30 de novembro de 2007

Ex-secretário de Educação cursará Odontologia em 2008

Graduado em Educação Física, o ex-secretário de Educação e Cultura de Tangará da Serra, professor José Paulo de Jesus, voltará aos bancos universitários no primeiro semestre letivo de 2008.

O professor acaba de ser aprovado no vestibular para o curso de Odontologia nas Faculdades Unicen.

É pensamento dele, mudar de profissão a partir de 2012. Tangará o verá vestido de jaleco branco e não mais com giz e esponja em mãos.

Toca para frente nobre amigo!

Ministério do Trabalho libertou 88 "escravos" este ano em MT

Ações de fiscalização do Grupo Móvel de Combate ao Trabalho Escravo já libertaram de janeiro até agosto, 88 trabalhadores que viviam em situação análoga ao trabalho escravo em Mato Grosso, número inferior ao obtido em 2006, quando foram localizados e resgatados 444.

Nesse período, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego, foram pagos R$ 318,545 mil em indenizações.

Este ano, cinco operações foram realizadas no Estado e no ano passado, 11 operações, 21 fazendas fiscalizadas, 241 trabalhadores registrados, 444 libertados e 328 autos de infração lavrados.

Mato Grosso é o segundo no ranking brasileiro, após o Pará.

O mais agravante é que até hoje, nenhum fazendeiro no MT ou mesmo no Brasil foi preso por submeter um ser humano a condições degradantes de trabalho, semelhantes a escravidão.

Nem os patrões, nem os aliciadores, conhecidos como "gatos", que vão em busca dos trabalhadores em suas cidades de origem, prometendo uma vida melhor e salários decentes são punidos.

Essa vergonha precisa acabar.

Leia ainda: "Médicos são condenados por explorar trabalhadores em Alta Floresta" - aqui

Fonte: GD

Para refletir...

O Brasil perdoa dívidas de Guiné, Moçambique, Nigéria, Cabo Verde, Nicarágua, Cuba, Gabão, Bolívia. Mas alega não poder abdicar da CPMF. Por que é tão difícil predoar a "dívida" do seu próprio povo? Ou seja, diminuir a carga de nossas costas.

Charge do dia


Charge de Spon Holz. " Este é o retrato do avanço de nosso IDH". O resto é conversa fiada e enrolação dos governantes.