7 de outubro de 2007

Eu me orgulho de ser Nordestino

Nesta segunda-feira, 8, será celebrado o Dia do Nordestino. E eu, como milhões de outros cidadãos nordestinos, não poderia deixar passar a data sem declarar que TAMBÉM ME ORGULHO DE SER UM NORDESTINO.

Para homenagear meus conterrâneos, publico poema do poeta cearense, Moreira de Acopiara, entendendo ser a forma mais perfeita de dizer para todos o quanto é importante para nós sermos dessa região do Brasil.

Eu me orgulho de ser nordestino

Pelo rei do baião Luiz Gonzaga
Pelo Líder Antonio Conseleiro
Por Antônio Silvino e sua saga
Pela muita coragem do Vaqueiro
Pelo canto dos bons Aboiadores
Pelos versos dos nossos cantadores
Pelo faro do Bravo virgulino
Pelas festas de reis, literatura
Mamulengo, cordel, xilogravura
eu me orgulo de ser um nordestino.


Por Sergipe e seu grande laranjais
Ceará Com seus Bilros, sua rendas
Pernambuco com seus canaviais
Maranhão com seu bois e suas
Lendas Pela imensa Bahia das carrancas
Alagoas com sua dunas brancas
Paraiba e seu santo mês junino
Rio Grande do Norte e seu tabaco
Piauí com carinho aqui destaco
Pois me Orgulo de ser um nordestino


Pelo arroz o cacau, o babaçú
Pela cana de açucar, pelo sal
pela manga, algodão, cõco caju
Mandioca,ananás, melão, sisal
Aguardente de cana, Vatapá
carne seca, passoca, mucunzá
Culinária Geral, pelo menino
Que cresceu entre a casa e o engenho
Pelo Pai, pela mãe,por tudo tenho
muito orgulho de ser um nordestino


Pelo velho Francisco,o Pajeú
Paraiba, Piranhas, Jaguaribe
Beberibe, Truçú, Banabuiú
Bastiões, Quincuê, Capibaribe
Pelo cego Aderaldo da rabeca Damião,
Alencar e Frei caneca
Lins do Rego, Sivuca e Marcolino
Casa Grande, Senzala, Candonblé
Paulo Afonso,C anudos, Canidé
Eu me orgulho de ser um nordestino


Pela Feira que tem caruaru
Pelas praias do nosso litoral
Pelo Frevo, forró, Maracatu
Embolada, Ciranda e Carnaval
Pela sempre bonita Borborema
Pela a linda imortal India Iracema
Pelo bairro do mestre Vitalino
Pelo negro Zumbi,forte guerreiro
Padre Cicero Romão de juazeiro
Eu me orgulho de ser um nordestino


Pela "cosca" que o vento faz na mata
Pela festa dos peixes nos riachos
Pela lua de brilho cor de prata
Pelo solo da harmônica de oito baixos
pela voz do saudoso sabiá
Pela fé que jamais se acabará
Pelo mar sempre verde e cristalino
E por Deus que ao me dar aquele chão
me fez forte me deu disposição
Eu me orgulho de ser um nordestino


Pela luta da jente sertaneja
Pelos póbres, porém trabalhadores
Pelo sol caprichioso que despeja
Sobre nós os seus raios multicores
Por Caetano,Betânia,Gil e Gal
Patativa, Capiva, Dorival
Chico, Zé, Pedro, Antônio, Severino
Juvenal, Ariano, Jorge Amado
E outros tantos Brasil muito obrigado
Eu me orgulo de ser um nordestino.

Autor: Moreira de Acopiara