5 de novembro de 2008

Professores contratados com até quatro meses sem pagamento

De muito mau gosto essa da Seduc/MT não pagar em dia os proventos dos servidores contratados. Aliás, acho isso uma baita falta de vergonha e respeito para o trabalhador, especificamente da Educação.

Ouvi nesta manhã alguns professores contratados alegando estar a quatro meses sem perceber seus pagamentos.

Mais uma vez: que falta de respeito e discriminação com o servidor contratado no Estado de Mato Grosso.

Será que esses profissionais (maioria pais e mães de famílias), não têm suas responsabilidades para cumprir?

O que a SEDUC faz com esses servidores para mim tem nome: puro desrespeito. Situação que precisa ser revista o quanto antes. Mas quem se digna em levantar a bandeira dos profissionais contratados neste Estado?

20 mil trabalhadores poderão perder empregos no MT

A crise da falta de crédito, aliada ao problema do endividamento rural e aos altos custos de produção, poderá gerar cerca de 20 mil demissões no setor algodoeiro de Mato Grosso neste final de ano.

Este contingente representa 33% de toda a mão-de-obra empregada no campo – 60 mil pessoas.

O alerta foi feito ontem pelo presidente da Câmara Setorial do Algodão, Sérgio De Marco, que deverá entregar hoje ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephannes, documento com as principais reivindicações do setor.

A coisa está ficando feia...

Cadê o prefeito?

Não vejo o prefeito reeleito de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia (PR), desde uma semana antes das eleições. Por onde andará o prefeito de nossa cidade? Da assessoria de imprensa da prefeitura: nenhuma informação por simples que seja. Que coisa!

Blairo tenta rebaixar o PSDB

Blairo Maggi (PR) declarou ontem que o PSDB, principal adversário no Estado, não fez mais do que a obrigação de manter a prefeitura de Cuiabá.

O prefeito da Capital, o tucano Wilson Santos, foi reeleito. Ele disputou o segundo turno contra o candidato do governador, o empresário Mauro Mendes (PR).

“O PSDB não ganhou nada, só manteve o que ele tinha. Aliás, diminuiu no Estado e agora estão cantando de galo. Nós não conquistamos a prefeitura, mas conquistamos um espaço político que até então nós não tínhamos na Capital”, avaliou o chefe do Executivo estadual.

NOTA DO BLOG: O problema é que a 'turma da botina' corre sério risco de perder o governo em 2010 justamente para o PSDB. E se perder mesmo?

"Zé não tem preparo para ser prefeito de Rondonópolis"

Em entrevista nesta terça (04) ao Diário de Cuiabá o governador Blairo Maggi (PR) revelou que não pretende manter relações políticas com o prefeito eleito de Rondonópolis, deputado Zé Carlos do Pátio (PMDB).

O município distante 210 quilômetros de Cuiabá é a principal base eleitoral do chefe do Executivo estadual, que perdeu a eleição para o grupo adversário liderado pelo peemedebista.

“O Zé não tem preparo para ser prefeito de Rondonópolis. O estilo dele não é de Executivo. Mas torço para que tudo dê certo”, disse ao ser questionado se já estava preparado para receber o prefeito eleito do município.

E Sachetti tinha? Tanto que perdeu...

Mais quatro vereadores perderam mandato em MT

Mais quatro vereadores de Mato Grosso perderam o mandato na sessão de ontem à noite por infidelidade partidária. São 189 os parlamentares cassados.

Perderam seus mandatos os vereadores Anésio José Hilário (Jangada), José Aprígio de Moraes (Conquista D´Oeste), Keith Olivett dos Santos (Novo Santo Antônio) e Aníbal Lima da Luz (São José do Xingu).

O vereador por Jangada, Anésio Hilário, que saiu do PPS para ingressar no PR, e que teve o mandato requerido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), foi cassado por maioria de cinco votos a um.

O juiz- relator João Celestino Corrêa da Costa Neto, que votou pela procedência do pedido do MPE, afirmou que o vereador não conseguiu comprovar a alegação de grave discriminação pessoal.

O vereador ainda alegou a criação de novo partido como justa causa, que foi acolhida pelo juiz Alexandre Elias Filho.

Também por maioria, de cinco votos a um, em virtude da alegação de criação de novo partido, o vereador por Conquista D´Oeste, José Aprígio, foi cassado.

O vereador, que saiu do DEM para ingressar no PR e alegou grave discriminação pessoal, teve o mandato requerido pelo MPE. A decisão acompanhou o voto do relator-juiz João Celestino.

Parabéns Obama!


Deus, ou Alá, te ajude...Este jornalista está orgulhoso por sua explêndida vitória.

Deputado apresenta projeto que veda mandatos sem voto

O candidato que, nas eleições proporcionais, não obtiver nenhum voto, não será incluído na lista de suplentes pela justiça eleitoral.

A proposta foi apresentada pelo deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT) acrescentando artigo ao Código Eleitoral.A iniciativa do deputado partiu em razão do fato inusitado que ocorreu recentemente no município piauiense de Queimada Nova, quando a justiça eleitoral empossou vereador um candidato que não obteve nenhum voto nas eleições.

A decisão ocorreu porque três vereadores e seus suplentes foram cassados por infidelidade partidária, não tendo sobrado nenhum suplente da coligação.

"A legislação eleitoral vem permitindo a ocorrência de situações frontalmente contrárias ao sistema representativo e atentatórias à cláusula pétrea do voto direto, secreto, universal e periódico consagrada pela Constituição Federal", argumenta Bezerra.