3 de setembro de 2007

Lula e a ética do PT

No congresso do PT, neste domingo, para uma platéia de fervorosos militantes e de réus mensaleiros, o presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que nenhum partido político no País é mais ético do que o PT.

Isso deve ser mais uma grande piada do presidente.

É por isso estou cansado dessa gente que vive contado piadas e ainda rindo da cara do povo.

Governo Blairo está "gordinho"

O jornal A Gazeta divulgou hoje o expressivo aumento do número de cargos comissionados do Estado, tendo como fonte, a própria Secretaria de Administração.

Aos números:

Número de DAS do governo de MT

2002 - 1.238 - governo Dante de Oliveira

2003 - 1.595 - governo Blairo Maggi

2004 - 1.736 - governo Blairo Maggi

2005 - 1.866 - governo Blairo Maggi

2006 - 1.972 - governo Blairo Maggi

2007 - 1.986 - governo Blairo Maggi

Fonte: Secretaria de Administração do Estado

Segura botina.... Segura peão....

Partido dos Trabalhadores é a favor do aborto

O encontro do PT que terminou domingo tomou as seguintes deliberações:

- Constituinte exclusiva para fazer a reforma política.

- Plebiscito sobre a estatização da Vale do Rio Doce.

- Ter um candidato petista, mantendo a coalização para 2010.

- Elaborar um Código de Ética para o PT. (Zé Dirceu foi contra)

- Abraçar a campanha em favor do aborto.

PERGUNTA: Isso também vale para o PT de Tangará da Serra. Ou não?

PP de Jaciara: ganhou mais não levou

O juiz Júlio César Molina Monteiro, titular da 3ª Vara da Comarca de Jaciara, determinou o imediato cumprimento de uma ordem emanada pelo Tribunal de Justiça na última sexta-feira (31 de agosto) e suspendeu a posse dos eleitos durante a convenção municipal do Partido Progressista local, realizada em 19 de agosto (processo nº. 240/2007).

No dia 17 de agosto, o magistrado havia concedido liminar a um filiado determinando que a Comissão Provisória do PP municipal, presidida por Nilton Gonçalves, incluísse o nome de 122 cidadãos na lista dos filiados ao partido para que eles pudessem participar da convenção municipal, que seria realizada dois dias depois (19 de agosto).

Leia mais aqui

Senadores de MT a favor de Renan?

Não estou acreditando no que leio na Folha de São Paulo.

Serys, do PT, Jaime e Jonas do DEM, estão votando pela inocência de Renan Calheiros?

É isso mesmo?

Bezerra ganha destaque negativo na Veja


Estou lendo na revista Veja acusações contra o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB/MT).

Segundo a revista, o ex-presidente nacional do INSS, teria recebido R$ 150 mil a título de propina para beneficiar o banco BMG na disputa pelo direito de oferecer o serviço de crédito consignado a aposentados do país inteiro.

O dinheiro teria sido entregue em malas pelo advogado Bruno Brito Lins, que foi casado com Flávia Garcia Coelho, funcionária do gabinete de Renan Calheiros e filha do lobista Luiz Garcia Coelho.

Ele envolveu Bezerra durante depoimento prestado à Polícia Federal e disse que a entrega ocorreu no Hotel Metropolitan.

Todos os dias aparecem mais e mais novidades.

Este promotor matou um estudante


Decisão tomada hoje pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) afastou o promotor de Justiça substituto Thales Ferri Schoedl, que confessou o assassinato do estudante Diego Mendes Modanez, do exercício de suas funções e suspendeu, por liminar, a eficácia de vitaliciamento.

Pesquisadores do Greenpeace são espulsos de cidade de Mato Grosso

O prefeito de Juína (MT) Hilton Campos (PP), se juntou aos vereadores e a fazendeiros para escurraçar jornalistas franceses, membros do Greenpeace e da Organização Amazônia Nativa (Opan).

A demonstração de poder sobre o município começou com a chegada do grupo no último dia 19.

Com a divulgação de um vídeo, a situação começa a ganhar repercussão internacional. Os membros da expedição foram impedidos de conhecer e documentar áreas recém-desmatadas, além de mostrar a convivência do povo indígena Enawene-Nawe, que vive basicamente da agricultura e da pesca.

No último dia 19, fazendeiros abordaram integrantes das duas organizações no hotel onde estavam hospedados, querendo saber quem eram e o que estavam fazendo na terra "deles".

Na manhã seguinte, o local foi cercado por dezenas de fazendeiros e o presidente da Câmara Municipal, vereador Francisco Pedroso, o Chicão (DEM), que exigiam esclarecimentos sobre os objetivos dos visitantes. O grupo foi levado à Câmara Municipal, onde uma sessão especial foi rapidamente organizada.

Estavam presentes o prefeito Hilton Campos, o presidente da Câmara, o presidente da OAB local, o presidente da Associação dos Produtores Rurais da região do Rio Preto (Aprur), Aderval Bento, vários vereadores e pelos menos 50 fazendeiros.

A polícia, inerte, acompanhou tudo. A sessão durou seis horas e os fazendeiros, juntamente com o prefeito, em tom de ameaça repetiam que o grupo não era bem-vindo. Hilton foi intensamente aplaudido quando reafirmou que a viagem dos visitantes não poderia continuar e que nem a polícia poderia interferir na decisão.

Escoltados pelos fazendeiros e pela polícia, o grupo, então avisou aos índios sobre o cancelamento da expedição.

A área é motivo de disputa entre os Enawene-Nawe e os fazendeiros. O conflito para expansão agrícola sobre áreas protegidas e territórios de povos indígenas se arrasta há décadas. E, agora, os fazendeiros já afirmam que os índios são propriedades deles. Já os pesquisadores, saíram da região com o conceito de que Juína é uma terra sem leis.

Confira no vídeo abaixo a investida de fazendeiros e políticos contra a equipe do Greenpeace.

Clique na imagem