1 de junho de 2008

Adolescente que estudava no IPES teria cometido suicídio

Esperei exaustivamente que alguém da imprensa local ou regional comentasse sobre o suicídio de uma adolescente evangélica, aluna do colégio Presbiteriano (IPES) de Tangará da Serra.

Como o fato aconteceu há mais de 60 dias e ninguém falou ou escreveu nada, este Diário registra a lamentável notícia sem se ater aos detalhes.

Chegou ao nosso conhecimento que uma bela adolescente, aluna do ensino médio desse respeitável colégio tangaraense, teria posto fim à vida fazendo uso de dose exagerada de remédios para apressar o emagrecimento.

Teria sido inspirada em sites que mostram meninas com tendência suicida.

Só estou registrando esse assunto por não ter entendido o porquê de tanto esforço para encobrir algo tão sério.

Uma menina aluna do IPES/Tangará cometeu suicídio e ninguém falou nada? Por quê?

Minc e Maggi cara à cara

O novo ministro do Meio Ambiente disse antes de sua posse que se o governador de Mato Grosso Blairo Maggi pudesse, plantaria soja até nos Andes. O clima esquentou sobremaneira. Blairo não gostou, mas ao se encontrar recentemente com o ministro abriu largo sorriso. Minc olhou para a gravata do governador e fingiu também um sorriso. É esperado muito embate entre os dois na luta pelo desmate e o não-desmate da Amazônia.

Mais de 57 mil novos eleitores no Mato Grosso

Em citações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foi informado que o programa "Brasil Eleitor" desta semana apresenta dados que a Justiça Eleitoral de Mato Grosso contabilizou 57 mil novos títulos de pessoas que irão votar nas próximas eleições de outubro.

Pessoas de 16 e 17 anos não são obrigadas a votar, mas fizeram questão de comparecer aos cartórios eleitorais e participarem do processo. Atualmente, dado extra-oficial aponta o eleitorado do Estado em 1,997 milhão.

Justiça condena Júlio Campos, Jornal e Instituto Prodata por propaganda extemporânea

A pedido do Ministério Público Eleitoral de Várzea Grande (MT), por meio da promotora eleitoral da 49ª ZE, Fânia Helena Oliveira de Amorim, a Justiça condenou nos autos da representação nº 323 /08 proposta aos 8 de abril de 2008, o pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, Júlio José de Campos (DEM), o Jornal Folha do Estado a pagar multa de R$ 45 mil cada um e o Instituto Prodata, no valor de R$ 30 mil por propaganda eleitoral extemporânea. Saiba mais aqui

SAMU será implantado em Tangará da Serra

Nota máxima para os que se esforçaram no sentido de não permitir a saída do SAMU de Tangará da Serra. Excelente.

Quem administra pensando no povo não pode se furtar de praticar políticas que beneficiem os menos favorecidos.

Confesso que fiquei bastante aborrecido quando soube da possibilidade do SAMU ser retirado do Município por conta de detalhes superáveis.

Agora estou mais safisfeito e reconhecendo os esforços de todos pela implantação do serviço nesta tão carente terra.

Meu pensamento

Alguns políticos que se imaginam a coisa mais importante do mundo, na verdade, para minha pessoa não passam de seres desprezíveis.