27 de agosto de 2008

Escola na Austrália libera o uso de celulares e iPods nas provas

Uma escola de Sydney, na Austrália, resolveu abolir a cola nas provas, permitindo que os alunos buscassem informações durante os exames, por meio da internet, iPod ou telefones celulares. A idéia é preparar os alunos para a “vida real”, em que eles poderão consultar diversas fontes de informação.

A Presbyterian Ladies’ College está testando o modelo nas aulas de inglês, mas planeja utilizá-lo em outras matérias. Nas provas, os alunos podem usar a internet, ouvir podcasts em tocadores de MP3 ou ligar para um amigo ou parente pelo celular para tirar dúvidas sobre o conteúdo.

“No mercado de trabalho, eles não vão precisar uma quantidade enorme de informação na cabeça. O que eles precisam saber é acessar a informação de todas as suas fontes de maneira rápida e verificar a confiabilidade da informação”, afirma a professora Dierdre Coleman, que coordena o projeto, ao jornal “Sydney Morning Herald”.

Entretanto, não basta apenas copiar a informação. Nos exames, os alunos têm de citar as fontes dos dados, ou podem ser punidos por plágio.

Seria sacanagem os alunos colarem, né? Queria eu estar nessa escola. Fonte: Folha Online

O que disseram nesta quarta-feira, os candidatos à prefeito de Tangará

Fiquei mais animado depois que ouvi nesta quarta-feira (27), as propostas dos candidatos a prefeito em Tangará da Serra.

Jaime Muraro (DEM), Azenate Carvalho (PMDB) e Júlio César (PR) disseram no programa eleitoral, ao meio dia, o que se propõem fazer a partir de 1o de janeiro de 2009.

O candidato do DEM mostrou o que fez quando prefeito da cidade. As largas avenidas, a boa aparência da cidade e outras melhorias no setor infra-estrutural.

Assumiu compromisso de construir mais quatro grandes avenidas. Sendo uma delas, a Lions Internacional – ligando a Avenida Brasil à Léo Construção – sentido Campo Novo do Parecis.

A candidata Azenate Carvalho direcionou suas propostas para o campo da Educação. Insistiu que em sendo eleita, envidará esforços para implantar no Município o ensino básico integral. Iniciando o projeto pelos periféricos bairros Jardim dos Ipês e San Diego.

Mostrou também que será possível disponibilizar para todos os cidadãos tangaraenses o acesso grátis à internet.

O prefeito Júlio César, candidato à reeleição, mostrou em seu espaço, o antes e o depois de alguns setores de sua administração.

Maquinas estragadas versus novas. Unidade Mista de Saúde reformada. Lavanderia instalada. E enfocou com saturação nos investimentos feitos na área da Educação.

Diretoras e merendeiras de escolas tiveram a palavra para elogiar as benfeitorias implantas no atual governo. Não chegou a fazer apontamentos para o futuro.

Assim, foi nosso horário eleitoral dessa quarta. Melhorou consideravelmente. Bom para o eleitorado que a partir de agora saberá escolher com mais segurança seus candidatos em cinco de outubro.

Comissão aprova projeto que incentiva recuperação de áreas degradadas

Nesta quarta-feira (27), a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou projeto que prevê a possibilidade de concessão de incentivos especiais aos produtores que adotarem, em suas propriedades, sistemas integrados de produção destinados à recuperação de áreas degradadas ou em fase de degradação. O senador Gilberto Goellner (DEM-MT), é o relator da proposta. A proposição agora seguirá para o Plenário. A proposta (PLC 78/08) inclui os sistemas integrados de produção, em áreas degradadas, na lista de atividades e ações rurais que terão prioridade na obtenção de apoio financeiro e na obtenção de serviços oficiais de assistência técnica. (Com informações da Agência Senado)

Advogados apontam irregularidades na demarcação de Raposa Serra do Sol

Os advogados dos autores da Petição (PET) 3388, que contesta a demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, utilizaram como argumento, as irregularidades no laudo antropológico que serviu de base para edição da Portaria 534/2005, do Ministério da Justiça, que demarcou a área e a violação do princípio federativo com a ocupação de terras devolutas de Roraima pela União. Ainda de acordo com os advogados, a portaria viola o mesmo artigo porque coloca cinco etnias indígenas diferentes, algumas delas rivais entre si, numa mesma base territorial, com riscos de conflitos e ameaça às suas tradições, sua cultura e, até, sua sobrevivência.

Charge do Dia

Charge de Amarildo publicada hoje no Jornal Gazeta Online. E agora, José? Em quem votar?

Prefeito de Tangará da Serra é multado

Uma denúncia anônima contra o prefeito municipal de Tangará da Serra, Julio César Davoli Ladeia, sobre gastos considerados excessivos com publicidade, em 2007, foi julgada procedente pelo Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso, em sessão ordinária desta terça-feira (26). O gestor foi penalizado com uma multa de 500 Unidades de Padrão Fiscal (UPFs), correspondente a R$ 13.690,00.

O relatório de auditoria feito pela equipe técnica do TCE, constatou a realização de despesas de publicidade e propaganda ilegais, ilegítimas e antieconômicas com a empresa Lamego Publicidade Ltda, com ofensa à Lei de Licitações e aos princípios da legalidade, legitimidade, proporcionalidade, razoabilidade, economicidade e de interesse público.

As impropriedades detectadas abrangem ausência de justificativa subsistente dos valores acrescidos ao contrato, desobediência ao limite máximo de 25% legalmente permitido para acréscimos.

Conforme os levantamentos dos auditores, houve acréscimo de 373% sobre o valor inicial do contrato, além de evidências apontadas por amostras de que as despesas realizadas com a empresa denunciada envolvem matérias publicitárias de cunho pessoal, indicando uso de dinheiro público para fins de promoção pessoal.

O relator do processo, conselheiro Alencar Soares, recomendou o encaminhamento de fotocópias do processo ao Ministério Público Estadual para providências que o órgão considerar necessárias. Fonte: TCE/MT

Mato Grosso é o 2º em trabalho escravo

Mato Grosso é o 2º estado em resgate de mão-de-obra análoga à escravidão, ficando atrás apenas do Pará. Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego e apontam que de 2003 a 2007 foram libertados 1.736 trabalhadores em Mato Grosso. No Pará foram libertados 5.242. O terceiro lugar ficou para Mato Grosso do Sul, com a retirada de 1.608 trabalhadores.

P.P.P. quando preso apodrece na cadeia, já o rico, para o STF, nem preso vai mais

Ao ler a peça do Ministério Público Federal sobre a liberdade de Daniel Dantas, a sensação que se tem é que o Poder Judiciário chegou ao seu ponto mais podre.

Lei o parecer AQUI.

No entanto, o Blogueiro Frederico Vasconcelos leu o conteúdo do habeas corpus assinado por Gilmar Mendes soltando o mega bandido Daniel Dantas.

Veja as conclusões de Frederico AQUI.

Em outras palavras, a única certeza que se tem é que quando se trata de P.P.P. fica preso, apodrece na cadeia. Mas quando é rico, nem preso pode ir mais.

Para o cidadão comum, a mídia transformou o mega bandido em anjo e o delegado que o investiga em investigado, suspeito... (E.A)

Candidatos compram votos descaradamente

Alguns candidatos a vereador de "algumas" cidades brasileiras, especialmente os mais antigos, em plena luz do dia compram “apoios e votos” de forma aberta.

A tática é a seguinte: abordam o eleitor, negociam e após o ‘acerto' põem uma foto na parede do beneficiado.

Dois aspectos me entristece: o primeiro, a falta de consciência dos eleitores; o segundo, é que esses vereadores e não merecem ser reeleito, mas preso.

É de sabença geral que este procedimento é crime e amplamente divulgado pela imprensa. Tal atitude só demonstra a ineficácia do sistema em coibir a compra de votos.

A propósito: vou passar a andar com uma câmara e se tiver oportunidade, não hesitarei em denunciar. Duvide quem quiser!

UFMT oferece mestrado em História 2009

O Programa de Pós-graduação em História do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) oferece 18 vagas para o curso de mestrado em História 2009, na área de concentração em ´História, territórios e fronteiras, distribuídas em duas linhas de pesquisa: Territórios e fronteiras: temporalidades e espacialidades; e Fronteiras, identidades e transculturação.

As inscrições poderão ser feitas no período de seis a 24 de outubro. Será cobrada um taxa de R$ 100,00. Os interessados deverão procurar a secretaria do programa de pós-graduação em História, no Instituto de Ciências Humanas e Sociais, das 8h às 11h e das 14h às 17h.

Vereador assassinado com seis tiros

A Repórter Lile Corrêa informa que Bela Vista, cidade localizada na fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, chora a morte do vereador de segundo mandato Flávio Roberto Godoy (PDT), conhecido como "Ratinho".

Na noite de terça-feira (27 de agosto), por volta das 20h20, Flávio Godoy chegava a uma reunião da Coligação Renovação com Experiência PR, PSDB, DEM, PDT, dos candidatos Fernando Jorge e Mauro Flor da Terra, no bairro Espírito Santo, acompanhado de dezenas de amigos e correligionários, quando foi atacado por um “pistoleiro” que disparou seis tiros a queima roupa, dois atingiram o tórax, dois as costas, um na perna e outro no braço, possivelmente calibre 32, dois tiros atingiram ainda uma menina Luciana Garahay.

TRE cassa mandato de mais dois vereadores infiéis

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE) decretou a perda de mandato eletivo por infidelidade partidária de mais dois vereadores do interior do Estado.

Com a decisão, sobe para 117 o total de parlamentares cassados no Estado. Perderam os mandatos os vereadores de Alto Taquari, Sebastião Paes Ananias, que migrou do PTB para o PP, e de Bom Jesus do Araguaia, Josimar Ribeiro Batista, que saiu do PPS para o PSDB.

A decisão pela cassação do mandato de Ananias foi por unanimidade e acompanhou o voto do relator, desembargador Manoel Ornellas de Almeida, e por maioria, com o voto de desempate do desembargador presidente Leônidas Duarte Monteiro, o Pleno cassou o mandato do vereador Josimar Batista, acompanhando o voto do juiz relator João Celestino.