7 de abril de 2008

Quem matou esta menininha linda?

Quem matou esta menininha linda?

Wagner Ramos teria chutado o "pau da barraca"

Um jornal de Tangará da Serra divulgou em sua edição desta segunda-feira, 07, que o deputado estadual Wagner Ramos teria se desligado do grupo político que o ajudou em sua eleição.

Segundo o noticioso, o parlamentar teria rompido com seu padrinho político, governador Blairo Maggi (PR), engenheiro Clóvis Batista, grande colaborador de sua campanha e com o prefeito e presidente do PR local, Júlio César Ladeia.

A notícia está sendo o principal assunto do dia. Não se fala noutra coisa em Tangará da Serra.

Como se não bastasse o rompimento do deputado com seus padrinhos políticos, Wagner, segundo o Jornal, ainda estaria de malas prontas para viajar para os braços de um dos principais grupos de oposição do Município.

O Partido Progressista (PP) da ex-prefeita Ana Monteiro de Andrade seria o novo ninho do deputado a partir de uma reunião ocorrida na casa dela na sexta-feira passada.

O Jornal destaque que Wagner estaria se juntando ao grupo que enfrentará o prefeito Júlio César nas urnas nas eleições de outubro, porque nunca lhe deram valorização nenhuma.

Embora tenha tentado, não localizei o parlamentar para confirmar essas informações.

Mais de 1,7 mil bêbados dirigindo diariamente em Cuiabá

Crescente e preocupante o número de pessoas condutoras de veículos sob efeitos de algum de tipo de bebida alcóolica em Cuiabá, capital de Mato Grosso.

São pelo menos 1.760 alcoolizados ao volante diariamente. Os dados são de uma pesquisa divulgada neste domingo no Jornal A Gazeta.

Ouça o comentário que fiz sobre o assunto em meu programa de rádio desta segunda-feira.

Prefeito e vice renunciam e permitem que presidente da câmara assuma

O jornalista portiguar Carlos Santos destaca em seu Blog um fato dos melhores engenhados no mundo da política por aqueles que sonham em se perpetuar no poder.

O miraculoso fato político ocorreu semana passada no município de Governador Dix-sept Rosado (RN).

De uma só tacada, prefeito e vice-prefeito renunciaram seus cargos para o presidente do Legislativo Municipal assumir a chefia do Executivo.

O fato é interessante. LEIA O TEXTO DE CARLOS

"O prefeito Adail Vale (PSB) e o vice-prefeito Nelson Moraes (DEM), de Governador Dix-sept Rosado, renunciaram conjuntamente aos seus respectivos mandatos. A formalização do ato foi agora à noite, na Câmara Municipal.

Este Blog antecipou a notícia em primeira mão ainda ontem à noite (03/04/08). Os detalhes vieram em postagem na manhã de hoje, às 11h05 (veja mais abaixo).A renúncia dupla permitiu que o presidente da Câmara Municipal, Anaximandro Vale (PSB), filho de Adail, assumisse a prefeitura.

Assim, ele se viabiliza à sucessão municipal. Será o candidato governista a prefeito, nas eleições de outubro.Hoje, o município completa 45 anos de emancipação política. Em praça pública, o novo governante saúda a data com festa.

Algumas atrações musicais animam o povo e potencializam o seu nome de à prefeitura.A manobra arquitetada por Adail chegou a causar surpresa em meio-mundo de gente. Até bem pouco tempo, Moraes era um vice-prefeito dissidente, inclinado até ao apoio à adversária Lanice Ferreira (PMDB), pré-candidata a prefeito pela oposição. Ela elegeu-se em 2004, mas foi cassada por compra de votos.

O nome de Anaximandro, o "Anax", é uma alternativa encontrada pelo governismo para se tornar mais competitivo contra Lanice, vista como favorita ao pleito, numa eventual disputa contra Adail. A renúncia de Adail é uma exigência legal, para amparar a posse e eventual candidatura de Anax.

A Lei Complementar de 18 de maio de 1990, com base no Artigo 14 da Constituição, estabelece a normatização. Como Anax é parente em primeiro grau do prefeito titular, só esse ato de afastamento definitivo do pai não o torna inelegível. Se Adaíl continuasse na prefeitura, não poderia lançar o filho à sua sucessão".

Planeta água

Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...

Águas escuras dos rios
Que levam
A fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população...

Águas que caem das pedras
No véu das cascatas
Ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos...

Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d'água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão...

Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris
Sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas
Na inundação...

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra...

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água...(2x)

Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...

Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população...

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra...

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água...(2x)

Veja AQUI o vídeo-clip.