16 de janeiro de 2009

"Turma da Botina" já projeta chapa Silval, Maggi e Abicalil para 2010

Vice-governador Silval Barbosa (PMDB)


Consciente de que o braço-direito e atual presidente do Dnit (Departamento Nacional de Infra-estrutura), Luiz Antônio Pagot (PR), dificilmente conseguirá viabilizar uma candidatura ao Governo de Mato Grosso, em 2010, o governador Blairo Maggi (PR) já tem um "Plano b" para manter a hegemonia no palácio Paiaguás. Trata-se de apoiar uma eventual candidatura do atual vice-governador Silval Barbosa (PMDB) a governador.


Para "bombar" Silval Barbosa, o governador republicano tem a intenção de antecipar a saída do palácio Paiaguás. Ao invés de deixar a cadeira na data-limite do mês de abril, Blairo Maggi sairá em dezembro de 2009.


Com a caneta e habilidade política, Silval Barbosa ganharia tempo suficiente para conquistar projeção eleitoral. Pelos "botinudos", a chapa tende a ser com Silval ao Governo; Maggi e o deputado federal Carlos Abicalil (PT) como candidatos ao Senado.


Neste caso, sobraria para Pagot somente uma candidatura a deputado federal ou estadual. É muito provável que PT, PMDB e PR estejam juntos no plano nacional apoiando a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef (PT), a presidência da República.


Diante da verticalização eleitoral, a trinca liderada por PT, PMDB e PR tende a se repetir fortemente em Mato Grosso. Já a oposição a "turma da botina" se organiza projetando uma candidatura a governador do atual prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), ou ainda do atual senador Jaime Campos (DEM). Claúdio Moraes

Andarilhos "constroem" fogão à lenha na praça da Prefeitura

Mendigos e andarilhos 'tomaram' para moradia a praça da prefeitura de Tangará da Serra.

A posse do local, embora temporária, permitiu aos andarilhos a "construção" até mesmo de um improvisado fogão à lenha.

Antes, o local servia apenas como "dormitório". Mas agora, pelo visto, acentuou-se a situação.

A Assistência Social do Município tem tentado conduzir tais pessoas para um abrigo público. Mas, elas apreciam mesmo é o conforto do ar livre.

Em todo caso, um CARTÃO POSTAL nada apreciável para quem visita nossa cidade.

Sem querer ofender...

Em Mato Grosso, segue a expectativa: Faustino será cassado? Túlio se manterá no cargo? Todos prefeitos acusados de compra de voto serão punidos?

Senador democrata critica PR e cobra apoio

O senador Jayme Campos (DEM) dá ênfase a um discurso que prenuncia a formação de aliança com o PSDB de olho nas eleições de 2010. Sem papas na língua, Jayme cutuca os republicanos ao afirmar que o PR é bem-vindo para integrar uma chapa majoritária liderada pelo DEM. “Pelo cenário que se desenha em âmbito nacional, o DEM, o PSDB e o PPS deverão caminhar juntos. Mas o PR pode nos apoiar. Por que não?”, questiona.

Vice-governador registra menor rejeição

O vice-governador Silval Barbosa tem o menor índice de rejeição entre os quatro nomes considerados pelo Ipec na amostragem estimulada, com 1,21%. Entre os indicados em geral, o ex-senador Antero Paes de Barros (PSDB) lidera o índice de rejeição num grupo de 12 expoentes da política de Mato Grosso.

Conforme a pesquisa do IPEC, 6,88% dos eleitores responderam que não votariam de jeito nenhum em Antero caso ele fosse mais uma vez candidato ao governo do Estado. O senador Jayme Campos ocupa o segundo lugar, com 5,66%. Presidente do PMDB estadual, o deputado federal Carlos Bezerra acumula 3,76% nesse item da pesquisa.

Considerado o principal líder do PP no Estado, o deputado José Riva surge na quarta posição do ranking da rejeição, com 3,25%. Riva também é lembrado na legenda como candidato virtual ao comando do Palácio Paiaguás.

O diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot detém 2,74% de rejeição. A lista aponta o prefeito Wilson Santos com uma rejeição declarada de 2,42%. O deputado federal Carlos Abicalil (PT) aparece na lista com 2,29%. (SF) O Diário

Pesquisa revela que Justiça Eleitoral é a mais confiável entre várias instiuições

A Justiça Eleitoral foi avaliada como a instituição com maior credibilidade por 73% dos entrevistados em uma pesquisa nacional de opinião pública realizada pelo Instituto Nexus.

A pesquisa avaliou também a percepção dos eleitores em relação a campanha de esclarecimento ao eleitor em 2008, organizada para dar maior amplitude à necessidade e importância do voto.

No levantamento, que media o nível de confiança nas instituições, a Justiça Eleitoral foi apontada como a mais confiável, recebendo 73% dos votos. Em seguida aparece a Polícia Federal, com 67%, o governo federal, com 65%.

A Câmara dos Deputados é a pior instituição entre as 11 avaliadas, com 35% de ótimo ou bom. O Senado teve 40%, as câmaras de vereadores 38% e as assembléias legislativas ficaram em penúltimo, com 37%.

Os dados mostram que os eleitores que mais confiam na Justiça Eleitoral são os moradores da região Norte, com mais de 70 anos e com ensino médio ou mais. Por outro lado, os mais desconfiados são os moradores da região Sudeste, analfabetos e que não se lembram da campanha de esclarecimento.

A avaliação em relação a aspectos como a agilidade na apuração, organização da eleição, qualidade dos serviços prestados e confiança nos resultados também foi a melhor desde 2004.

A pesquisa abrangeu 26 estados brasileiros, ficando de fora apenas o Distrito Federal, onde não há eleições municipais. Foram entrevistadas duas mil pessoas entre 18 e 24 de novembro do ano passado.

Rádio Pioneira não apresentou o 'É Notícia' nesta sexta

Fiquei sem ouvir na manhã desta sexta (16), o tradicional jornal falado "É Notícias" da Rádio Pioneira AM de Tangará da Serra.

O que teria ocorrido para nosso jornal não ter ido ao ar?

Na voz da jornalista e professora universitária Marlene Maria, o É Notícias (7h às 9h de sergunda à sexta-feira) sempre fez eco em minha vizinha, a começar em minha residência.

De fato, não sei mesmo o que houve para o jornal deixar de ser apresentado hoje.

Mas uma sugestão teria para os diretores das emissoras em AM de Tangará da Serra: investimento em pessoal e equipamentos de ponta certamente seriam fundamental para termos um rádio mais atualizado e comunitário no Município.