9 de março de 2008

Pela sobrevivência, até que ponto chegou a PM de Mato Grosso

Lamento profundamente o fato dos nossos policiais ganharem um salário miserável pelo trabalho que exercem em Mato Grosso.

Nos envergonha também o fato de policiais serem "liberados" para fazer "bicos" em dias de folga, quando na verdade, deveriam descansar para amização do estresse próprio do trabalho policial.

Leia matéria completa aqui

Charge do Dia

Trabalho artístico de Duke publicado neste domingo no jornal O Tempo. Também penso assim meu caro chargista.

Bolsa-família não está resolvendo problema da evasão escolar

Tangará Repórter divulgou agora a pouco notícias dando conta que o problema da evasão escolar não está sendo resolvido apesar dos esforços do governo federal através do programa bolsa-família.

"O mais importante programa social do governo Lula, o Bolsa-Família, atende hoje quase um quarto da população do País (45,8 milhões), mas não está conseguindo cumprir um de seus principais objetivos: fazer com que as crianças completem ao menos os oito anos do ensino fundamental.

Cruzamento de informações feito pelo Estado, com dados dos Ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação, revela que nos 200 municípios onde há mais famílias dependentes do Bolsa-Família a evasão escolar, contando os abandonos da 1ª a 8ª séries, cresceu entre 2002 e 2005". Leia mais sobre o assunto aqui

Webleitores brindam Diário de Tangará com 30 mil visitas

Nossa gratidão sincera a todos os cidadãos e cidadãs do mundo que vêm contantemente acessando este blog.

Graças a você webleitor, webleitora, ultrapassamos a casa das 30 mil visitas.

Continue acessando e mantendo-se ainda mais informado, informada.

Da Redação

PT, SINTEP, Saguás, Blairo e Lula são a mesma coisa agora

Se os mais de 30 mil profissionais da Educação de Mato Grosso antecipadamente já sabem que não terão reajuste salarial em 2008, por que então, mesmo assim, pensam em deflagar paralização nos dias 14 e 15 próximos?

Parar só por parar? prejudicando com isso ainda mais nossos aprendentes?

Governo do Estado e Secretaria de Estado da Educação já informaram que no ano em curso os investimentos beneficiarão apenas o setor infraestrutural das unidades escolares.

É prego batido e ponta virada.

Por isso mesmo imagino que essa briga entre o sindicato que representa a categoria e Educação estadual não redundará em nada.

A não ser em prejuízos para a nossa já sofrida classe estudantil.

Disse isso bem antes a vocês. A nomeação do deputado estadual Ságuas Moraes de Souza para a Secretaria de Estado da Educação foi a maneira mais inteligente do governador Blairo calar a boca do então barulhento SINTEP.

Agora, não há mais porque lamentar pelo leite derramado.

Melhor mesmo seria se os dirigentes do SINTEP assumissem esse entendimento, parando de encomodar os profissionais em ativa, querendo a todo custo levá-los para um movimentar de paralização sem força e sem sentido.

Vocês do Partido dos Trabalhadores e do SINTEP aceitaram a nomeação do deputado que lhes representava numa secretaria de governo.

De maneira que PT, SINTEP, Saguás, Blairo e Lula são a mesma coisa agora.

Então, que contradição maior poderia existir mediante tal verdade?

Baixem a bola! A paralização não passará de hipocrisia e manobra para envolver os menos avisados. E sobretudo, prejudicar nossos alunos.

Como profissional da Educação que sou, sou contra a paralização e convido meus colegas pensadores a não enbarcarem nessa canoa furada. A canoa da ilusão.

Neste momento, prefiro permanecer do lado dos meus alunos.

Professores realizam Marcha da Indignação em Portugal

A situação da educação em Portugal está deixando muito a desejar. Imagina que num território Europeu, de primeiro mundo, como os portugueses estufam o peito para dizer, profissionais do ensino estão revoltados, principalmente com as autoridades que governam o País.

Veja o que o Correio da Manhã (Portugal) publica na edição deste domingo:

“Está na hora, está na hora, de a ministra ir embora”, foi a melodia de fundo da ‘Marcha da Indignação’, que, ao longo de mais de três horas, encheu as ruas de Lisboa, do Marquês de Pombal ao Terreiro do Paço.

As palavras de ordem foram repetidas por novos e velhos, famílias inteiras unidas pelo descontentamento.Além do negro na roupa, os cartazes empunhados não pouparam críticas.

Com uma maior ou menor dose de humor – “Novas Oportunidades, por favor, demitam-se” ou “Quem avalia a ministra? Hoje somos mais de 50 mil” –, muitas foram as frases dirigidas. (Texto do Correio da Manhã). Leia mais aqui

Dez vezes o mesmo e-mail? Assim ninguém aguenta...

Uma suposta assessora do deputado estadual Wagner Ramos encaminha para meu e-mail, notícia sobre uma suposta ação do tal parlamentar.

Isso é comum. Diariamente recebo e-mail de políticos do Brasil inteiro. Todos com bastante sabedoria no trato com este blogueiro.

O que diferencia o e-mail da suposta assessora de Ramos é que ela me enviou 10 vezes o mesmo conteúdo.

Imagino que isso seja por pura falta de sabedoria ou talvez por pensar que eu seja um idiota.

Por cuja razão, respondi um desses e-mails dizendo:

"Prezada Adriana,

Não entendi o motivo de ter me encaminhado 10 vezes texto enfocando ação de Wagner Ramos.

Por isso, não lerei o texto e nem publicarei uma só linha sobre o que encaminhou para meu e-mail.

Em tempo: Todos nós de Tangará da Serra temos no Wagner o cúmulo da inutilidade.

Passe bem e não precisa se esforçar tanto da próxima vez para me informar sobre esse cidadão".

Dorjival Silva
Professor e jornalista