29 de janeiro de 2008

Troca de comando na Sinfra é a primeira de uma série

O secretário de Administração e Controle Interno de Tangará, advogado Ériko Suares disse nesta manhã ao blog que a troca de comando da Secretaria de Infra-estrutura na próxima quinta-feira é a primeira de uma série que acontecerá nos próximos dias. O empresário Clovis Batista será o substituto de Paulinho Porfírio.

25 mil camisinhas para os foliões de Tangará

A Secretaria de Saúde de Tangará da Serra distribuirá no decorrer do 'carnaval folia e paz na terra dos Tangarás', 25 mil camisinhas para os foliões. O número considerado suficiente, será entregue nas proximidades da praça dos Pioneiros, Quartel General da festa de Momo. Poderiam ser distribuídas também a pílula do dia seguinte. Assim, a moçada brincaria a festa com muito mais segurança. Mas quem sabe no próximo ano?

Apenas quatro blocos no carnaval?

Apenas quatro blocos carnavalescos se inscreveram para participar no "carnaval folia e paz na terra dos Tangarás". Informação passada pelo Departamento de Cultura do Municípío. O que houve para desmotivar tanto assim aos foliões?

Novo comandante para o Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra

O comandante do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra, coronel BM Valmil Borges, será substituído dentro de poucos dias por determinação do Comando-geral da corporação estadual.

Já é certo que para assumir o posto ainda ocupado por ele, virá para o Município o major BM Átila Vanderlei da Silva.

Vereador com prazo para decidir entre a Câmara ou emprego no BB

O site do Ministério Público Estadual de Mato Grosso informa que a Promotoria de Justiça de Guiratinga (MT) notificou o presidente da Câmara Municipal, Ozéas Pondé Dias e o vereador Juvercy Alves Gonçalves Júnior.

Motivo: regularizar a situação do parlamentar Juvercy, junto ao Legislativo Municipal, pelo fato dele ter sido aprovado em concurso para ingresso no Banco do Brasil em Santo Antonio do Leste (MT), distante 380 km de seu Municipío.

Segundo o promotor de Justiça Deosdete Cruz Júnior, por haver incompatibilidade entre o exercício do mandato eletivo e o emprego na sociedade de economia mista, em razão da distância entre os municípios, o vereador deve optar pelo afastamento do cargo ou suspensão do contrato de trabalho junto ao Banco.

A notificação recomendatória foi entregue nesta Segunda-feira (28) e o prazo para comunicação da decisão é de 48 horas.

Lei municipal que institui 'pensão de mercê' é inconstitucional

Leis municipais que instituem o benefício de 'pensão de mercê' a pessoas pré-determinadas ferem princípios constitucionais e ofendem o tratamento isonômico que deve ser dispensado a todos pelos entes políticos, o que torna imperativa a cessação de tais benesses.

Com esse entendimento, a Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso confirmou, por unanimidade, sentença de Primeira Instância que declarou a inconstitucionalidade das leis municipais que instituíram pensões a favor de quatro pessoas em Várzea Grande, e determinou o cancelamento dos respectivos pagamentos (reexame necessário de sentença nº. 88261/2007).

'Pensão de mercê' é o tipo de benefício concedido pelo gestor municipal a pessoas predeterminadas, de acordo com sua própria vontade, em afronta aos princípios da Administração Pública e da Constituição.

Colação de Grau na Unemat

A Universidade do Estado de Mato Grosso, campus de Tangará da Serra, realiza no próximo dia 14, solenidade para colação de grau. Na oportunidade mais de cem universitários receberão diplomas de conclusão de curso superior.

Esporte Clube Tangará contrata novo técnico

A diretoria do Esporte Clube Tangará demitiu no inicio desta semana o técnico da equipe Paulo Roberto.

A alegação é que ele não se mostrou simpático com a imprensa local e teria dito que logo após o jogo com o Luverdense, na noite do último sábado, deixaria seu posto.

Na tarde desta segunda-feira, o Esporte Clube Tangará contratou o treinador Carlos Antonio Dumont, mais conhecido como Cacau, para substituir Paulo Roberto.

PT não aceitaria convite do prefeito de Tangará

Presidente do Partido dos Trabalhadores de Tangará da Serra, o professor Gilcélio Peres disse em entrevista coletiva nesta segunda-feira que ninguém de seu partido foi cogitado para assumir o comando da Secretária Municipal de Educação e Cultura.

Reafirmou ainda que embora tenha mantido postura amistosa com o prefeito Júlio César Ladeia, sempre foi oposição.

Peres disse que o chefe do executivo além de nunca ter convidado o partido para participação no Governo, mesmo que convidasse não aceitaria o convite.

O Partido dos Trabalhadores de Tangará da Serra espera firmar alianças com PDT, PMDB, PSB, PC do B e PP, para lançar candidatura própria.

Charge do Dia

Trabalho artístico de Pissardini publicada nesta terça originalmente no A Charge Online. É lamentável que a situação tenha chagada neste estágio.

Maggi tenta pôr fim à crise e até despachará da Sema

O jornal A Gazeta de Cuiabá destaca em sua edição desta terça-feira que decidido a contornar a crise motivada pelos alarmantes índices de desmatamento em Mato Grosso, o governador Blairo Maggi (PR) decidiu despachar hoje pessoalmente na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

O encontro com servidores e secretários começa às 9h e será o primeiro do gênero neste segundo mandato.

Maggi se reunirá com o secretário Luís Henrique Daldegan e servidores ligados ao Sindicato dos Servidores da Sema.

Ouvirá pedidos para que mude o organograma da pasta, invista mais no quadro de funcionários efetivos e aumente o orçamento da Secretaria.

NOTA: Mesmo assim não creio em bônus positivos dos organismos nacionais e internacionais para clareamento da negativa imagem do Mato Grosso, por causa dos seus muitos crimes ambientais.

Governadores e prefeitos querem revisão de dados do desmatamento

O jornal Estado de São Paulo publica nesta terça-feira matéria informando que os governadores de Mato Grosso e Rondônia e prefeitos de 19 municípios mato-grossenses vão pedir ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) uma revisão completa dos dados históricos sobre o desmatamento na Amazônia.

O pedido é uma reação à notícia de que as taxas publicadas pelo Inpe em 2007 estavam superestimadas, como revelou o Estado na edição de domingo.

Conheça o teor do relatório AQUI