14 de outubro de 2008

Charge do Dia

Charge de Sponholz publicada hoje no Jornal da Manhã (PR).

Prefeitos dos municípios ameaçados de extinção se reúnem em Brasília

A criação de 15 municípios de Mato Grosso está sendo contestada pelo Supremo Tribunal Federal(STF). A Câmara Federal vai compor uma comissão especial para tratar da Proposta de Emenda Constitucional PEC 495/2006, que visa a legalização dos municípios.

Nesta terça-feira (14), a Confederação Nacional dos Municípios, realiza em Brasília, na Câmara dos Deputados, um encontro entre prefeitos, vereadores e parlamentares. Como publicado agora a pouco, em todo o País, 75 municípios estão ameaçado de extinção.

Veja quais municípios mato-grossenses estão em situação complicada AQUI

Prefeito eleito analisa pedido de auditoria na Prefeitura de Juara

Eleito com 12 votos de frente, o empresário do setor madeireiro, Alcir Paulino (PP), não descarta a possibilidade de pedir auditoria na Prefeitura Municipal de Juara (MT), antes da posse em janeiro de 2009.

Ele defende que essa auditoria se faz necessária para que o processo de transição seja feito com tranqüilidade e ele possa assumir a prefeitura de acordo com a sua realidade atual.

Paulino, que fez visitas de cortesias ao primeiro-secretário da Assembléia Legislativa, José Riva (PP) e ao governador Blairo Maggi nesta terça-feira (14), garantiu que em sua gestão vai priorizar investimentos nos setores essenciais como Educação e Saúde.

Assembléia cria prêmio jornalistas de Mato Grosso

O Governo de Mato Grosso sancionou recentemente, o projeto de resolução de autoria do deputado Gilmar Fabris (DEM) que prevê a criação do prêmio Medalha Assembléia de Jornalismo. A entrega dos futuros prêmios acontece a partir de 2009, quando a Assembléia deve apresentar as normas que vão reger um concurso estadual de jornalismo para eleger o melhor conteúdo de matérias referentes aos poderes constituídos. Aguardemos, pois.

Quase 60 municípios brasileiros podem ser extintos até 2009

Entre os mais de 5,5 mil municípios brasileiros que elegeram prefeitos e vereadores nas eleições deste ano, 58 podem ser extintos do mapa caso o Congresso Nacional não aprove uma lei federal complementar que reconhece a criação dessas cidades. O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, classificou a situação como “bastante complicada” e lembrou que, se não forem oficialmente reconhecidas, as localidades voltarão a ser apenas distritos. Com informações da Abr

CCJ aprova criação de fundo para integração educacional no Mercosul

Nesta terça-feira (07), a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara aprovou, o Projeto de Decreto Legislativo 497/08, que referenda decisão do Conselho do Mercado Comum que cria o Fundo Educacional do Mercosul (FEM).

O fundo vai financiar projetos e programas para fortalecimento da integração dos sistemas educacionais dos países integrantes do bloco.

O relator, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), recomendou a aprovação da proposta.

O FEM, criado em 2004, já foi referendado pela antiga Comissão Parlamentar Conjunta do Mercosul (atual Representação Brasileira do Parlamento do Mercosul). (Com informações da Agência Câmara)

No Parque do Xingu, caminhão paga R$ 180 pra passar por "reserva"


A estrada que corta a reserva indígena no Parque Nacional do Xingu, localizado no extremo norte de Mato Grosso, tem pontos vigiados por guerreiros. Para passar pelo trecho, é preciso pagar.

O motorista de um caminhão bi-trem, carregado, deve deixar R$ 180 para os índios. Se o veículo estiver vazio, o preço é de R$ 150.

O valor é para atravessar o Rio Xingu. Dois índios operam a balsa mantida pela tribo. Em menos de dez minutos, é possível chegar à outra margem.

A equipe de reportagem do "Jornal Hoje" que passou por lá recentemente, pagou R$ 50 e recebeu o comprovante.

No documento, é possível constatar que cada veículo tem um preço diferente. E, no caso dos ônibus, a cobrança é feita duas vezes. O motorista deve pagar R$ 60 e, cada passageiro, R$ 5. Com informações do G1.

NOTA DO BLOG: Imagino que esteja na hora desse abuso ter fim. Com a palavra as autoridades (in) competentes.

40 pessoas intimadas a pagarem multas ambientais

Mais 40 pessoas físicas e jurídicas da região norte de Mato Grosso foram intimadas hoje pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) regional de Sinop para pagamento de multas aplicadas, em operações, por crimes ambientais e outras irregularidades.

Os intimados são das cidades de Sinop, Alta Floresta, Feliz Natal, Guarantã do Norte, Tabaporã, União do Sul, Peixoto de Azevedo, Apiacás, Terra Nova do Norte, Matupá, Novo Mundo, Vera, Marcelândia e Santa Carmem.

Todos têm 20 dias para quitar o débito sob pena de inscrição no Cadin/Bacen (Cadastro informativo de créditos não quitados do setor público federal), Dívida Ativa da União, e ajuizamento de execução fiscal, em que o devedor não é citado para se defender, mas para cumprir a obrigação do pagamento, com bens podendo ser penhorados para execução da dívida.

Imagens da destruição na PCH Telegráfica em Sapezal





F
Fotos: Fotos do internauta Moisés

TJ terá novo desembargador a partir de hoje

O novo desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Luiz Ferreira da Silva (foto), toma posse hoje, em solenidade que será realizada às 9h30 no plenário 1 do TJ.

Presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso desde 2001, Luiz Ferreira da Silva foi indicado na quinta-feira (9) pelo governador do Estado para ocupar a vaga do desembargador Munir Feguri pouco depois da lista tríplice com seu nome e de outros dois advogados - Jenz Prochnow Júnior e Cláudio Stábile Ribeiro - ter chegado ao gabinete de Blairo Maggi, após a votação da lista sêxtupla do quinto constitucional da OAB pelo colégio de desembargadores do TJ.

Blairo traça planos para manter "turma da botina" controlando o Estado

O governador Blairo Maggi (PR) já traçou em sua mente a chapa majoritária que representará a continuidade administrativa da "turma da botina" no palácio Paiaguás.

Embora não tenha deixado explícito, o governador insinuou nesta segunda (13), que tem a intenção de disputar o Senado da República, em 2010. E não à vice-presidência, como alguns "botinados" chegaram a divulgar.

E mais: o governador abriu o peito e disse que deseja que o atual deputado estadual José Riva (PP), presidente eleito da Assembléia Legislativa, como o outro candidato do grupo a senador do grupo.

"Fiz um convite para o deputado para uma possível chapa e nos agradaria muito ter esta coligação", revelou o governador, em entrevista coletiva em seu gabinete no palácio Paiaguás.

NOTA DO BLOG: Até dá pra gente pensar como estão se sentindo os petistas. Estou dizendo: a aliança PR/PT não terá vida longa. Nem no Mato Grosso, nem em Tangará da Serra. Aguardemos só mais uns 12 meses...

Estudo indica que eleitor só reelege prefeito bem avaliado

A cada eleição, os eleitores examinam com mais cuidado a gestão de um prefeito candidato à reeleição.

Por isso, a chance de um prefeito se reeleger é proporcional à aprovação de sua gestão na prefeitura, mostra estudo que cruzou avaliações dos prefeitos de 76 grandes municípios brasileiros com os resultados eleitorais do dia cinco.

A reeleição tem sido estritamente fiscalizada pelo povo, mostra o trabalho: "Só se reelege quem tem méritos", afirma o autor do estudo, o cientista político Alberto Almeida, do Instituto Análise.

O cruzamento de dados estipulou os limites de uma "taxa de êxito" para medir a chance da reeleição: os que chegam às vésperas do pleito com aprovação de 50% têm 59% de chances de serem reeleitos, mas uma avaliação positiva de 40% reduz essas chances para 36%; se a aprovação for de 30%, a chance de reeleição desaba para 16%. Com informações do O Estato de S. Paulo.

Quem deve pesar duas vezes antes de se candidatar

O estudo realizado pelo cientista político Alberto Almeida, do Instituto Análise, recomenda: prefeitos com aprovação abaixo dos 50% devem pensar duas vezes antes de buscar a reeleição.

A votação da semana passada deu exemplos. Flávio Kayatt (PSDB) foi à reeleição em Ponta Porã (MS) com a melhor aprovação do País (85%): ganhou sem sustos, com 76% dos votos válidos.

Com 82% de aprovação, Ruiter Oliveira (PT) foi à reeleição em Corumbá (MS) e cravou 81% dos votos.

Em Piracicaba, o tucano Barjas Negri, com aprovação de 81%, alcançou consagradores 88% dos votos.

Outro exemplo foi Beto Richa (PSDB), aprovado por 81%, se reelegeu em Curitiba no primeiro turno com 77% dos votos. Com informações do O Estado de S. Paulo.

Motoristas são obrigados a pagar alto pedágio para passar por "reserva"

Quem passa por trechos de rodovias estaduais que cortam a reserva indígena dos índios Paresis tem que preparar o bolso.

É que lá existem pelo menos cinco barreiras de arrecadação montadas próximas das rodovias estaduais MT-358 e MT-235.

Quem não paga também não trafega e pode até ter o documento retido, mesmo que indevidamente, pelos indígenas.

A cobrança, alvo de muita reclamação dos motoristas é feita na estrada Nova Fronteira.

Bem movimentada, ela liga a MT-358 à Sapezal, que tem aproximadamente 90 quilômetros de extensão.

Os índios chegam a tomar dos motoristas até R$ 25 mil por mês.

NOTA DO BLOG: As autoridades do estado de Mato Grosso e o Dnit poderiam muito bem resolver esse problema se construíssem uma rodovia pública. O que é esperado por todos que obrigatoriamente precisam passar pela reserva.

Folha S. Paulo publicou: Índios invadem e incendeiam obras de hidrelétrica em MT

Cerca de 120 índios da etnia enawenê nawê invadiram e incendiaram na manhã de sábado (11) o canteiro de obras da PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Telegráfica, na cidade de Sapezal (MT).

Pelo menos 12 caminhões foram destruídos, além dos alojamentos e do escritório avançado da Juruena Participações Ltda. consórcio de empresas que constrói a usina.

Equipamentos de informática e utensílios de cozinha do refeitório foram saqueados, diz a empresa. Os índios abandonaram o local em seguida.

NOTA DO BLOG: Uma vergonha para as autoridades do Estado de Mato Grosso. Uma situação que poderia ter sido resolvida com uma simples construção de uma rodovia. Ficar refém desse pessoal, ninguém merece.