23 de agosto de 2007

Ex-Jornalista de MT só aparecerá nua em outubro


A revista Playboy mudou os planos e adiou a publicação do ensaio com a jornalista Mônica Veloso -- que foi apresentadora da TV Centro América nos anos 90, para a edição de outubro.

Em reunião realizada no início da noite desta quarta-feira, 22, jornalistas optaram pela modelo e atriz Bárbara Paz na capa de setembro.

O motivo foi o pouco tempo disponível para editar as fotos de Mônica até esta sexta-feira, 24, dia de fechamento da publicação.

Mônica Veloso é mãe de uma filha de Renan Calheiros (PMDB), presidente do Senado que sofre com acusações de ter suas contas pagas por lobistas.

A jornalista, de 39 anos, posou para o fotógrafo J.R. Duran no Rio de Janeiro, porque não "se sentiria bem" se o cenário fosse Brasília.

A revista com a atriz Bárbara Paz, protagonista da novela Maria Esperança, do SBT, deve chegar nas bancas na primeira semana de setembro.

Com informações da AE

Capoeira de Campo Novo em destaque


Grupo Aruandê de Capoeira de Campo Novo do Parecis. Uma das melhores equipes de Mato Grosso.

Jaleco sujo: médicos de Juína respondem a processos

Médicos que supostamente cobravam ilegalmente por procedimentos cirúrgicos regulados pelo SUS em um hospital de Juína (MT) estão na mira do Ministério Público Estadual e respondem a duas ações civis públicas na 3ª Vara Cível do município.

Duas denúncias foram comprovadas pela investigação do MPE e pela auditoria da Secretaria Estadual de Saúde. Outras três denúncias envolvendo dois dos sete médicos que respondem à ação civil pública estão sendo investigadas pelo promotor de Juína, Marcelo dos Santos Alves Corrêa.

Todos os casos denunciados ocorreram no Hospital São Lucas, unidade particular que é conveniada ao SUS para determinados procedimentos.

Ter um convênio significa que apesar de não ser uma unidade pública, o hospital fez parceria com a Secretaria de Saúde local para realizar procedimentos que não estão disponíveis em outras unidades.

Os dois casos que já viraram ação civil pública ocorreram em 2005. Três médicos – Walmir Zacas, Joaquim Delfino Neto e José Correia de Oliveira Neto - aparecem nas duas ações.

Outros quatro aparecem apenas na segunda ação proposta.

Com informações da Rádio Educadora de Juína

Liberado para pouso e decolagem aeródromo de Tangará da Serra


A pista do aeródramo de Tangará da Serra está liberada para pouso e decolagem. Mas para funcionar como um aeroporto, o local ainda precisa passar por modificações.

O valor para construção do Aeroporto Municipal é de R$ 6 milhões. De acordo com o piloto Acácio Gianezi, pelas condições de extensão de pista e área livre, o aeródromo pode receber aviões, de médio e grande porte mas não aviões como Boeings de linhas aéreas, que podem apresentar problemas na sua estrutura.

Uma infra-estrutura básica como de um aeroporto particular é o mínimo necessário para colocar o Aeroporto Municipal em funcionamento. Segundo o piloto Danilo Prado, no mínimo, seria necessário uma assistência com telefone, profissionais de guarda-campo para pernoite de aeronave e orientação de posição das aeronaves e estruturas de recepção de passageiros e angar para guardar os equipamentos.

A pista do aeroporto foi construída em 1999 e desde então quase nada de novo, a única mudança no momento é a vigilância 24 horas. O profissional foi deslocado à um mês para função, que por enquanto só toma conta de animais.

Para atrair empresas do ramo, a prefeitura municipal instalou um Fórum, para falar sobre a implantação do pólo aeronáutico, 14 empresas já demonstraram interesse em se instalar em Tangará da Serra.

De acordo com o prefeito Júlio César Ladeia, o objetivo maior no momento é para que haja uma ampliação não só no espaço físico mas também no setor, com a implantação de indústrias e oficinas de aviões e escolas de pilotos.

Com informações do TVCA

DEM não precisa importar ninguém para Tangará, diz Fábio

Com relação aos comentários dando conta que o prefeito de Nova Marilândia, José Aparecido, Cidinho, poderia ser candidato à chefia do Executivo tangaraense pelo Democratas, o professor Fábio Junqueira, disse o seguinte:

"Isso é coisa de quem não tem o que falar.

Imagine.

O DEMOCRATAS de Tangará da Serra não está precisando importar lideranças de outra região.

Cidinho é nosso amigo, companheiro, mas não tem nada a ver com Tangará.

Soube que essa notícia saiu da Assembléia Legislativa. Nunca houve nenhuma especulação nesse sentido com o Partido.

Abração".

Viu? Bem que disse que tudo não passava de uma piada mal contata...

Leia meu comentário aqui

Que tal ir a um casamento com dinheiro público?

O vereador petista João Batista Leite Gomes utilizou cinco diárias pagas com dinheiro da Câmara Municipal de Juína (MT) para viajar a Patos de Minas (MG).

Foi prestigiar o casamento de um de seus parentes.

Para "conquistar" a vantagem, o parlamentar alegou que precisava se deslocar a Cuiabá resolver assuntos de interesse do município.

Mudou a rota.

A denúncia sofre a farra das diárias está no site da Rádio Educadora de Juína.
E o Ministério Público, que providências vai tomar?

Sorria com a charge-okê desta quinta-feira


Advogado de mensaleiro acha argumento perfeito! Clique na imagem e sorria....

R$ 8 milhões será o custo das eleições municipais em MT

O pleito de 2008 deverá gerar custos para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da ordem de R$ 8 milhões.

Estimativa preliminar constata que o montante cobrirá todos os custos referentes ao período eleitoral das próximas eleições municipais.

O quadro organizacional começa a ser montado só agora. No entanto, o presidente do TRE, desembargador José Silvério Gomes, alimenta expectativa de que o resultado do próximo pleito confirmará avanços ainda maiores que os obtidos nas eleições passadas.

Apesar das projeções, José Silvério reconheceu as dificuldades da legislação eleitoral para coibir práticas irregulares como a compra de votos.

Segundo o desembargador, o problema da compra de votos é cultural.

Se é cultural, então é prática certa.
Com informações do Diário de Cuiabá.

Apressados na mira do TRE

Os deputados estaduais Walter Rabello (PMDB), Maksuês Leite (PP) e Sérgio Ricardo (PR) estão sendo investigados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT).

Há denúncia contra eles de prática de propaganda eleitoral extemporânea.

A lei das eleições só permite a manifestação de propaganda de candidatos após o dia 5 de julho do ano eleitoral.

Os parlamentares e o apresentador Onofre Júnior (Cuiabá) são acusados de utilizar programas de televisão para favorecimento político ante o pleito de 2008.

Blairo é a favor da CPMF


Publicada nesta quinta-feira no Jornal a Gazeta de Cuiabá.

O PT de Botina vai longe....


Ninguém sabe até onde o pessoal do Partido dos Trabalhadores é capaz de ir, para assumir um cargo a mais, ganhando com isso mais representatividade e poder. Chegar a ser vergonhoso e nojento.

Ontem, na sessão noturna da Assembléia Legislativa, o deputado Alexandre César (PT) aceitou ser o vice-líder do governo na Casa, em substituição ao deputado Juarez Costa (PMDB).

O líder é o deputado Mauro Savi (PR).

Alexandre César observou na oportunidade que a sua posição representa um fortalecimento a mais da coalizão política administrativo entre o PT e o governo Maggi.

Agora entenda uma coisa dessas, senão pela minha ótica: a de que o PT dá o próprio sangue por um cargozinho a mais.

Vem ai o "Decola Tangará da Serra"

O prefeito de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia, confirmou para o dia 04 de setembro a realização do Fórum "Decola Tangará da Serra".

O evento já conta com 33 empresas ligadas ao ramo de aviação confirmadas.

O objetivo é consolidar Tangará da Serra como opção do setor, divulgar as potencialidades do município, estreitar relacionamentos entre empresários locais e os empresários do setor, além de apresentar aos investidores as intenções do Poder Público Municipal.

Excelente.

Inclusão elétrica em Paranatinga

O Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica - Luz para Todos (LPT) - beneficiou mais 210 famílias no município de Paranatinga, no início do segundo semestre de 2007.

Moradores da comunidade rural Salto da Alegria saíram da situação de exclusão elétrica e passaram a contar com o conforto proporcionado pela chegada da energia.

A Cemat, que é agente executor do programa em Mato Grosso, investiu R$1.311.000,00 no assentamento, sendo 80% dos recursos na compra de material e 20% em mão-de-obra.

Foram construídos 44 quilômetros de rede-tronco para levar energia até a comunidade, e mais 11 quilômetros de rede para atender às residências.

É assim que se faz.