26 de maio de 2008

É pra rir ou pra chorar?

Letra e Música: Gabriel O Pensador

O Brasil proclamou sua independência, mas o filho do rei é que assumiu a gerência.
O povo sem estudo não dá muito palpite, e a nossa república é só pra elite.
(E quem faz greve o patrão ainda demite).

É pra rir ou pra chorar?

O Brasil aboliu a escravidão, mas o negro da senzala foi direto pra favela.
Virou um homem livre e foi pra prisão.

Só que a tal da liberdade não entrou lá na cela.
(E a discriminação ainda é verde e amarela).

É pra rir ou pra chorar?

O Brasil foi parar na mão dos militares, que calaram o povo no tempo da ditadura.
Torturaram e prenderam e mataram milhares, mas ninguém foi condenado pelos crimes de tortura.

(E tem até torturador lançando candidatura).

É pra ri ou pra chorar?

O Brasil conseguiu as eleições diretas, mas a gente que vota ainda é semi-analfabeta.
O Collor foi eleito e roubou até cansar.
O povo deu um jeito de cassar o marajá.
Mas ele não foi preso e falou que vai voltar!

É pra rir ou pra chorar?

O Brasil tem mais terra do que a china tem chinês, mas a terra tá na mão dos grandes latifundiários.

A reforma agrária, ninguém ainda fez.
Ainda bem que os sem-terra não são otários.
(E tudo que eles querem é direito a ter trabalho).

É pra rir ou pra chorar?

O Brasil tem miséria mas tem muito dinheiro, na mão de meia dúzia, no banco suíço.
O rico sobe na vida feito estrangeiro, e o pobre só sobe no elevador de serviço.
(E você aí fingindo que não tem nada com isso?)

É pra rir ou pra chorar?

O Brasil tem um povo gigante por natureza que ainda não percebe o tamanho dessa grandeza.
Sempre solidário no azar ou na sorte, um povo generoso, criativo e risonho.

Poderoso, e tem um coração batendo forte que põe fé no futuro do mesmo jeito que eu ponho.
E vai ter que ser independência ou morte. Um por todos, e todos por um sonho.

É pra rir ou pra chorar?
É pra rir ou pra voltar?
Pra seguir ou pra parar?
Pra cair ou levantar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra sair ou pra ficar?
Pra ouvi ou pra falar?
Pra dormir ou pra sonhar?
É pra ver ou pra mostrar?
Aplaudir ou protestar?
Construir ou derrubar?
Repetir ou transformar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra se unir ou separar?
Agredir ou agradar?
Pra torcer ou pra jogar?
Pra fazer ou pra comprar?
Pra vender ou pra alugar?
Pra jogar pra perder ou pra ganhar?
Dividir ou endividar?
Dividir ou individualizar?
É pra rir ou pra chorar?!

Democracia a preço de ouro

A preparação da estrutura para as eleições municipais de outubro deste ano deve envolver 2 milhões de mesários, mais de 15 mil técnicos da área de tecnologia da informação e 380 mil seções eleitorais. Para isso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima cerca de R$ 500 milhões em investimentos.

Político "petano"? Essa é nova e boa...

A revista Veja desta semana fala sobre uma nova espécie de político, o “petano”, sujeito que não é filiado ao PT nem ao PSDB mas admira algumas características dos petistas e elogia virtudes dos tucanos.

Parece praga.

Até aqui em MT observadores já detectaram vários exemplares de “petanos”.

Contas de prefeitos entram na pauta do TCE nesta terça

O Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso vai deliberar, nesta terça-feira (27), a partir das 8h30, sobre 32 processos.

As prefeituras União do Sul, Nova Mutum, Alto Garças e Indiavaí, a Câmara de Itaúba, a Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia, o Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial e o Fundo de Previdência de Rio Branco, terão as contas do exercício de 2007 analisadas pelos conselheiros. Está prevista, também, a apreciação do balanço anual de 2006 do Fundo Previdenciário do Estado de Mato Grosso.

A pauta de julgamento inclui ainda duas tomadas de contas, duas representações de natureza externa e denúncias envolvendo atos dos gestores de Cuiabá e Planalto da Serra.

Os conselheiros deverão apreciar também os processos de consultas formuladas pelo Tribunal de Justiça, Prefeitura de São José dos Quatro Marcos e União das Câmaras Municipais do Estado de Mato Grosso, além de 13 atos de aposentadorias e pensões.

PF fecha empresas de segurança em Mato Grosso

A Polícia Federal, em Mato Grosso, divulgou hoje o balanço da 'Operação Varredura', realizada entre os dias 19 e 24 de maio.

A operação foi desencadeada pela Delegacia Especializada em Segurança Privada – DELESP, visando coibir a prática clandestina da atividade de segurança privada, fiscalizar os estabelecimentos bancários, as empresas especializadas e as que possuem serviço orgânico de segurança privada. Leia mais aqui

Professores mantêm estado de greve e preparam mobilização

Os trabalhadores da rede estadual de ensino decidiram nesta segunda-feira (26) manter o estado de greve até a conclusão da primeira avaliação quadrimestral das receitas do Estado, marcada para o dia 10 de junho.

A proposta foi encaminhada pelo Conselho de Representantes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), neste final de semana, e votada em assembléia geral, hoje, na Escola Estadual Presidente Médici em Cuiabá.

Os trabalhadores definiram ainda a realização de manifestações na próxima reunião de avaliação das receitas, que ocorre no dia 10 de junho, a partir das 9 horas, na Seduc/MT, e elaboração de documento cobrando a implantação do maior “piso possível”.

Os professores vão colher assinaturas com o objetivo de pressionar o Poder Judiciário pela sentença de ação popular que exige a aplicação do IRRF na Educação.

A ação está na 4ª vara da Fazenda Pública, aguardando julgamento.

Feriado teve 28 acidentes e 13 feridos nas rodovias de MT

A Polícia Rodoviária Federal no estado de Mato Grosso apresentou agora pouco o balanço da Operação Corpus Christi 2008.

Foram registrados nas rodovias federais do estado, de 22 a 25 de maio de 2008 (período da operação) 28 acidentes, com 13 feridos e nenhuma morte.

Contribuíram bastante para os números acima, a imprudência dos motoristas, principalmente no excesso de velocidade e desrespeito à sinalização.

Radialista morto com cinco tiros em Tangará da Serra

Nesta segunda-feira (26) fui informado que o rapaz assassinado com cinco tiros de revólver na sexta-feira (23) no Distrito de Progresso, em Tangará da Serra, tratava-se de Itamar de Souza 34, um radialista bem conhecido de todos no Município.

Itamar foi locutor de uma rádio comunitária FM do Distrito e, mais recentemente, da Nova Horizonte FM – 98.9 da cidade de Tangará.

Era um radialista ainda em fase de aprendizado, mas já comunicava muito bem com seus ouvintes do final da noite – horário de seu romântico programa.

Sobre a morte dele, a polícia civil está trabalhando com uma hipótese de que tenha havido acerto de contas.

Quando foi abatido Itamar estava deitado de bruços em sua cama e recebia uma massagem de uma irmã de sua esposa, enquanto esta se encontrava na cozinha da residência.

O criminoso o acertou por uma fresta na janela do quarto de dormir onde estava.

Juiz determina que prefeito de Cuiabá tire propaganda do ar

Wilson Santos: prefeito de Cuiabá

Neste sábado (24) assistia a um programa de televisão quando uma propaganda divulgada me chamou a atenção seriamente.

Nela aparecia um jovem informando que estava fazendo um cursinho patrocinado pela Prefeitura de Cuiabá.

Apelando mais ainda o dito jovem perguntava para outro o porquê dele também não estar fazendo o mesmo.

O outro respondeu que não faria o cursinho pré-vestibular por faltar-lhe dinheiro para pagar as passagens do ônibus.

Neste instante, o personagem principal do VT dá o “tiro de misericórdia” informando que o rapaz poderia também fazer o pré porque todas as despezas seriam pagas por “WILSON SANTOS – o prefeito do PSDB”.

Na hora fiquei indignado. E perguntei a minha esposa: Será que as autoridades da Justiça Eleitoral não estão vendo que isso na prática chama-se propaganda política extemporânea?

Ela concordou comigo. Não foi difícil para entendermos que a propaganda era ilegal, portanto, um atentado à nossa capacidade de raciocínio. E ao processo democrático, claro.

Que bom que nesta tarde de segunda-feira (26) o juiz da 37ª zona eleitoral de Cuiabá, Rondon Bassil Dower Filho, determinou que o prefeito Wilson Santos e o diretório municipal do PSDB cessem no prazo de 24 horas as veiculações da tal propaganda.

O prefeito e o partido deverão ser notificados oficialmente da decisão nesta terça-feira (27) pelo cartório da 37ª ZE.

Além de cessarem a veiculação da propaganda irregular os representados também terão o prazo de 48 horas para apresentarem defesa.

Mais um assassinato em Tangará da Serra

A criminalidade avança em Tangará da Serra.

Mas um final de semana sangrento.

Um homem foi assassinado na última sexta-feira (23) em sua residência no Distrito Progresso, distante 12 km da cidade.

O criminoso ainda se encontra foragido.

A violenta morte, com cinco disparos de revólver, vem apenas confirmar o que tenho dito.

Tangará da Serra não tem mais uma população tranquila.

A situação é periclitante.