7 de agosto de 2007

Pagot será o novo diretor do DNIT


O nome de Luiz Antônio Pagot foi aprovado nesta tarde para ser o novo diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).

A Comissão de Serviços de Infra-Estrutura contabilizou 23 votos. Destes, 17 foram à favor de Pagot e seis contra. Antes de assumir o cargo, Pagot será levado ao Plenário.

Para isso, ainda não tem data definida. Para chegar a um dos cargos mais cobiçados da máquina pública federal, Pagot enfrentou uma série de obstáculos, como denúncias de improbidade administrativa, por crime de responsabilidade e por omissão.

A comissão teve como relator o senador Jayme Campos (DEM-MT), que se mostrou favorável à aprovação de Luiz Pagot.

Blairo e muita gente em Mato Grosso durmirão tranquilos nesta noite. A oposição, chorará...

Vista da Cachoeira Rio Formoso em Tangará da Serra

Um dos mais belos lugares para visitação no município de Tangará da Serra. Quem já foi ao local ficou tomada pela exuberante beleza natural que a passagem se apresenta. Vale a pena visitar....

São José do Rio Claro se prepara para Festival de Pesca


O evento será realizado entre os dias 23 e 26 deste mês, conforme mostra o banner.

Guaxe pode estar ferindo Lei do Silêncio

Webleitor efetua pergunta pelo chat do Blog

[Aurelio]

LEI DO SILÊNCIO

"Vai ai uma pergunta: a lei do silêncio (22h às 07h) não se aplica à Guaxe? Seus tratores começam a trabalhar bem antes das 07h da manhã."


Para 60% dos leitores deste blog, governantes devem ser vaiados

Os leitores deste blog entendem que assim como o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva foi vaiado na cerimônia de abertura do PAN no Rio de Janeiro, em Sergipe e Cuiabá, outros governantes também deve ser.

Pelo menos foi o resultado colhido por uma enquete feita durante 8 dias neste espaço. 20 votos foram dados pelos internautas.

A pergunta: Lula foi vaiado. Você entende que outros governantes devem ser também?

12 votos perfazendo um percentual de 60% responderam sim
08 votos perfazendo um percentual de 40% responderam não


O nortão e a crise da madeira (1)

Por Onofre Ribeiro

Assisti na última sexta-feira a três eventos em Sinop: a posse do presidente do Sindicato das Indústrias Madeireiros do Norte de Mato Grosso – Sindusmad, e à reunião mensal da Federação das Indústrias, e à reunião da CPI da Sema.

Saí de lá extremamente preocupado com o clima de animosidade do setor madeireiro em relação aos seus negócios, ao governo e, particularmente à Secretaria Especial do Meio Ambiente.

Posso assegurar com convicção, que Sinop e a sua área de influência dos negócios da madeira, não suportam mais nenhuma operação policial repressiva, a se configurarem como verdadeiros todos os depoimentos e denúncias dos empresários de base florestal, dos empresários em geral e dos políticos locais, o clima é de confronto.

Aliás, o primeiro confronto só não se deu na prática, na Operação Mapinguari, em Feliz Natal, porque a Polícia Federal teve o bom senso de não confrontar.
Depois de uma absurda demonstração de truculências em Sinop, as viaturas policiais foram barradas na única ponte de acesso à cidade, e avisado de que não deveriam tentar atravessá-la, sob pena de haver o confronto armado.

Se os habitantes da cidade estavam armados ou não, não se sabe, mas esse espírito de intolerância predomina na região, depois que policiais agridem fisicamente e com jatos de spray de pimenta pessoas desarmadas e indefesas, afora outras demonstrações desnecessárias de truculência.

Em Sinop, durante todo o dia da Operação Mapinguarim e depois a Polícia Civil, na Operação Guilhotina, as viaturas policiais cortaram a cidade em comboio com sirenes e luzes acesas, furando os sinais de trânsito, em franca demonstração de intimidação e com atitudes públicas de desrespeito aos habitantes da cidade.

Porém, o setor está se organizando e se preparando para cobrar do governo estadual a sua parte na cobrança estatal que não vem acompanhada de soluções. Está em franco andamento em toda a região Norte e Noroeste para articular-se de modo a lidar com o poder público dentro de metas comuns e fazer frente às omissões, ás pressões e a corrupção vinda da SEMA.

Sinop está em suspense econômico, para não dizer em estagnação.
Mas repito aqui alguns dos depoimento que anotei dos três eventos:
- “Há 20 anos éramos heróis que viemos, chamados para ocupar a Amazônia. Hoje somos tratados como bandidos. Só os madeireiros têm crimes ambientais, como se os sojeiros também não tivessem um passivo ambiental muito maior” – empresário Milton Belincanta.

- “O setor madeireiro não é isso que aparece na mídia. A gente errada, mas a maioria é gente decente” – presidente empossado no Sindusmad, José Eduardo Pinto.

- “Grandes redes de loja como City Lar e Ponto Frio, franquias de fast-food como o Bob´s, que tinham espaço reservado no Shopping Aruanã, anunciaram que só retomarão o andamento depois que a economia do município se estabilizar e que acabar o clima do `vou embora daqui` - Paulo Fiúza, do Shopping Aruanã, o primeiro de Sinop.

- “Pesquisa que encomendamos mostra que os setores de motos, de carros e de alimentos cresceram, mas todos os demais setores da economia de Sinop caíram 8% fragilizando a nossa economia. Só vou abrir o shopping depois que a economia estabilizar”. – Paulo Fiúza, do Shopping Aruanã.

O assunto continuará nos dois próximos artigos.

Tangará realiza mais um festival de músicas inéditas

Cartaz do evento que ocorrerá entre os dias 10 e 12 próximos na Praça dos Pioneiros. 40 pessoas concorrerão aos R$ 12 mil oferecidos em prêmios.

MPF "encrenca" vida do ex-deputado Ricardo de Freitas

O ex-deputado federal Ricarte de Freitas (PTB/MT) foi denunciado pelo Ministério Público Federal por envolvimento com a máfia das sanguessugas.

Com isso, o petebista deverá ser alvo de uma ação penal na Justiça Federal por ligação com o recebimento de propina no esquema de superfaturamento de preço de ambulâncias.

O sócio-proprietário da Planam Luiz Antônio Trevisan Vedoin, filho de Darci Vedoin, afirmou em depoimento que pagou propina direta e indiretamente a diversos parlamentares federais e seus assessores.

No caso de Ricarte, ele receberia de 10% a 15% sobre o valor de cada emenda liberada através do OGU.

As denúncias levaram Ricarte a amargar a derrotado na disputa pela reeleição no ano passado, além de ver naufragar o seu sonho de assumir o Escritório de Representação de Mato Grosso em Brasília.

Serjão retorna ao comando de Colniza

Sérgio Bastos dos Santos (PMDB), o Serjão, deve reassumir hoje o cargo de prefeito do município de Colniza (MT). Ele havia sido cassado durante sessão polêmica da Câmara de Vereadores em 20 de novembro do ano passado.

A determinação do seu retorno é da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ/MT).

O prefeito afastado deverá ser recebido com festa em seu município. E uma auditoria deverá ser aberta para investigação do que andaram "aprontando" na ausência dele. O bicho vai pegar....

Até que enfim: pagot será sabatinado hoje pelos senadores

O que vai ficar decidido quanto ao futuro de Luiz Antônio Pagot na sua indicação para a direção-geral do Dnit, ninguém sabe ou arrisca um palpite, mas desde a semana passada os entendimentos voltaram a ser retomados para se vencer a barreira imposta pelo PSDB, nas últimas reuniões da Comissão de Infra-estrutura de Senado Federal.

Indicado ainda em março pelo presidente da República para ocupar a direção-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot vaga pelos corredores do Senado da República desde então na busca de apoio para assumir a função.
A indicação tem que passar pela Comissão e depois pelo Plenário das Deliberações, onde a maioria do governo federal é extremamente apertada.

A sessão está marcada para hoje a partir das 14 horas na Sala da Comissão de Infra-estrutura.