5 de dezembro de 2007

Desmatamento zero com respeito à biodiversidade e às populações locais


O Greenpeace lançou nesta terça-feira uma proposta inovadora para reduzir e, em última instância, zerar o desmatamento das florestas tropicais, ao mesmo tempo em que preserva a biodiversidade e respeita os direitos das populações locais.

A iniciativa foi divulgada em um evento paralelo da 13ª conferência da Convenção do Clima em Bali, e contou com a participação dos governos de Papua e Papua Barat, as províncias com maior área intacta de floresta na Indonésia.

Leia matéria completa aqui
Veja vídeo dos integrantes do Greenpeace em Bali
Fonte: Greenpeace

Comercial sobre a Amazônia exibido em TVs Européias e Norte-Americanas

Vejam este comercial, é assustador a maneira como tratam de um território que não pertence a nenhum outro país que não sejam aqueles onde ela está localizada.

A questão não é da irresponsabilidade de nossos governantes somente, mas também da forma injusta como é conduzida a política econômica mundial que nos transforma em um País cada vez mais miserável.

Se o mundo está realmente preocupado com o destino dessa imensa reserva deveria isto sim criar condições econômicas para que todos os países sul-americanos pudessem realmente ter condições de chegar aos patamares sociais encontrados nas nações que gostam de tecer críticas.

Saiba quais deputados federais perderam os mandatos em Mato Grosso

Pedro Henry seria o quarto deputado federal mato-grossense a ser cassado nos últimos 20 anos. Três já perderam mandato, um por compra de votos, outro por quebra de decoro e outro por simplesmente ter assinado um documento garantindo que não seria candidato e, depois, recuou.

Itsuo Takayama (PTB) envergonhou o país. Em 90, ele concorreu a federal pelo PFL. Teve 12,6 mil votos e ficou na segunda suplência. Três anos depois, assumiu o posto de deputado com o licenciamento de Joaquim Sucena, que se tornou secretário da Casa Civil do governo Jaime Campos, e de Wilmar Peres, que assumiu a Prefeitura de Barra do Garças.

Já no PP, Takayama não ficou nove meses no cargo. Em dezembro de 93 foi cassado sob acusação de ter recebido dinheiro para migrar para o PSD.


Em 97, Augustinho de Freitas, de Rondonópolis, também foi cassado por ter firmado um acordo, durante a campanha eleitoral com o deputado Wellington Fagundes.

Ele assinou um documento, atestando que não seria candidato. De última hora, resolver ignorar o compromisso. Disputou e ganhou. Sua assinatura acabou custando o seu mandato.



Em 2003, Rogério Silva também perdeu o mandato. Foi um dos primeiros casos no país de cassação por compra de votos.

Fonte: RD

Brasil pedagógico cada vez pior

O Brasil piorou seu desempenho em leitura, mas foi um dos países que mais melhoraram em matemática no Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa), de 2006.

O exame, considerado o mais importante do mundo em educação, é realizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) a cada três anos.

Cerca de 400 mil alunos de 15 anos, de 57 países, fizeram a última prova.

Os resultados foram divulgados ontem em Bruxelas. Na semana passada, a entidade havia liberado apenas dados preliminares do exame de ciência.

A pontuação dos alunos brasileiros ficou em 393 e 370, em leitura e matemática, respectivamente.

A nota máxima registrada no Pisa foi de 707,9. Veja divulgação completa dos dados aqui

Fonte: Agência Estado e o Estado de S.Paulo

Biocombustível irá comprometer oferta de alimentos


A EFE divulgou nesta quarta-feira que especialistas fizeram um apelo para que o mundo desacelere o desenvolvimento de biocombustíveis e aumente os investimentos em agricultura para evitar graves problemas de alimentação.

De acordo com a agência, o diretor-geral do Instituto Internacional de Pesquisa sobre Políticas Alimentares (IFPRI), Joachim von Braun, teria declarado que o sistema mundial alimentar está com muitos problemas.

As questões em jogo estariam mais graves por ameaçar diretamente os mais pobres.

Leia mais aqui

Henry e Chica permanecem deputados

O deputado federal Pedro Henry (PP/MT) e a estadual Chica Nunes (PSDB/MT) permanecem na briga pela salvação de seus mandatos cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral no mês passado.

Ontem, o juiz José Zuquim Nogueira suspendeu liminarmente o efeito imediato do acórdão do TRE.

Zuquim suspendeu o efeito ao analisar um embargo declaratório apresentado por Chica. A decisão também contempla Henry.

Acusados de compra de votos, agora eles poderão recorrer da decisão exercendo os cargos.