algumas explicações pessoais para a sociedade.

Nesta quarta-feira, outro jornal novamente põe o ex-prefeito em evidência, indagando através de uma reportagem: “ Se Jaime Muraro voltar a comandar o agora Democratas, os tempos áureos de 1996 voltarão?

Sem comentários.

Merecidamente somos o paraíso da corrupção

A Anistia Internacional (AI) denunciou nesta quarta-feira a ineficiência do Estado na luta contra a violência no Brasil e atribuiu parte do problema à corrupção no país.

A organização lembra que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi reeleito em outubro e que seu primeiro mandato "foi marcado por abundantes denúncias de corrupção política procedentes de todo o espectro político".

Mais: "As investigações sobre a corrupção revelaram vínculos diretos e indiretos com a deterioração da defesa dos direitos humanos".

Nota deste Blog: corrupção é um desvio de caráter presente em todo aglomerado humano, em qualquer tempo. O que nos difere da maioria, é a forma de tratá-la. No caso brasileiro, na base da pirâmide social os costumes se assemelham aos praticados no topo, por políticos e a plutocracia. Nos dois extremos, o cinismo e a impunidade funcionam como potencializadores. Poucos estão em condições de falar sobre o tema, sem sujar o próprio traseiro.