14 de julho de 2007

Circulando na grande mídia de Mato Grosso

1 - A corrente petista Construindo um Novo Brasil, comandada em Mato Grosso pelos deputados Alexandre Cesar e Carlos Abicalil, ingressou com um recurso no diretório estadual do PT, com cópia para o nacional, pedindo a anulação do encontro do último final de semana em que foram escolhidos os 13 delegados de Cuiabá para o encontro regional previsto para o mês que vem.

2 - Formalizar um fórum permanente de debates para apresentar soluções à sociedade quanto aos problemas de Cuiabá foi a justificativa apresentada para uma reunião de 9 partidos políticos com o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Sérgio Ricardo, lançado oficialmente pelo PR e pelo governador Blairo Maggi como candidato a sucessão do tucano Wilson Santos (PSDB).

3 - O Partido da República realizará reunião no início da próxima semana contabilizando saldo positivo. A organização dos líderes do partido permitiu somar, até agora, a constituição de 99 comissões provisórias. No entanto, persiste a meta de ter coordenações da legenda nos 141 municípios de Mato Grosso até setembro de 2007.

4 - O município de Tangará da Serra vai receber o primeiro Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC), unidade responsável por centralizar, integrar e otimizar as atividades preventivas, repressivas e de socorro à população. A instalação do centro só será possível porque o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo Inácio Dias Lessa, autorizou o início do trâmite legal para que o CISC seja instalado no prédio do antigo Fórum Criminal do município. Leia mais

5 - O coordenador da bancada de Mato Grosso na Câmara Federal, deputado Carlos Abicalil (PT), atribuiu o adiamento para o mês de agosto da sabatina do ex-secretário de Estado Luiz Antônio Pagot (PR) à manobra articulada por partidos como o PSDB que fazem oposição ao governo federal. Pagot foi indicado para o cargo pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para assumir o posto de diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit). Leia mais

Circulando na grande mídia nacional

1 - O Diário Oficial da União (DOU) publicou ontem (13) a anistia política do ex-guerrilheiro Carlos Lamarca. A decisão assegura a promoção post mortem ao posto de coronel do Exército, com vencimentos equivalentes aos de um general-de-brigada. Militares da ativa neste posto recebem atualmente soldos de R$ 11.444,40. Leia mais

2 - Investigação da própria Petrobrás mostra que a máfia dos estaleiros, revelada nesta semana pela Operação Águas Profundas da Polícia Federal, atuava há pelo menos quatro anos dentro da estatal. É o que revela reportagem do jornal O Estado de S. Paulo deste sábado (13). Segundo a matéria dos repórteres Wilson Tosta e Marcelo Auler, a auditoria da empresa indica vazamento de informações na licitação feita em 2003 para estadia e apoio da plataforma P-22. Leia mais

3 - A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, deferiu ontem (13) o pedido do estado de Mato Grosso do Sul para suspender a execução de acórdão proferido pelo Pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul (TJMS) que assegurava ao ex-governador, Zeca do PT, o direito de receber pensão mensal e vitalícia equivalente ao recebido pelo governador do estado. Leia mais

4 - O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho declarou ontem (13) que "dá como certo" que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) irá reverter a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE_RJ) que declarou ele e sua esposa Rosinha Garotinho inelegíveis por três anos. O ex-governador divulgou as informações no seu blog atacando o PT e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (13). (leia mais)

5 - Reportagem publicada neste sábado (14) no jornal O Estado de S.Paulo mostra que a Justiça Federal instaurou ação penal por sonegação fiscal contra Marcos Valério e seus ex-sócios na agência de publicidade DNA Propaganda. Valério é acusado de ser um dos principais operadores do mensalão, esquema de pagamento de propina a parlamentares no primeiro mandato do presidente Lula. Leia mais

Vereador renuncia mandato para não ser conivente com erros da Câmara

Osvaldo Gavioli
Quase não acreditei na notícia que li nesta manhã de ontem no Diário de Primavera (Primavera do Leste - MT), enfocando a decisão do vereador Osvaldo Gavioli, eleito pelo PFL com quase 800 votos, de renunciar ao mandato, por entender que a Câmara Municipal, está muito mais atrapalhando que contribuindo com o desenvolvimento de seu município. Leia mais