9 de julho de 2007

Júlio não teria dificuldades para se reeleger

Estou ouvindo no meio acadêmico que se as eleições municipais fossem hoje, o prefeito de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia, se reelegeria sem muita dificuldade.

O mesmo tenho ouvido de grande parte dos professores, principalmente, da rede municipal de ensino.

A ascensão da professora Rosenilda Grajel Oliveira para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura - SEMEC, foi vista com bons olhos pelos educadores.

Rosenilda está sendo entendida como uma bem estruturada ponte ligando positivamente Poder Executivo e o setor por ela administrado.

A Secretária também faz parte de uma denominação evangélica que conta com mais de 10 mil membros. Mais de 6 mil eleitores. Corre a informação que por uma questão de gratidão, os "irmãos de fé" de Rosenilda, apoiariam um possível projeto de reeleição do prefeito Júlio.

O Nome do prefeito também cresce positivamente na Assistência Social, na Agricultura, no Esporte e na parte infraestrutural. Moradores das ruas onde estão sendo empregados benefícios como terraplenagem, lama asfáltica e anti-pó, estão bem satisfeitos com a Administração.


A onda dos blogs chega à Tangará da Serra

O médico Renato Gama e o professor e poeta Robério Pereira Barreto estão assinando Blog há alguns dias.

Lamento não ter ainda os endereços eletrônicos para também acessá-los.

Não abrigo dúvida alguma quanto à qualidade do trabalho jornalístico que os dois vêm fazendo. Quanto tiver os endereços, farei o informe para o nobre webleitor deste blog.

Quase sem tempo para escrever

Este humilde escrevinhador de província está quase sem tempo para escrever. Nesta segunda-feira, por exemplo, foram 8 horas em sala de aula, por conta das finalizações do curso de Pedagogia que estou fazendo.

O mesmo deve acontecer amanhã e depois. Por essa razão, suplico ao nobre webleitor e à benévola webleitora um pouco de compreensão.

Tenho bons assuntos para serem postados. Mas a sala de aula está me tomando, neste momento, o precioso tempo para escrever.

Grato pela compreensão!

Projeto pode criar 5 mil vagas de vereador

Matéria veiculada no Estadão desta segunda-feira indica que com as atenções desviadas para o imbróglio da reforma política e a crise no Senado, a Câmara incluiu na pauta proposta de emenda constitucional que tende a reabrir a polêmica sobre o tamanho dos Legislativos municipais.

Se aprovada, a chamada PEC dos vereadores poderá praticamente anular resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que extinguiu mais de 8,5 mil cadeiras nas Câmaras em 2004.

A emenda, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), cria 25 faixas para definir o número de vereadores, proporcionalmente ao tamanho da população.

Cidades com até 5 mil habitantes terão 7 vereadores. As de 15 mil a 25 mil moradores terão 9 e assim por diante. LEIA MAIS