21 de outubro de 2008

Imagens da morte

Seqüestro, cativeiro, morte e enterro ao vivo em rede nacional.

Já passou da hora de a imprensa tupiniquim parar de só querer faturar com a desgraça alheia e, pior, interferir na notícia ao entrevistar e influenciar o comportamento de seqüestradores, policiais e reféns, como já fez diversas vezes e agora no caso que culminou com a morte da menina Eloá em Santo André (SP).

Antes de entrevistar especialistas pra achar a culpa da polícia (que errou sim, mas teve companhia), a imprensa deveria admitir seus próprios erros.

E buscar especialistas para debater o problema também para, quem sabe, parar influenciar a notícia e os fatos. Ninguém merece.

Imagens da morte 2

Se para o bem da democracia o governo não deve por cabrestros na imprensa, para o bem de todos a imprensa brasileira deveria ter o bom senso de frear seus desatinos.

Em alguns países da Europa, como a Inglaterra, embora não exista censura, há um pacto entre os próprios jornais no sentido de não divulgar imagem de bandido.

Qualquer profissional de imprensa experiente na área policial sabe que bandido quer é aparecer. E que expor sua imagem só ajuda a criar mitos e “heróis” do submundo estimulando outros coitados sem melhores perspectivas na vida a imitar o que não presta pra virar celebridade.

Ou, como no recente e lastimável caso do menino fã do “maniáco do parque” que virou o “assassino da cruz” de Rio Brilhante (MS), simplesmente para aparecer na mídia e dizer ao mundo que existe.

NOTA DO BLOG: A propósito, a partir desta data não divulgarei mais foto de bandido, assassino ou outros cruéis neste blog. Penso que meus colegas deveriam fazer o mesmo.

Prefeitura de Poconé emite 34 cheques sem-fundos e TCE reprova contas

Por quatro votos a três, incluindo o de desempate proferido pelo conselheiro presidente, Antonio Joaquim, as contas anuais referentes a 2007 do prefeito de Poconé (MT), Clóvis Martins, receberam parecer contrário do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

Dentre as irregularidades destacadas no relatório de Waldir Teis, destacam-se a falta de recolhimento de contribuições devidas ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), desdobramento de despesas para possibilitar licitações em modalidade inferior à exigida por lei, pagamento de R$ 96 mil acima de valor licitado e devolução de 34 cheques da prefeitura por insuficiência de saldo bancário.

Garibaldi comenta que crise mundial "vai bater na porta" do Brasil

Nesta terça-feira (21), o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse que a crise econômica internacional vai "bater na porta" do Brasil com riscos de prejuízos ao país.

O senador defendeu medidas para conter a crise, mas disse acreditar que o governo esteja preparado para enfrentá-la.

"A crise vai bater em nossas portas. Se não tivermos com as portas fechadas, ela vai entrar e derrubar um bocado de coisa. O governo tem reservas, diz que está preparado para enfrentar o que vem por aí", afirmou.

Garibaldi disse que a expectativa do Legislativo é que o governo esteja "à altura do desafio" de conter os impactos da crise.

A partir de hoje eleitores não podem ser presos

Os eleitores que voltam às urnas no próximo domingo (26), não podem ser presos nem detidos a partir desta terça-feira (21). A proibição dura até 48 horas depois do fim da eleição em segundo turno. Essa determinação está no artigo 236 do Código Eleitoral e só permite a prisão em flagrante ou por desrespeito a salvo-conduto, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). (Com informações da Agência Estado)