28 de maio de 2008

Pega ladrão

Letra e Música: Gabriel O Pensador


Pega ladrão! No governo!
Pega ladrão! No congresso!
Pega ladrão! No senado!
Pega lá na câmara dos deputados!
Pega ladrão! No palanque!
Pega ladrão! No tribunal!
É por causa desses caras que tem gente com fome, que tem gente matando, etc e tal.

Pega, pega!
Pega, pega ladrão!!
Pega, pega!
Pega, pega ladrão!!
Pega, pega!
Pega, pega ladrão!!
A miséria só existe porque tem corrupção.
Pega, pega!
Pega, ladrão!!
Pega, pega!
Pega, pega, ladrão!!
Pega, pega!
Pega, pega ladrão!!
Tira do poder!
Bota na prisão!!

E você, que é um simples mortal, levando uma vidinha legal, alguém já te pediu um real? Alguém já te assaltou no sinal?
Você acha que as coisas vão mal?
Ou você tá satisfeito? Você acha que isso é tudo normal?
Você acha que o país não tem jeito?
Aqui não tem terremoto, aqui não tem vulcão.
Aqui tem tempo bom, aqui tem muito chão.
Aqui tem gente boa, aqui tem gente honesta, mas no poder é que tem gente que não presta.
"Eu fui eleito e represento o povo Brasileiro.
Confie em mim que eu tomo conta do dinheiro".

Refrão

Tira esses malandro do poder executivo!
Tira esses malandro do poder judiciário!
Tira esses malandro do legislativo!
Tira do poder que eu já cansei de ser otário!
Tira esses malandro do poder municipal!
Tira esses malandro do governo estadual!
Tira esses malandro do governo federal!
Tira a grana deles e aumenta o meu salário!
- Tá vendo esta mansão sensacional? Comprei com o dinheiro desviado do hospital.
- E o meu cofre, cheio de dólar? É o dinheiro que seria pra fazer mais uma escola.
- Precisa ver minha fazenda! Comprei só com o dinheiro da merenda!
- E o meu filhão? Um milhão só de mesada! E tudo com o dinheiro das criança abandonada.
- E a minha esposa? Só não me leva à falência porque eu tapo esse buraco com o rombo da previdência.
- Vossa excelência... Ce não viu meu avião! Comprei com uma verba que era pra construir prisão!
- E a superlotação?
- Problema do povão! Não temo imunidade? Pra nós não pega não.

Refrão

A miséria só existe porque tem corrupção.
Desemprego só aumenta porque tem corrupção.
Violência só explode porque tem tanta miséria e desemprego.
Porque tem tanta corrupção!
"Todos que me conhecem sabem muito bem que eu não admito o enriquecimento do pobre e o empobrecimento do rico!"
E você, que nasceu nesse país.
E que sonha e que sua pra ser feliz.
Você presta atenção no que o candidato diz?
Ou cê vota em qualquer um, seu babaca?
E depois da eleição, você cobra resultado?
Ou fica aí parado, de braço cruzado?
Cê lembra em quem votou pra Deputado?
E quem você botou lá no Senado?

Refrão

Prefeitura gasta R$ 1.5 milhão com imprensa nos últimos três anos

Vereador Celso Ferreira (DEM) disse em sua fala no pequeno expediente da última sessão ordinária da Câmara Municipal de Tangará da Serra que a prefeitura local gastou R$ 1.570.000,00 com a “imprensa” nos anos de 2005, 2006 e 2007.

A fala de Ferreira aconteceu na segunda-feira (26), mas só chegou ao conhecimento da população tangaraense nesta noite por meio do programa de televisão da própria Câmara exibido pela TV Vale (Rede Record).

Imprensa? Ou alguns privilegiados veículos de comunicação? Conheço alguns desses que prestaram relevantes serviços ao município divulgando o que era do interesse do executivo e posso garantir que receberam por pagamento apenas merrecas.

Agora, não posso duvidar que dois ou três desses veículos tenham abocanhado mais de 70% ou 80% do montante apontado por Ferreira.

Pelas melhorias estruturais que os tais veículos ostentam só poderiam ter ganhado mesmo de forma honesta, claro, uma boa grana da prefeitura de Tangará no citado período.

Lamento, porém, que pelo menos um veículo de comunicação de Tangará da Serra ainda tenha saldos a receber referentes ao ano de 2007.

Os responsáveis pela quitação dos débitos relacionados à publicidade e propaganda com a tal empresa, sequer informam quando pagaram a conta. Coisa feia.

Empresário tangaraense investirá quase meio milhão em construção de garagem

Loja é construída na esquina da Avenida Brasil com a rua 26, na área central da cidade. Com quatro pisos, Caragem será uma das mais modernas do Estado de Mato Grosso. Terá espaço para pelo menos 90 veículos em exposição.
Rubens Sturm acredita que seu projeto é ousado para Tangará da serra. Mas, valerá o investimento em nome de sua grande clientela. A PINGO VEÍCULOS chega a comercializar até 40 carros semi-novos por mês em uma pequena estrutura. Com a nova Loja, o proprietário acredita que algo novo aconteça. O final da obra é previsto para 180 dias.

Ciretran ruim está causando prejuízos a Tangará da Serra

As péssimas condições infra-estruturais da CIRETRAN de Tangará da Serra está motivando enormes perdas de impostos oriundos do IPVA para o Município.

Como todo cidadão consciente sabe, 50% de toda arrecadação do IPVA caem nos cofres do Município onde um veículo é emplacado.

O problema em xeque é que um baixo número de veículos está sendo licendiado em Tangará da Serra. Já é certo que maioria absoluta faz essa legalização nas Ciretrans dos municípios vizinhos.

Um dono de garagem disse a este blog que por falta de bom atendimento e estrutura básica da CIRETRAN de Tangará, prefere levar seus veículos para regularização em Nova Olímpia.

Nesta quarta-feira (28) o professor Elídio Vagner, coordenador do Programa de Consciência Fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda, apresentou os últimos números referentes a arrecadação.

Confira:

Arrecadação por ano e seus respectivos valores

A tabela mostra claramente como licenciamentos vêm sendo realizados fora de Tangará da Serra.

Vejam que o acréscimo da arrecadação do ano de 2006 para 2007 é de apenas R$ 12.873.61.

Com a quantidade de veículos adquirida pelos tangaraenses de um ano para outro e mais os que vêm de fora para o Município, não é difícil perceber que algo está errado.

Ou seja: O dinheiro do IPVA que deveria ficar em Tangará da Serra está indo para outros municípios e estados brasileiros.

A Secretaria de Fazenda que mudar essa realidade.

Tangará Repórter entra com nova página no próximo sábado

O portal de notícias Tangará Repórter permanecerá fora do ar até o próximo sábado, dia 31.

Quando retornar estará de cara nova. Completamente modificado. Um portal dos mais modernos do Mato Grosso.

Essa mudança será um brinde de vitória aos webleitores do Brasil e do Mundo pelos mais de 1,3 milhões de visitas nos seus 3,3 anos que está no ar.

Peço desculpas aos amigos explicando que essa saída do ar é por questões técnicas.

Educação resolveria os problemas do trânsito de Tangará da Serra

As propagadas melhorias no Trânsito de Tangará da Serra, na verdade, não passam de ações paliativas.

A guarda municipal exerce uma função que não passa de um faz-de-conta.

As novas rotatórias em pontos críticos da cidade não passam de adereço. Apenas estão deixando a cidade mais bonita. Por outro lado, trazendo também inúmeros transtornos para condutores de veículos.

Trânsito não é feito apenas com guarda municipal, rotatórias, faixas de pedestre e sinaleiros.

É feito sim, com EDUCAÇÃO.

Falando como pedagogo, não entendo como uma cidade do porte de Tangará da Serra despreza tanto o que digo neste espaço e em meu programa de rádio.

Uma cidade com cerca de 80 mil almas não tem um projeto didático-pedagógico sequer abordando e praticando o assunto em questão.

Nesta cidade prefere-se investir no paliativo.

Por isso mesmo os índices de vítimas do trânsito nunca param de crescer.

A propósito, me coloco à disposição para colaborar com a postada questão.

TRE cassa mandatos de mais três vereadores no MT

Wanderley Campagnoni, do PR de Brasnorte, José Luiz Bortolo, do PR de Primavera do Leste, e Francisco Ferreira Leite, hoje filiado ao PSDB do município de São José dos Quatro Marcos perderam os respectivos mandatos de vereadores ontem à noite, por causa de infidelidade partidária.

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso tem uma enorme lista de casos de infidelidade partidária em mãos para julgar.

Sendo mantido o ritmo de trabalho do TRE e com a perspectiva que vem adotando, acredito a maioria dos denunciados deve mesmo perder os mantados que ocupam.

Delegado preso em operação volta a atuar em Sapezal

Depois de sete meses afastado da função, o delegado Richard Damasceno assume nos próximos dias a delegacia de Sapezal.

Preso na operação Arrego, no dia 16 de outubro de 2007, o delegado ficou preso até janeiro. Quando deixou a prisão, cumpriu uma suspensão de 120 dias.

Logo em seguida tirou licença médica, a qual vence amanhã.

Com isso, o delegado vai voltar à atividade.

A portaria que define a transferência do delegado de Sinop, onde atuava quando foi preso, para Sapezal, já está pronta.

Prefeitura de Sinop obrigada a pagar adicional de insalubridade a gari

Um gari de Sinop (MT) obteve o direito de receber adicional de insalubridade.

O entendimento é da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que aceitou recurso.

A prefeitura da cidade não queria pagar o benefício porque não existe decreto que regulamente o pagamento da gratificação por exercício atividade insalubre ou perigosa no âmbito da administração municipal.

O desembargador, Donato Fortunato Ojeda, em sua decisão determinou o pagamento do adicional de insalubridade a partir de janeiro de 2000, corrigido monetariamente, acrescido de juros de mora a partir da citação, por se tratar de gratificação de caráter alimentar.

O adicional de insalubridade foi fixado em 30% do salário a contar de janeiro de 2000.

Pergunto: como esta questão em Tangará da Serra? Alguém por gentileza poderia me responder?

Legislativo de Tangará com site desatualizado

O portal de notícias da Câmara Municipal de Tangará da Serra foi atualizado pela última vez no dia 22 de abril.

Estou com saudades das notas publicadas pelo jornalista-assessor de imprensa dessa Casa de Leis, Lauro Vacari.

Lauro é inteligente e sabe escrever e suas notas estão nos fazendo uma falta danada.

Patrocínio em cabines de votação não é autorizado

A divulgação de marcas empresariais nas cabinas de votação não foi permitida pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral.

A decisão foi unânime.

A oferta levava em conta o fato de que um patrocínio reduziria os custos da aquisição dos suprimentos para a realização das eleições municipais.

Para as eleições de 2008 serão adquiridas 237 mil cabinas convencionais e cinco mil cabinas dobráveis (para regiões de difícil acesso), a um custo total de R$ 675 mil.