16 de novembro de 2007

Sanguessugas do RN cara a cara com o MPF

O jornalista Carlos Santos, Mossoró (RN), informa em seu blog que os sanguessugas de lá estão comendo o pão que o diabo amassou e não quis comer.

O inferno ardente tenta consumir o ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB).

O presidente da Câmara Municipal, vereador Júnior Escóssia (DEM), foi detido quando estava em sua residência.

A Câmara chegou a ser invadida pela polícia.

Olha só o estrago que os Vedoin de Mato Grosso causaram pelo Brasil afora!

‘Infiéis’ de MT estão recorrendo ao TRE

O Diário de Cuiabá informa que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebeu dois pedidos que agora invertem a situação de políticos “infiéis”: dois vereadores de Sinop, Mauro Garcia e Valdemar Slobodzian, requereram à Corte a emissão de uma declaração de desfiliação por justa causa.

Na prática, o objetivo é assegurar o abono aos motivos pessoais à saída do PPS ante a investida pela cassação de mandatos arquitetada pelo partido.

Os dois pedidos constam nos 17 requerimentos protocolados esta semana no TRE.

Os vereadores também estão na relação dos alvos do PPS regional.

Valdemar e Garcia deixaram oficialmente a legenda rumo ao PMDB nos dias 25 e 29 de setembro de 2007, conforme aponta o partido, fora do prazo arbitrado de 27 de março para enquadrar os casos de infidelidade partidária.

Já pensou se a nova moda pega?

Censo aponta queda no número de alunos na rede pública de MT

Dados preliminares do censo escolar, divulgado no Diário Oficial da União, na última quarta-feira, apontam redução de matrículas no sistema público de ensino este ano, de, aproximadamente, 8%.

São 66 mil alunos a menos nas escolas públicas do Mato Grosso.

O censo aponta a existência de 781.895 matriculados, sendo que em 2006 foram informadas 848.009 matrículas.

A diferença é devido a qualidade da informação prestada na coleta de dados, utilizado pela primeira vez em 2007 em todo Brasil.

Comerciantes e fazendeiros presos pela PF em Mato Grosso

As cidades de Primavera do Leste, Sorriso e Rondonopólis, estão tomadas nesta sexta-feira pela Polícia Federal.

Até agora, 14 contrabandistas já foram presos. Mas ainda falta um chefão.

Os detidos, inclusive comerciantes e fazendeiros, são acusados de contrabandear agrotóxicos, cigarros, pneus e produtos eletrônicos.

A operação Ceres poderá bater às portas de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis e Sapezal, cidades do médio norte do Mato Grosso.