27 de novembro de 2008

Frente discute criminalização da homofobia

Nesta quinta-feira (27), a Frente Parlamentar pela Cidadania Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros (LGBT) realiza, no Senado, o 5º seminário nacional para discutir a criminalização da homofobia no país.

A solenidade de abertura contará com a presença dos presidentes do Senado, Garibaldi Alves, e da Câmara, Arlindo Chinaglia, e do ministro da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi.

O primeiro debate será sobre a Criminalização da Homofobia no Brasil e vai ser coordenado pela deputada Cida Diogo (PT-RJ). Em seguida, será lançada a campanha Não Homofobia.

À tarde, sob a coordenação da deputada distrital Erika Kokay (PT-DF), o debate será em torno do projeto de lei que disciplina a união civil entre pessoas do mesmo sexo (PL 1151/95). Com Assessoria

Pará e Mato Grosso lideram desmatamento na Amazônia

O desmatamento atingiu 102 km² de florestas da Amazônia Legal em outubro, segundo o relatório do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

O número representa uma queda de 81% em relação ao mês de outubro do ano passado, quando o desmatamento somou 529 km².

O desmatamento acumulado no período de agosto a outubro de 2008, correspondendo aos três primeiros meses do calendário atual de desmatamento, totalizou 524 km².

Em relação ao desmatamento ocorrido no mesmo período do ano anterior houve uma redução de 77%, quando o desmatamento somou 2.299 km².

O desmatamento foi maior no Pará (52%), seguido por Mato Grosso (36%), Rondônia (6%) e Amazonas (6%).

Desde setembro de 2008, o SAD também registra a degradação florestal oriunda de áreas que sofreram intensa exploração madeireira e ou que sofreram fogo florestal de várias intensidades.