2 de setembro de 2008

Tangará ainda sem saber futuro de Muraro

Muita gente querendo informações sobre a postura do candidato a prefeito pelo DEM tangaraense, Jaime Muraro, depois do indeferimento do registro de sua candidatura, ontem, pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Nesta terça-feira (02) ouvi duas fontes. Nenhuma delas, porém, com a exatidão.

A primeira disse ao blog que Muraro sairá da disputa. Para a cabeça subiria seu candidato à vice, suplente de deputado federal Saturnino Masson (PSDB). Dona Olga (DEM) seria a vice no processo.

A segunda comentou que Muraro permanece candidato até sua situação com a Justiça eleitoral ser julgada na instância final. Nesse caso, apelaria ainda nesta terça ao Superior Tribunal de Justiça.

Como não ouvi nada da assessoria do candidado, prefero ficar com meus botões. Sem mais comentários, por enquanto.

Veja derruba cúpula "inteligente" de Lula

Como eu já vinha aguardando, a cúpula da inteligência do governo Lula foi derrubada por uma revista. Imagina o que um livro não faria, heim?

Taxa média do cheque especial é de 8,95% ao mês

Os empréstimos para pessoas físicas registraram taxa mensal de 8,95% no cheque especial, enquanto o juro médio das operações para empréstimo pessoal ficou em 5,7% ao mês.


No cartão de crédito (nacional) com juros rotativos a taxa oscilou de 4,10% a 11,9% ao mês, enquanto a dos juros parcelados ficou entre 3,99% e 10,10% ao mês, revela a sondagem realizada pelo InvestNews.


A linha de crédito oferecida para empresas, nas modalidades como vendor e compror, apresentou taxa anual de 37,78% a 66,37% ao ano. Já no capital de giro, a taxa anual ficou entre 37,88% e 65,51%.


O hot money encerrou o mês com taxas que variam de 3,50% a 5,30%. No desconto de duplicata e de cheque, as taxas ficaram entre 2,48% e 3,71% ao mês e, nas operações com conta garantida, o custo variou de 3,55% a 5,17% ao mês.

Justiça Eleitoral defere 340 mil registros de candidatos no país

Nesta terça-feira (2) o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou que deferiu 340 mil registros de candidatos por todo o país, Com isso, eles estão aptos a concorrer nestas eleições. São Paulo é o Estado com o maior número de aprovações.

O tribunal estima que o número de aprovação deva crescer, pois seu sistema contém cerca de 380 mil pedidos, dos quais 3.572 foram liberados pelo TSE, mas aguardam decisão de recurso de juiz de primeira instância.

A lei eleitoral fixou para os juízes eleitorais o limite do dia 16 de agosto para julgar todos pedidos de registros apresentados. Já os tribunais regionais têm até sábado para decidir eventuais recursos, e o TSE até o dia 25 de setembro para decidir em definitivo todas as situações em discussão na Justiça.

A 33 dias das eleições 85 candidatos já morreram

Faltando 33 dias para as eleições municipais deste ano, pelo menos 85 candidatos já morreram, segundo dados contabilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até a última sexta-feira (29).Entre os 85 candidatos que morreram, aconteceram pelo menos sete assassinatos.

O último caso ocorreu no sábado (30) em Curral Velho (PB), quando o candidato a vice-prefeito Silvino Pereira Gato (PMDB) foi morto a tiros.

No Pará, já foram registrados dois crimes nesta campanha: o assassinato de um candidato a vereador em Uruará, no oeste do estado. E o do candidato do PMDB a prefeito de Rio Maria, Agemiro Gomes da Silva, executado com um tiro na nuca.

Na cidade de Águas Lindas (GO), um candidato a vereador foi assassinado durante um comício. Em Cabrobó (PE), o candidato a vereador Índio Mozani Araújo de Sá (PT) foi assassinado em frente ao comitê de campanha.

Em Bela Vista (MS), o vereador e candidato à reeleição Flávio Roberto Godoy (PDT) foi assassinado quando chegava para um comício. Em Caraguatatuba (SP), o candidato a vereador Cosme Tavares Leite (PDT) foi assassinado quando saía do trabalho.

Charge do Dia

Publicada nesta terça-feira (02) no Jornal A Gazeta (Cuiabá/MT).

Deputado Riva reconduzido à presidência da AL de Mato Grosso

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso elege hoje, às 17h, pela primeira vez na sua história a Mesa Diretora (biênio 2009/10) por unanimidade. Esse feito inédito no Legislativo Estadual é encabeçado pelos deputados José Riva (PP), presidente, e Sérgio Ricardo (PR), primeiro secretário.

A chapa é denominada Unidade, refletindo a coesão que se conseguiu junto a todos os membros da Assembléia Legislativa. O clima de tranqüilidade é tamanha que os deputados titulares, que estão licenciados, não deverão retornar para apenas votarem na eleição da Mesa Diretora.

Os indeferidos pelo TRE de Mato Grosso

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso julgou, em sessão extraordinária desta segunda-feira (1º), 26 recursos interpostos contra decisões de indeferimento de registros de candidaturas. Destes, o Pleno negou provimento a 17 ações, mantendo inalteradas as sentenças de primeiro grau, e nove recursos foram providos.

CONFIRA

Deusdete Martins de Araújo, de Porto Alegre do Norte (unanimidade)

Osmari César de Azevedo de Araguainha (unanimidade)

Mário Silveira, de Tabaporã (voto desempate)

Coligação Sorriso Para Todos e PPS de Sorriso (unanimidade)

Benilda Maria dos Santos, de Nova Maringá (unanimidade)

Jaime Muraro e coligação Tangará Com Mais Saúde, de Tangará da Serra (unanimidade)

Pedro Paulo Ferreira, de Tabaporã (voto desempate)

Alziro Dias de Oliveira, de Guarantã do Norte (unanimidade)

Comissão Provisória do PPS de Jangada (unanimidade)

Trajano Ribeiro Taques de Jangada (unanimidade)

José de Arruda Filho de Jangada (unanimidade)

Reginaldo Oliveira Domingos de Alto Boa Vista (voto desempate)

Claudenice Dias Pereira Prates de Paranaíta (unanimidade)

Amauri Martelo de Carlinda (voto desempate)

Coligação "A Hora É Agora! Avança Alto Boa Vista, (DEM/PHS/PTB/PSDB/ PSB/ PPS de Alto Boa Vista

Por unanimidade, o Pleno não conheceu dos recursos de Maurício Previatti de Cotriguaçu, e Rafael Cabral da Silva de Tabaporã.