21 de outubro de 2007

Ele se comporta como uma mulher

Residente em Tangará da Serra há muitos anos, este homem se veste, fala, anda e se comporta como se fosse uma mulher. Mas afinal, quem é essa pessoa - flagrada pelas lentes deste Blog na última sexta-feira (19) pedalando sua bicicleta na rodovia de acesso à Universidade Estadual de Mato Grosso, campus local?

Mais imagens aqui

Obra de Machado de Assis inspira estudante de Tangará




Poema: Dom Casmurro

Bentinho era um menino
Que cresceu rápido demais
Morava com sua mãe
Porque não tinha o pai.

Sua mãe queria
Que ele fosse padre
Mas o que ele queria mesmo
Era ser um pai de verdade.

Ao encontrar Capitu
Ele queria se casar
Para que viesse
O seu sonho realizar.

Com o passar do tempo
Bentinho se casou
Com a dona Capitu
Por quem se apaixonou.

Depois que teve um filho
Começou a desconfiar
Que o filho não era dele
Mas, sim de seu amigo Escobar

Trabalho produzido no projeto “Expressões Literárias”

Autora: Eveline Kaline da Silva
7ª série A Língua Portuguesa
Profª Arquieli Cristina Pires
“C.M.E.F. Antenor Soares” 2007.

Poetisa escreve sobre problemas na escola


Poema: A droga da obediência

Dentro de uma escola
Algo estranho acontecia
Atentos a toda hora
Alguns alunos percebia.

Esse grupo de adolescentes
Resolveu a se reunir
Pois alunos inocentes
Começaram a sumir.

“Os Karas” nome do grupo
Começaram a investigação
Desse crime tão bruto
Foram falar com a direção.

Não foram bem atendidos
Começaram a desconfiar
Que estivesse envolvido
O diretor escolar.

Foi então denunciado
Pelos crimes de seqüestro
O diretor foi condenado
E o grupo em segredo obteve sucesso.

Agindo com coragem
Os jovens deram exemplos
Que as maldades e sacanagens
Se descobrem com o tempo.

Trabalho produzido no projeto “Expressões Literárias”.

Autora: Julie Ane do Nascimento
7ª série A - língua Portuguesa
Profª: Arquieli Cristina Pires
“C.M.E.F.Antenor Soares” 2007.

Novos talentos poéticos de Tangará da Serra


Julie Ane do Nascimento
Eveline Kaline da Silva

Poema: A mão e a luva

Estevão de um
grande amor sofria;
Mas ela de nada sabia,
E seu amigo dele sorria.

Guiomar moça rica
Vários pretendentes
A ela cabia.
Mas seu coração a
Nenhum deles pertencia.

Mas um dia,
seu coração se abriu
E por Luis Alves
Se apaixonou
Esse era aquele que um dia
De seu amigo zombou.

Duas almas se completaram
Como vinho e a uva,
Luis Alves e Guiomar,
São como a mão e a luva.

Trabalho produzido no projeto “Expressões Literárias” da C. M. E. F. ANTENOR SOARES em Tangará da Serra - MT

Autora: Julie Ane do Nascimento
7ª série A - Língua Portuguesa.
Profª Arquieli Cristina Pires.

O Que é, o Que é?

Eu fico com a pureza das
respostas das crianças:
É a vida! É bonita e é bonita!
Viver e não ter a vergonha de ser feliz,
Cantar, e cantar, e cantar,
A beleza de ser um eterno aprendiz.
Ah, meu Deus!
Eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será,
Mas isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita!
E a vida?
E a vida o que é, diga lá, meu irmão?
Ela é a batida de um coração?
Ela é uma doce ilusão?
Mas e a vida?
Ela é maravilha ou é sofrimento?
Ela é alegria ou lamento...

Autor: Gonzaguinha