26 de janeiro de 2008

Escândalos

O blog abre espaço mais uma vez para a poetisa tangaraense Rejane Tach.

Poesia

Teu escândalo e... uma
Catarse no peito
Sofrendo os horrores de converter
Teu medo em ... desfiladeiros de amor!

Nessas medidas vãs de amar-te
... a morte ao encanto
Arranca com violência algo daqui de dentro...

É meu peito inflamado...
Agora sereno...querendo adormecer
Numa tarde tranqüila
Na inércia farta, sem pressa
Dentro do universo do silêncio...